.

.

Hora Certa pra você

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Terracap realiza audiência pública para debater o projeto do ArenaPlex

O objetivo é promover o diálogo sobre a proposta de parceria com a iniciativa privada para a gestão do Estádio Nacional de Brasília, o Ginásio Nilson Nelson e o Complexo Aquático Claudio Coutinho.

(Brasília, 11/12/2017) – Amanhã, 12/12, às 10h ocorrerá no auditório sede da Terracap uma audiência pública para apresentação do projeto do Centro Esportivo de Brasília (ArenaPlex).

O foco é a minuta do edital de concorrência para a concessão de uso de bem público, que é pelo prazo de 35 anos com o objetivo de gerir, manter, operar e modernizar o Centro de Esportes.

Nota de Pesar

Em nome da Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás, o prefeito Hildo do Candango se solidariza com a família e amigos pelo falecimento da professora Sidney Carneiro, servidora da Secretaria Municipal de Educação.
Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestado ao nosso Município, com amor e dedicação à educação de nossos alunos.
A Secretaria de Educação informa ainda que o dia 12 de dezembro foi decretado luto em todas as unidades municipais de ensino, e portanto não haverá nenhum tipo de atendimento

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Alexandre de Moraes vota a favor de imunidade a deputados estaduais

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou para garantir a parlamentares estaduais as mesmas prerrogativas de deputados federais e senadores, que somente podem ser presos em flagrante por crime inafiançável e com aprovação da Casa Legislativa a que pertencem. O voto de Moraes é o segundo a favor de imunidade penal a deputados estaduais. Na sessão do último dia 6, o julgamento foi suspenso após empate no entendimento sobre o assunto. No entendimento do ministro, os parlamentares estaduais têm as mesmas garantias dos parlamentares federais, mesmo se não estiverem previstas nas constituições estaduais. “O legislador constituinte originário, ele estendeu expressamente no parágrafo 1º, do artigo 27, essas normas obstáculo, ou seja, as imunidades”, disse. Faltam os votos dos ministros Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello e da presidente, Cármen Lúcia. OPERAÇÃO CADEIA VELHA O caso que motivou o julgamento foi a prisão preventiva dos deputados do estado do Rio de Janeiro Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. A decisão será aplicada em casos semelhantes registrados nas assembleias do Mato Grosso e do Rio Grande do Norte. Os parlamentares foram presos preventivamente no dia 16 de novembro, por determinação da Justiça Federal, sob a suspeita de terem recebido propina de empresas de ônibus. Os fatos são investigados na Operação Cadeia Velha, da Polícia Federal. No dia seguinte, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) reverteu a decisão judicial e votou pela soltura dos três. A questão jurídica está em torno da interpretação do Artigo 27, da Constitui- ção. O quarto parágrafo diz que o deputado estadual tem direito às regras constitucionais sobre sistema eleitoral, inviolabilidade e imunidades previstas na Carta. Com base nesse artigo, constituições estaduais reproduziram a regra, prevista no Artigo 53, que garante a deputados e senadores prisão somente em flagrante de crime inafiançável e referendada por sua casa legislativa.

Definida final da 9ª edição da Copa dos Servidores

Quatro equipes disputaram na noite desta quinta-feira (07), o direito de levar o titulo da 9ª Copas dos Servidores de Águas Lindas de Goiás, certame organizado pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. A pasta divulgou os resultados dos confrontos das semifinais.
A equipe da Clínica Santa Mônica enfrentou o time da Prefeitura em uma partida acirrada, logrando êxito o Santa Mônica pelo placar apertado de 4X3.
Mas a grande disputa mesmo ficou por conta das equipes da Polícia Militar e da Secretaria de Agricultura. Este jogo foi muito aguardado pelos amantes do futebol que estão acompanhando o campeonato, pois vêem estes dois times como os melhores da competição. Com um jogo mais consistente a equipe da Polícia Militar venceu com facilidade a equipe da Secretaria de Agricultura 4X2.

A grande final será disputada pela PM X Santa Mônica em data a ser definida e a disputa do 3ª lugar Prefeitura x Agricultura. O secretário de Esporte e Lazer, o professor de educação física Ulisses afirmou que o objetivo principal foi atingido. “Nós queríamos por meio do esporte a integração dos servidores e com isso a propagação da prática esportiva, e neste caso usamos o futebol. Foi muito bom acompanhar o desenvolvimento dos times, a empolgação dos outros servidores que iam torcer”, completou o secretário.

Prefeitura avança na construção de creches em Águas Lindas


A Prefeitura de Águas Lindas de Goiás continua trabalhando a todo vapor para concluir, o mais rápido possível, a construção de oito creches municipais, as quais, juntas, deverão atender a mais de 2.400 crianças em vários bairros da cidade. Cerca de R$ 12 milhões estão sendo investidos na construção destas creches no município.
As novas creches são construídas nos moldes das unidades do Jardim Santa Lúcia e do Setor 08 que juntas atendem cerca de 500 crianças. Equipes das Secretarias de Obras e Educação tem trabalhando para que em breve as outras unidades sejam inauguradas para atender a comunidade.
Para o prefeito Hildo do Candango, que se esforçou muito para conseguir os recursos para a conclusão das obras, esta é uma conquista também da população que poderá contar com um trabalho de excelência. As equipes de servidores passam por cursos de capacitação para oferecer a comunidade um serviço de qualidade a altura de seus anseios.

