.

.

HORA CERTA

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Hildo do Candango inaugura biblioteca e sala de aula no presídio de Águas Lindas














O prefeito Hildo Candango, juntamente com o vice-prefeito Luiz Alberto Jiribita, 
a secretária de Ação Social Aleandra de Sousa, o secretário de Educação 
Silvério Correa inauguraram na manhã desta terça-feira (24) uma biblioteca 
e sala de aula na Unidade Prisional de Águas Lindas de Goiás, através do 
Projeto Reeducação Básica – Reaprendendo a Escrever.
Estiveram presentes no evento o secretário da Administração Penitenciária 
e Justiça Edemundo Dias de Oliveira Filho,  a juíza de direito da Comarca de 
Águas Lindas Claudia Silvia de Andrade Freitas, o diretor do Fórum Luiz Flávio 
Navarro, a  promotora de Justiça da Comarca de Águas Lindas  Tânia D’able 
Rocha Bandeira, o presidente da Câmara de Vereadores Evandro do Rainha 
da Paz,
Hildo do Candango destacou a importância de oferecer apoio a projetos como 
esse. “Para que a população carcerária possa ter a oportunidade de adquirir 
o conhecimento e assim buscar novas perceptivas de vida. Fico satisfeito de 
estar aqui hoje inaugurando duas salas da Educação de Jovens e Adultos, 
a EJA, na penitenciária da cidade, porque acredito que apenas através da 
educação conseguiremos ressocializar”, enfatizou o prefeito.
O Projeto Reeducação Básica – Reaprendendo a Escrever, surgiu através de 
uma parceria entre o Conselho da Comunidade de Águas Lindas de Goiás e o 
Governo Municipal.
O secretário Edemundo fez rápido histórico da situação carcerária no Estado 
de Goiás e dos avanços ocorridos nos últimos anos. “Sairei daqui feliz, pois 
sabemos que Águas Lindas tem um prefeito  que zela pelas questões sociais e 
no sentido de melhorar a Lei de Execuções Penais”.
Segundo Edemundo, a lei não pode ser uma letra morta. “No Brasil a situação 
de caos dos cárceres é cultural a ponto do próprio ministro da Justiça dizer que 
prefere a morte a ficar preso. Isso tem de servir de alerta para todos nós, temos 
de humanizar cada vez mais os nossos serviços. E com efeito pedagógico para 
que a gente possa, de fato, mudar a realidade do sistema prisional no país”, 
enfatizou ele.
Saiba mais
Na Unidade Prisional de Águas Lindas, existem 156 presos, dos quais 75 já 
foram sentenciados e que vão estudar nas salas do EJA.
Segundo o diretor da Unidade, Adriano Augusto de Andrade, após  enorme 
procura, pelos familiares dos reeducandos, para que eles também 
participassem das aulas, surgiu a necessidade de construir uma sala de 
aula e uma biblioteca, onde o projeto apoiado pela promotora Tania  D’Able, 
conseguiu doações de livros, que hoje somam mais de dois mil exemplares.
O projeto ganhou força, e agora as aulas são supervisionadas pela Secretaria
Municipal de Educação, onde um professor foi disponibilizado para ministrar as 
aulas.
Vale ressaltar que os sentenciados que participam do Projeto estudando 
regularmente, também ganham o direito de remição de pena pelas aulas 
assistidas.
A unidade prisional conta com duas salas de aula e uma biblioteca, construídas 
com verba do Conselho da Comunidade, e com o apoio do Governo Municipal,
através da Secretaria de Educação.
Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: Fotos Catireiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também