Hildo do Candango diz ainda que a intenção é ampliar a oferta de creches e pré-escolas da rede pública da educação infantil, voltada a crianças de até cinco anos. Os recursos destinam-se à construção das creches e aquisição de seus equipamentos e mobiliário. “O município tem de prestar suporte às famílias que não têm local apropriado para deixarem suas crianças durante a permanência no trabalho”, concluiu Hildo.


quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Acidentes na BR-070 diminuíram após duplicação e urbanização

Os índices de acidentes registrados na BR-070, no perímetro urbano de Águas Lindas de Goiás caíram vertiginosamente após a duplicação e urbanização do percurso. A iluminação e instalação de redutores de velocidade no curso urbano da BR-070 diminuíram sensivelmente as mortes por atropelamento e inibiram os bandidos que aproveitavam a escuridão para praticar crimes.
De acordo com DNIT, na duplicação da rodovia, no trecho entre a divisa DF/GO (km 0) e o Córrego do Macaco (km 16) da BR-070, foram investidos mais de R$ 95 milhões. Além de duas novas faixas de rolamento, o trecho recebeu a restauração da pista velha, sinalização horizontal e vertical e a drenagem urbana. O projeto compreendeu ainda a construção de um viaduto duplo no acesso ao município de Santo Antônio do Descoberto, uma ponte com 70 metros de extensão sobre o Rio Descoberto (na divisa DF/GO) e vias laterais nas duas margens da rodovia para o tráfego local.

“A segurança pública é uma de nossas prioridades para que a população receba cada vez mais segurança com a redução dos índices de roubos e furtos, mortes por acidentes e outros tipos de ocorrência desta natureza”, disse o prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango. Entre as ocorrências registradas que apresentaram redução nas ocorrências estão: colisões transversais com bicicleta, com objeto fixo ou objeto móvel, colisão frontal, colisão lateral e traseira, e ainda incêndio, queda de motocicleta ou bicicleta, saída de pista e tombamento, além de roubos e furtos às suas margens.

Prefeitura de Águas Lindas promove a manutenção da iluminação pública

Para manter as ruas e avenidas da cidade iluminadas, a Prefeitura de Águas Lindas de Goiás realiza regularmente a manutenção da iluminação pública, com a substituição das lâmpadas queimadas, para facilitar a locomoção de transeuntes, principalmente no período noturno. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras, mais de 1.300 lâmpadas são substituídas mensalmente e, durante esta semana, cinco equipes estão atuando em toda a região urbana e semiurbana.
Para o prefeito Hildo do Candango, a manutenção da iluminação da cidade contribui para diminuir os índices de violência e somente na recuperação da iluminação das vias laterais da BR-070, são 780 postes em um trecho de 17,5 quilômetros de extensão. “Este é um trabalho permanente, pois é desta forma que estamos colaborando com a queda nos índices de criminalidade e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos moradores”, diz Hildo do Candango.
O prefeito lembra ainda que a iluminação da BR-070 é de suma importância para a população e que, ao todo, conta com 1.428 lâmpadas de 400 watts de potência, com alto rendimento e durabilidade, e 75 mil metros de cabeamento no circuito elétrico. Para o secretário de Obras, José Fernando (Dinando), além da boa iluminação, a urbanização em vários bairros da cidade, com asfalto e rede de abastecimento de água e esgoto está sendo executada com sucesso, melhorando a qualidade de vida dos moradores.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Servidores de municípios goianos recebem capacitação para operar o Cartão Reforma

O Ministério das Cidades, com o apoio da Agência Goiana de Habitação (AGEHAB), realizou a capacitação de servidores de 57 municípios, que apresentaram projetos para receber o Cartão Reforma do governo federal, programa inspirado no Cheque Reforma do Governo de Goiás. O evento aconteceu na ultima sexta-feira (01), em Goiânia.
Segundo o diretor do Departamento de Melhoria Habitacional do Ministério das Cidades, Álvaro Lourenço, responsável pela capacitação, a lista dos municípios habilitados a operar o programa deverá ser divulgada na próxima semana. Em todo o país, foram pré-selecionados 1.923 municípios, dos quais 1.434 apresentaram projetos ao Ministério das Cidades.
O diretor Álvaro Lourenço destacou que o Cartão Reforma é um programa inovador e ágil, com tramitação eletrônica, dotado de todas as ferramentas para acompanhamento e fiscalização. “A meta é beneficiar os 5.567 municípios brasileiros, mas de forma gradual. Para este ano, estão assegurados R$ 100 milhões em investimentos no programa. E para 2018, a meta é atender 170 mil famílias”, disse o diretor.
O evento de capacitação contou com a participação de cerca de 120 pessoas, entre prefeitos e técnicos municipais, que vão atuar diretamente com o programa Cartão Reforma, principalmente das áreas de construção civil e assistência social. Representando o município de Águas Lindas de Goiás, o secretário Municipal de Habitação e Integração Fundiária, Giovanne Machado.

O secretário Giovanne Machado destacou a importância do programa para um município como Águas Lindas. “Por determinação do prefeito Hildo do Candango, a equipe da Secretaria de Habitação está buscando a capacitação necessária para realizar os procedimentos de forma legal e com agilidade no sentido de fomentar o desenvolvimento sustentável de nosso município. O Cartão Reforma é um incentivo social para que os moradores promovam melhorias em suas casas, principalmente aqueles que têm algum membro da família com deficiência física ou mental, para dar melhor qualidade de vida aos beneficiados. Quando recebermos o sinal verde do Governo Federal, convocaremos a todos para realizar o cadastro”, disse Giovanne.

Águas Lindas de Goiás vence o prêmio Seleção de boas práticas em saúde da família na categoria Ações Inovadoras

O esforço realizado pela Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás, por meio da equipe de sua Secretaria de Saúde, além de render uma melhoria significativa na oferta do atendimento de saúde na rede de atenção básica à saúde da população, foi premiado pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) na manhã desta segunda-feira (04), no evento da Seleção de boas práticas em saúde da família realizado no Auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira..
O concurso selecionou 10 trabalhos para concorrer ao "Prêmio Goiano de Boas Práticas em Saúde da Família", projeto que integra o Programa Mais Saúde Para Goiás/Goiás Mais Competitivo, lançado em dezembro de 2016. O objetivo é reconhecer e premiar as práticas e experiências bem-sucedidas nos municípios goianos, que contribuam para a transformação e o aprimoramento da gestão da Atenção à Saúde, com foco na Atenção Primária à Saúde (APS).
O prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango, destacou o esforço e o profissionalismo de toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde conduzida pelo secretário Eduardo Rangel. “A atenção primária à saúde é a porta de entrada do cidadão no Sistema Único de Saúde. E ao fortalecer a atenção primária, que inclui ações de prevenção e promoção que são responsáveis por resolver 80% dos problemas de saúde da população, diminuímos este impacto no hospital com ações preventivas. Parabenizo toda a equipe pelo trabalho e pelo feito alcançando”, disse Hildo.
“A nossa equipe está focada neste propósito de transformar o nosso município em uma referência na regional do Entorno Sul na área da saúde. Este prêmio evidencia que estamos no caminho certo. Parabenizo a nossa diretora de atenção básica a saúde, Ana Carolina Oliveira Nóbrega, que apresentou o projeto, está representando o nosso município e tem sido um orgulho para todos nós e a superintende de Atenção Básica de Saúde, Kelly Cavalcante, pelo trabalho”, disse o secretário Eduardo Rangel.
A Comissão Técnica e a Comissão Avaliadora foram compostas por profissionais da SES-GO, do Conselho Estadual de Saúde (CES), do Conselho de Secretários Municipais de Goiás (COSEMS/GO), do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP), do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), da Universidade Federal de Goiás (UFG), da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC) e da Universidade Estadual de Goiás (UEG).
O primeiro colocado de cada categoria (“Experiências Inovadoras” e “Destaque em Serviço”) ganhou uma viagem de intercâmbio, além de um curso de liderança, certificado e troféu. Os 10 trabalhos selecionados serão publicados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS). O município de Águas Lindas de Goiás ganhou na categoria folder com o tema “Planificação da Atenção Primaria à Saúde no Município de Águas Lindas: Relato da Experiência na Unidade Básica de Saúde Águas Lindas II” apresentado pela enfermeira Ana Carolina.

A realização foi promovida pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás com o apoio da Secretaria de Planejamento, do Instituto Mauro Borges (IMB), do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública (IPTSP/UFG) e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS). A premiação reconhece projetos inovadores e de destaque em serviços voltados para a Atenção Primária à Saúde. A Secretaria do Estado da Saúde de Goiás (SES) reconhece a importância do trabalho desenvolvido pelas Equipes de Saúde da Família (ESF), responsáveis por desenvolver ações de Atenção Primária à Saúde nos 246 municípios goianos.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Projeto aprovado cria o programa Ruas 24 horas em Goiânia

Projeto de lei que reformula cartórios goianos chega à Assembleia Legislativa CORUJÃO CRIAÇÃO E DESMEMBRAMENTO O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Vitti (PSDB), e parlamentares das bancadas governista e de oposição, receberam ontem (29) o presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-GO), desembargador Gilberto Marques Filho, no Salão Nobre Henrique Santillo. O encontro marcou a entrega do projeto de lei que prevê a reformulação dos serviços extrajudiciais no Estado, o qual desmembra algumas serventias e cria 40 novos cartórios. De acordo com o Tribunal de Justiça, existem 564 serventias extrajudiciais em Goiás, onde 147 delas são objeto da reestruturação, número que, ao término do processo, totalizará 233 unidades de atendimento extrajudicial. As 86 novas serventias serão resultado de 43 desmembramentos, 40 criações e três extinções. “Nós teremos aqui um debate intenso, pois se trata de uma matéria que requer audiências públicas e um estudo técnico para que seja apontado aos parlamentares tudo aquilo que foi feito e o motivo de ter sido feito. Como uma casa política, a debateremos da melhor forma possível. Vamos escolher um relator à altura desse projeto, que tenha maturidade e serenidade para tomar as melhores decisões”, declarou José Vitti. O presidente do Legislativo goiano elucidou que gostaria que a proposição tivesse chegado à Casa no início do ano que vem. Ele explica que por ser um texto de tamanha importância e complexidade, necessita de um debate mais amplo, o que poderia ser prejudicado pelo recesso parlamentar que se aproxima. “Se os deputados entenderem que é possível essa tramitação antes do nosso recesso, estamos à disposição. Senão, teremos que deixar para debatê-lo no ano que vem”, ressaltou. O desembargador Gilberto Marques Filho explicou que a reestruturação atende a determinações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e que objetivo é garantir mais qualidade de atendimento aos usuá- rios de todo o Estado. “Estamos com essa estrutura no extrajudicial há mais de 40 anos. Tivemos uma iniciativa no passado, em meados dos anos 1995, 1996, de um projeto equivalente, mas na oportunidade não foi aprovado. Agora estou trazendo essa nova versão com entusiasmo e espero que tenhamos finalmente essa adequação”, disse. Compareceram para a entrega da propositura a esta Casa de Leis: o procurador-geral de Justiça, Benedito Torres; o corregedor-geral, desembargador Walter Carlos Lemes; o ouvidor-geral do TJ-GO, desembargador Itamar de Lima; o juiz auxiliar da Presidência, Jerônimo Vilas Boas; e o presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), juiz Wilton Müller. Rota Jurídica José Vitti recebe do presidente do TJ Goiás projeto de lei que reformula os serviços cartorários Apresentada pelo vereador Jorge Kajuru (PRP), foi aprovado na terça-feira (28), pela Câ- mara de Goiânia, projeto de lei que institui o programa “Ruas 24 Horas” Segundo o parlamentar, a matéria visa a “utiliza- ção consciente e ordenada de trechos de vias públicas e praças para atividades culturais, de lazer e esportivas, assim como possibilitar a abertura do comércio para além do horário de funcionamento. Isto já acontece em eventos pontuais em Goiânia”. A matéria segue agora para sanção ou veto do prefeito Iris Rezende. O vereador afirma que a “gestão das ruas se dará em forma conjunta entre o poder pú- blico e as comunidades, com a preocupação de que a própria comunidade possa propor, organizar e autogerir os eventos e atividades a serem realizados”. Os maiores beneficiados serão os moradores das regiões periféricas de nossa cidade, visto que o poder público atua de maneira desigual no oferecimento de alternativas para lazer, cultura e esporte, além de fomentar o comércio local

Águas Lindas de Goiás, ontem e hoje


Quem mora no município de Águas Lindas de Goiás, desde a sua emancipação até os dias de hoje, testemunhou o quanto a cidade se desenvolveu nestes últimos anos. Na gestão do prefeito Hildo do Candango, a cidade se desenvolveu muito e recebeu investimentos para a realização de obras que ampliaram a qualidade de vida da população.

Fazendo uma comparação do ontem com o hoje, podemos perceber a grande diferença no avanço, em obras de infraestrutura. A comunidade é testemunha, pois quando Hildo do Candango assumiu a administração da cidade logo tratou de executar o plano de governo apresentado em campanha, e daí vieram muitas mudanças significativas.

Escola Municipal José Vitorino realiza culminância do Projeto Leitura com o lançamento da 5ª edição do livro escrito por alunos

Seguindo as instruções repassadas pela Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, a Escola Municipal José Vitorino, localizada no Jardim Barragem V, realizou a culminância do Projeto Leitura, na tarde desta quinta-feira (30). O projeto tem como principal meta reforçar o aprendizado da língua portuguesa abordando temas como bullying na escola, diversidade religiosa, patriotismo e artes.
O evento contou com a presença do subsecretário de Educação, Severino Nunes, e da coordenação pedagógica da Pasta, que elogiou o trabalho desenvolvido pelo corpo docente da unidade escolar. “A equipe coordenada pela diretora Jakeline Fernandes desenvolveu um ótimo trabalho, cujo resultado foi notado nas apresentações das crianças. Toda a equipe que compõe a rede municipal de ensino está comprometida em disponibilizar para os nossos alunos uma educação de qualidade”, disse Severino.
A diretora da Escola Municipal José Vitorino, Jakeline Fernandes, agradeceu o empenho de toda a equipe pelo trabalho que culminou no evento e aos pais por estarem dando o apoio necessário para o desenvolvimento das crianças. “Eu agradeço a cada membro desta maravilhosa equipe. Como todos sabem, atravessei neste ano um problema de saúde sério, mas que já superei com as graças de Deus. É muito importante a realização deste evento por que estamos na 5ª edição do livro escrito pelos nossos alunos. Aqui tem histórias de todos eles. É muito gratificante o resultado deste livro que tem o tema As diferenças nos enriquecem... O respeito nos une”, disse emocionada a diretora.

Todas as turmas realizaram apresentações que trouxeram os temas abordados durante todo o ano. Estas apresentações deixaram pais e responsáveis orgulhosos pela participação de seus filhos. A apresentação de pinturas de artistas com deficiência física e visual também chamou a atenção de todos que visitaram as salas montadas especialmente com os trabalhos dos alunos.

Hildo do Candango e as parcerias de sucesso


Em sua trajetória de sucesso na vida pública, o prefeito Hildo do Candango tem feito várias parcerias de sucesso e obteve várias conquistas para Águas Lindas de Goiás, por meio de emendas parlamentares e recursos oriundos dos governos federal e estadual. Podemos citar aqui alguns nomes de parlamentares que já participaram destas parcerias com o prefeito Hildo e possibilitaram ao município obras importantíssimas, como os deputados João Campos e Ronaldo Fonseca, que encaminharam emendas parlamentares para a construção da Praça da Bíblia.

Há também a parceria de Hildo com o deputado distrital Juarezão para a construção da ponte que liga o bairro de Padre Lúcio, em Águas Lindas de Goiás, à Brazlândia. A ponte foi inaugurada recentemente com a presença de várias autoridades, e foi uma obra muito esperada pela comunidade, pois a ligação entre as duas cidades estava sendo feita por outra rodovia.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Hildo do Candango é elogiado por Lúcia Vânia no plenário do Senado Federal
A gestão do prefeito Hildo do Candango frente ao município de Águas Lindas de Goiás tem ganhado destaque no cenário regional e nacional, com a forma séria de conduzir o destino do município, superando as dificuldades com muita austeridade nos investimentos dos recursos públicos. Na última quinta-feira (23), a senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) teceu elogios à administração de Hildo do Candango na tribuna do Senado, destacando o trabalho do prefeito de Águas Lindas de Goiás.
A senadora destacou que o prefeito Hildo do Candango “concilia planejamento eficiente e gestão criteriosa, conseguindo resultados inesperados para a população”. Entre outras realizações, ela citou a construção de Unidades Básicas de Saúde, a ampliação das vagas no ensino básico e nas creches, as obras de saneamento básico, tratamento e abastecimento de água, a iluminação da BR-070 e a criação de uma guarda municipal e de uma patrulha escolar.
Lucia Vânia é conhecedora dos graves problemas enfrentados pela população e dos gestores dos municípios que compõe a Região Metropolitana do Distrito Federal, sendo ela participante ativa da criação da Lei que constituiu a RIDE. “É super gratificante ver uma cidade como Águas Lindas de Goiás, até então uma cidade-dormitório, uma cidade-problema, se transformar numa cidade onde a população tem orgulho de dizer que ali mora, que ali educa seus filhos e que ali tem uma saúde de qualidade”, afirmou a senadora.
“Como é importante para toda a nossa equipe um elogio como este. É a demonstração clara do reconhecimento de autoridades das mais variadas esferas, do esforço e da gestão séria que estamos conduzindo e que vem transformando para melhor a realidade de nossa população. Em pouco tempo, com todo o nosso esforço Águas Lindas de Goiás será referência na área da saúde, da educação e principalmente no quesito de aplicação dos recursos públicos. Só tenho a agradecer à senadora Lúcia Vânia por este reconhecimento”, disse o prefeito Hildo do Candango ao receber a notícia do discurso da senadora.

Lúcia Vânia aproveitou para cumprimentar os prefeitos que viajaram até Brasília para a Marcha dos Prefeitos, em que reivindicaram do Congresso, soluções para a retração de receitas dos municípios que estão dificultando severamente o equilíbrio das contas públicas.

Já é natal em Pirenópolis

 A noite de quinta-feira, 23 de novem - bro, foi movimentada para moradores e turistas que já estavam em Pirenópolis, a cerca de 130 quilô- metros de Goiânia e a 150 km de Brasília, que prestigiaram a inauguração da iluminação de natal com mais de quatro mil metros de cordas de LED na praça da Igreja do Bon m, conhecido como Largo do Bon m. É a maior ilumi - nação temática que a pra- ça já recebeu. A decoração incluiu formato de estrelas luminosas para adornar as palmeiras, a Igreja do Bon- m, a edi cação sede do Divino Lounge Café, que é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e uma árvore de natal com mais de seis metros de altura, que foi montada também no local. O proje - to luminotécnico prestigia e dá destaque à arquitetura colonial das edi cações, além das palmeiras impe - riais que compõem a fachada da Igreja do Bon m. “O espaço cou muito bonito. A iluminação deu destaque para nossa arquitetura, mostrando que é possível unir o novo com o colonial, sem perder nossa essência”, disse o prefeito de Pirenópolis, João Batista Cabral, que fez o primeiro acendimento das luzes. Com o apoio da prefeitura e do pároco Augusto Gon- çalves, a iniciativa foi do grupo empreendedor que está à frente do Quinta Santa Bárbara, um resort eco sustentável que está sendo construído ao lado da Igreja do Bon m. “Como empreendedores do turismo com mais de 30 anos de experiência, sabemos da importância de se contribuir com a cultura, a beleza e as tradições da cidade, no sentido de sempre enaltecê-la e torná-la um ambiente cada vez mais agradável”, salientou Josemar Borges, um dos diretores do empreendimento. O projeto de ilumina - ção foi desenvolvido pela equipe do cenógrafo Ricardo Grillo, que acumula 35 anos de experiência no segmento de iluminação e montagem de cenários de apresentações artísticas em todo País. Mais de 15 técnicos, entre eletricistas e cenotécnicos, participaram da monta - gem, que levou aproxima - damente sete dias para conclusão. Toda instala- ção foi feita com ilumina- ção de LED que consome até 70% menos de eletricidade e garante melhor luminosidade. O consu - mo de energia será custeado pelo Divino Lounge Café, que integra o projeto do Quinta Santa Bárbara Eco Resort e já está em funcionamento. As luzes serão ligadas todos os dias a partir das 20h.

Hildo do Candango e Rodrigo Rollemberg realizam entrega da Vicinal 533 e da ponte de Padre Lúcio



Na manhã chuvosa da última sexta-feira (24), o prefeito Hildo do Candango participou da solenidade que marcou a entrega das obras da Vicinal 533 e da Ponte que liga Padre Lúcio a Brazlândia. O evento também contou com a presença do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, dos deputados distritais, Luzia de Paula e Juarezão, do secretário de mobilidade do GDF, Marcos Dantas, e do diretor geral do DER/DF, Henrique Ludovice, do presidente da Câmara Municipal de Águas Lindas, Rogemberg Barbosa, e dos vereadores Tim Da madeireira, Aluísio da Artec, Jorge Amaro, Jota Barros.
O prefeito Hildo do Candango destacou a importância desta obra tão esperada pela comunidade da região. “Não tem motivo maior de ter um mandato senão for para ajudar a população. E quando a gente chega neste momento, em que podemos ver o nosso trabalho concretizado, a gente vê que vale a pena tanto esforço, tanto trabalho. Final de semana, madrugadas e noites estendidas. Mas aqui é o ato concreto da ação de um governo que trabalha pelo povo. É por isto que quero agradecer aos homens e mulheres deste bairro que acreditaram. Rodrigo Rollemberg não vem nesta região somente como governador, ele vem nesta região há muitos anos, andou pelas ruas de Águas Lindas, conheceu a realidade e nós fizemos um grande ato juntos, que vai ficar marcado na historia do dois estados, Distrito Federal e Goiás, e para o Brasil, que foi o Sistema de Esgotamento Sanitário de Águas Lindas. Obrigado governador por ser um irmão, um companheiro de nossa cidade. Trago aqui o abraço do governador Marconi Perillo e do vice-governador, Zé Eliton, que estão em outra solenidade. Hoje estamos realizando a inauguração do lado do Distrito Federal, e em breve o governador o convidará para participar também da inauguração do lado de Goiás. Um avanço para a região”, disse o prefeito Hildo.

A ponte tem 28 metros de extensão, com caixas de retenção de líquidos perigosos e contenção de passagem de fauna pela Vicinal 533. São duas faixas de rolamento com 3,5 metros contendo faixa de segurança de 1,5 metro nos dois lados e, ainda, a previsão de passagem de pedestre com largura de 1,5 metro coincidente com a ciclovia apresentada no bordo direito da pista. O valor total do contrato é proveniente do orçamento do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), no valor de R$ 1.300.131,23. Já as obras de pavimentação da rodovia Vicinal 533, no valor de R$ 5.405.070,40, englobam os serviços de terraplenagem, pavimentação, paisagismo, drenagem, obras complementares e sinalização.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Em Águas Lindas de Goiás, o desenvolvimento é crescente

A cidade do Entorno do Distrito Federal que mais se desenvolveu nestes últimos anos foi Águas Lindas de Goiás, que deu um salto para o futuro. Um avanço jamais visto na história de sua existência. A cidade que outrora era palco de notícias negativas, de retrocesso, hoje aparece como uma das melhores cidades para se viver, com uma infraestrutura de dar inveja às grandes cidades do país.
As obras de saneamento básico, que são essenciais à sobrevivência do ser humano, foram feitas, contribuindo para a saúde da população. O prefeito Hildo do Candango, ao tomar posse em seu primeiro mandato, priorizou áreas, buscou investimentos, aplicou com seriedade, e hoje Águas Lindas de Goiás pode respirar o ar de uma cidade em crescimento com planejamento.

Novos projetos já estão sendo implantados neste segundo mandato do prefeito Hildo com obras modernas e inovadoras, priorizando a mobilidade urbana sem deixar de atender as demandas da área rural, com estimulo aos moradores que terão um dos melhores transportes públicos da região, com água potável de qualidade e com o lixo sendo reciclado por meio da coleta seletiva.

Hospital em prol da campanha Novembro Azul

Os colaboradores do Hospital Estadual de Doenças Tropicais dr. Anuar Auad (HDT) se vestiram com peças de roupa azul nesta segunda-feira (20 de novembro) com o intuito de conscientizar servidores, pacientes e visitantes sobre a campanha contra o câncer de próstata, Novembro Azul, que alerta sobre a saúde do homem. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata. Segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (13.772 casos/ano), a doença representa 28,6% dos casos de câncer no homem. Por isso, no mês que é dedicado à conscientização dos homens sobre a prevenção e cuidados contra a enfermidade, o hospital também segue com a fachada iluminada na cor símbolo da campanha até dia 30 (quinta-feira).

Obra da Praça da Bíblia está em fase final de execução

As obras da nova praça de convivência, conduzidas pela Prefeitura de Águas Lindas de Goiás, estão em estágio avançado e se encaminham para a sua finalização. Conhecida popularmente como Praça da Bíblia, a obra está orçada em R$ 583 mil. A expectativa do prefeito Hildo do Candango é que ela esteja finalizada até o final de novembro.
“Será um lindo espaço de convivência onde as famílias poderão levar suas crianças para passear e praticar atividades físicas. Temos nos empenhado em buscar investimentos que modifiquem a urbanidade de nossa cidade com infraestrutura e espaços de lazer. Temos outros projetos que estamos encaminhando e nossa meta é transformar a cidade de Águas Lindas num referencial de gestão pública realizadora”, disse o prefeito.

Os recursos para execução desta obra são oriundos do Ministério das Cidades, por meio de emendas parlamentares dos deputados federais João Campos e Ronaldo Fonseca. Estas emendas parlamentares estão chegando ao município graças ao empenho do prefeito Hildo do Candango em manter ajustadas as contas públicas municipais, o que garante as emissões das certidões necessárias para a liberação dos recursos.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Prefeitura e Caixa Econômica Federal disponibilizarão as escrituras para os bairros Residencial Bethel e Jardim Barragem VI

A Prefeitura de Águas Lindas de Goiás, em parceria com a Caixa Econômica Federal, disponibilizará a escritura dos imóveis localizados nos bairros Residencial Bethel e Jardim Barragem VI. No Residencial Bethel, 304 imóveis serão contemplados. O trabalho está sendo realizado de forma intensa pela Prefeitura, por meio de suas Secretarias de Fazenda e Planejamento e de Habitação e Integração Fundiária.
Segundo o prefeito Hildo do Candango, o processo de viabilização deste importante documento para os moradores trará a cidadania plena para todos. “É a garantia de que estes imóveis são suas propriedades. Estamos trabalhando para superar algumas dificuldades tais como o débito de IPTU junto ao município, um fator que impede a emissão da certidão negativa, documento fundamental para o registro do imóvel no Cartório”, disse o prefeito.

Estes dois bairros fazem parte de um grande processo de regularização fundiária do município que prevê a regulamentação de 47 setores do município que necessitam desta ação do poder público municipal. Servidores da Secretaria de Habitação e Integração fundiária estão recebendo capacitação para desenvolver o plano de trabalho de acordo com cada bairro. O trabalho será realizado de forma conjunta com a Secretaria Fazenda e Planejamento do município.

Prefeitura realiza capacitação de servidores para atingir gestão moderna e eficiente


O Auditório da Secretaria de Educação recebeu servidores de todas as Pastas para um grande treinamento, na manhã desta terça-feira (21), que visa atingir a meta do Programa Gestão Moderna e Eficiente (PGME), conduzido pela Secretaria Municipal Planejamento e Fazenda. A abertura do evento contou com a participação do prefeito Hildo do Candango, da primeira-dama, Aleandra Sousa, do vice-prefeito, Luiz Alberto Jiribita, da diretora do Trabalho, Maria Fábia, e de secretários municipais.
No evento foram ministradas várias palestras de capacitação para os gestores públicos com o tema “Ativando a maior força e liderando mudanças no setor público por meio do Programa Gestão Moderna e Eficiente”. A administração municipal está informatizando todo o sistema das Secretarias, com o objetivo de modernizar as ações e fazer um planejamento focado no desenvolvimento da cidade com eficiência.
“Este é um momento muito importante para a nossa equipe, que busca maior qualificação. Uma equipe de trabalho que vem da primeira gestão e participa de vários cursos visando à capacitação. Mas sabemos que o governo municipal se moderniza a cada dia e hoje a equipe está fazendo este curso para buscar justamente isto, modernização e eficiência na gestão. Nós queremos atender a nossa população com agilidade e celeridade”, disse o prefeito Hildo.

A meta estabelecida pela administração municipal para “Aguas Lindas 2021” foram defendidas pelo titular da Secretaria de Planejamento e Fazenda, Sergio Luiz, com a confecção do PPA. Estas metas relacionam-se entre sim dentro dos eixos social e humano, economia, espaço urbano e meio ambiente, governo e gestão pública. Dentro destes eixos foram construídas 10 metas prioritárias que são elas: ser Polo de saúde no Entorno Sul de Brasília; ser reconhecida pela melhoria da qualidade de ensino; ser reconhecida pela responsabilidade social e pela ética; ser reconhecida pela oferta de mão de obra qualificada; ser reconhecida pelo crescimento e fortalecimento da economia e sustentabilidade das finanças públicas; ser sustentável na utilização dos recursos hídricos e naturais; ser reconhecido pela melhoria na qualidade de vida e do espaço urbano; ser reconhecido pela eficiência dos serviços públicos; ser uma cidade inclusiva com esferas de participações e instrumento de transparência; e por ultimo ser referência estadual no planejamento e gestão dos recursos públicos.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Câmara de Vereadores de Águas Lindas mantém Rogemberg na presidência

Na manhã desta sexta-feira (17), a Câmara de Vereadores realizou a eleição da nova Mesa Diretora, onde o vereador Rogemberg Barbosa (PRB) foi reeleito para ocupar a presidência da Casa com 16 votos a favor, dois contra e uma abstenção.
Rogemberg é tido como um dos presidentes do Legislativo Municipal mais atuante da Região do Entorno. Em Águas Lindas, sempre aparece como um dos mais votados. Em seu quinto mandato consecutivo, Rogemberg é um político comprometido com a cidade.
O presidente reeleito ficará à frente dos trabalhos da Câmara no ano de 2018, e prometeu continuar atuante. “Meu objetivo sempre foi o povo, e é por isso que estou nesta Casa, pois acredito que posso contribuir para a construção de uma sociedade melhor”.
O que chama atenção na presidência de Rogemberg é o seu bom trâmite com os pares e principalmente com o Executivo, que segundo ele tem sido um dos mais atuantes em Águas Lindas. “Como eu sempre disse, luto pelo meu povo, e enquanto o Executivo continuar com este objetivo nossos desejos serão os mesmos. O prefeito Hildo do Candango tem o meu apoio, e os projetos que beneficiam a nossa cidade serão bem representados por mim na Câmara”, completou o presidente do Legislativo, Rogemberg.

A Mesa Diretora ficou composta assim: Presidente Rogemberg Barbosa (PRB), vice-presidente Jota Barros (PTN), 2° vice-presidente Aluísio da Artec (PSC), 1° secretário Everaldo Veículos, 2° secretário Jacó do Esperança (PTC), 3° secretário Oliveira Júnior (PPS), e corregedor Evandro do Rainha da Paz (PSB).

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Servidores municipais de Águas Lindas participam evento da AGEHAB sobre o Cartão Reforma do Governo Federal

A cidade de Águas Lindas integra a lista de 87 municípios que receberão o programa Cartão Reforma do Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades. A equipe da Prefeitura de Águas Lindas de Goiás, coordenada pelo secretário de Habitação e Integração Fundiária, Giovanne Machado, participou do evento promovido pela AGEHAB, que contou ainda com a participação de prefeitos, secretários e técnicos de municípios, na ultima terça-feira (13).
A reunião aconteceu no auditório da AGEHAB, onde foram abordadas questões como regularização fundiária, prazos e critérios para seleção dos beneficiários foram discutidas, além de orientações sobre o cadastramento dos 87 municípios selecionados pelo Ministério das Cidades para o repasse de recursos do programa Cartão Reforma. As inscrições para as prefeituras que estão aptas a receber o cartão começaram no dia 8 e vão até 19 de novembro.
O prefeito de Águas Lindas, Hildo do Candango, destacou a importância da ampliação do programa. “Somos gratos pela inclusão de nosso município no programa e acredito que o Cartão Reforma precisa chegar a todo o país. Este é o exemplo de que o Estado de Goiás dá ao país, já que este programa foi inspirado no cheque reforma instituído aqui no estado pelo governador Marconi Perillo”, disse Hildo.

O Cartão Reforma possibilita a compra de materiais de construção para obras em residências para as famílias com renda mensal de até R$ 2.811. Mais de 16 mil famílias serão beneficiadas com o programa em Goiás. Em todo país, 1.923 municípios foram selecionados para essa primeira etapa, sendo 87 em Goiás, segundo critérios do Ministério das Cidades, entre eles, combater o déficit habitacional qualitativo. As prefeituras serão responsáveis pela coordenação do programa.

Terracap realiza consulta pública de edital de parceria para o ArenaPlex


A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), realiza, a partir de 16 de novembro, próxima quinta-feira, consulta pública para divulgação da minuta de edital de concorrência para concessão de uso de bem público, com o objetivo de estabelecer parceria com a iniciativa privada para a gestão, manutenção, operação e modernização do Centro Esportivo de Brasília (ArenaPlex).

Esse procedimento busca obter contribuições para aprimorar o futuro processo de concorrência pública nacional. O edital estará disponível no site www.terracap.df.gov.br. Os interessados podem enviar sugestões até 16 de dezembro de 2017, por meio do e-mail parcerias@terracap.df.gov.br ou de documento impresso entregue no protocolo geral da empresa, que fica no SAM Bloco F, atrás do anexo do Palácio do Buriti. 

O edital usa como base o modelo de negócio proposto pela Dobois & Co, empresa habilitada no Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), lançado em 2016. Os estudos apresentados propõem um conjunto de atividades sinérgicas entre a operação das atuais arenas e a implantação de uma operação imobiliária, a exemplo dos estádios mais modernos do mundo, os quais são cercados de equipamentos de entretenimento e lazer, além de serem integrados no cotidiano e na vida dos cidadãos.

A proposta conceitual prevê a implantação de um “Boulevard Monumental”, com investimento estimado em R$ 200 milhões, e geração de quase 4 mil postos de trabalho. Respeitando a preservação da escala bucólica, essa solução prevê pequenas edificações esparsas, sem concentração construtiva, com espaços públicos arborizados destinados à proteção paisagística e ao lazer.

O projeto considera também a instalação de restaurantes, bares, lanchonetes, academias, cinema, teatro, clínicas e lojas para atender a população do DF e de turistas.

Atualmente, o projeto encontra-se na fase de modelagem final dos estudos recebidos e de definição das diretrizes urbanísticas pela Secretaria de Estado de Gestão do Território e Habitação (SEGETH).

A Terracap também encaminhou ao IPHAN uma proposta com as diretrizes urbanísticas que irão nortear a licitação e o concurso público de arquitetura e urbanismo, a ser realizado após a assinatura do contrato de concessão, a fim de escolher o melhor projeto para o local, que deve estar devidamente alinhado ao projeto de negócio do licitante vencedor e apresentar sustentabilidade econômico-financeira.

Ascom/Terracap
61-3342-2328/1137

Investimento público cai em 2017 e voltará ao nível dos anos 1990, diz estudo do Senado

Todas são classificadas pelos economistas como investimentos. Algo que se gasta hoje com o objetivo de obter algum benefício no futuro. Pois a crise econômica recente fará com que o investimento do setor público no Brasil retorne ao patamar (em termos relativos) da década de 1990. É o que diz o economista Rodrigo Orair, diretor da Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão de pesquisa ligado ao Senado Federal. A BBC Brasil teve acesso a um estudo inédito da IFI, a ser divulgado na manhã desta segunda-feira. O levantamento mostra que, nos governos dos Estados, o nível dos investimentos já retornou ao patamar da década de 1990. O investimento de todos os governos estaduais somados caiu de R$ 57,8 bilhões em 2014 para R$ 28,7 bilhões acumulados em 12 meses até junho de 2017, segundo o levantamento da IFI. De 1994 a 2000, o investimento mé- dio dos Estados ficou em R$ 30,6 bilhões por ano, em valores corrigidos. O investimento dos Estados deve fechar este ano em 0,4% do PIB, que é a soma de tudo que o país produz. Em 2014, a cifra era de 1%. O mesmo deve se repetir no governo federal e nos municípios, segundo Orair, pesquisador que já estudava o tema no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) há quase dez anos, desde 2009. A preocupação com a queda do nível de investimento não deveria ser só de economistas. A falta de investimentos em geração e distribuição de energia ao longo dos anos 1990, por exemplo, fez com que o país enfrentasse um racionamento severo de energia elétrica de julho de 2001 a fevereiro de 2002. Depois de atingir um pico em 2014, os investimentos públicos come- çaram a cair já em 2015, ainda no governo de Dilma Rousseff (PT). O episódio ficou conhecido como crise do “apagão”. O economista Delfim Netto chegou a calcular que cada brasileiro perdeu R$ 320 por causa da crise energética. VAI PIORAR EM 2018 Em 2017, o que derrubou as contas públicas foi a queda da arrecadação de impostos, após três anos de recessão. Embora a crise tenha acabado oficialmente, a expectativa é que o baque maior nos investimentos venha em 2018. É só no ano que vem que as contas públicas sofrerão os efeitos mais drásticos do Novo Regime Fiscal, conhecido como “PEC do Teto”. A PEC do Teto determina que as despesas públicas só podem crescer até o limite da inflação do ano anterior. Como em 2016 a inflação estava relativamente alta (6,29%, segundo o IBGE), o efeito de compressão do Orçamento foi pequeno. Em 2017, a alta de pre- ços deve ser bem menor (abaixo de 3%, segundo o boletim Focus do Banco Central), criando um teto bem mais baixo para os gastos, diz Orair. Se o Orçamento como um todo sofrerá um achatamento, o efeito será ainda maior nos investimentos, já que gastos de outras áreas (principalmente salários e Previdência) são obrigatórios e continuarão crescendo. Segundo o economista Gil Castelo Branco, da ONG Contas Abertas, as indicações de uma queda ainda mais abrupta nos investimentos em 2018 já podem ser vistas no projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) do ano que vem. A Ploa é enviada pelo Executivo ao Congresso e, depois de aprovada, torna- -se o Orçamento da União para o ano seguinte. Os investimentos da União previstos na lei de 2017 eram de R$ 129,1 bilhões. Em 2018, caí- ram para R$ 98,6 bilhões (24% menor). Gil Castelo Branco calculou a diminuição dos investimentos em dez áreas, tomando como base as leis orçamentá- rias de 2017 e 2018. Algumas das mais relevantes, segundo ele, serão o saneamento básico (32% a menos); o ministério da Educação (37% a menos) e o DNIT (ligado ao ministério dos Transportes), com 25% a menos. Os dados foram apresentados por Gil em uma palestra recente na Funda- ção Getúlio Vargas (FGV). PREJUDICANDO NOSSOS FILHOS E NETOS “Como o investimento tende a beneficiar mais as gerações futuras e não a atual, é geralmente a área mais atingida”, diz ele. “O corte no investimento impacta pouco a prestação atual dos serviços. Entre fechar a escola, fechar o hospital, e cancelar a obra, o governo opta pela obra”, acrescenta. O problema, diz Orair, é que para retomar os mesmos investimentos mais tarde há gastos adicionais e desperdício. O exemplo mais fresco na memória dos brasileiros talvez seja uma parte das obras de mobilidade urbana criadas para a Copa do Mundo de 2014 - uma parte dos projetos se converteu em esqueletos de concreto sem utilidade. Outras foram inauguradas com atraso de anos. Um exemplo é o Ve- ículo Leve sobre Trilhos de Cuiabá (MT), que já consumiu mais de R$ 1 bilhão e ainda não foi inaugurado. A infraestrutura do país e dos serviços públicos também vai se comprometendo sem novos investimentos. Isto prejudica a capacidade do país de garantir direitos como saúde, educação e outros, diz Gil. MAIS DESPESAS OBRIGATÓRIAS “Na realidade já tem algum tempo que as despesas obrigatórias (como salários) crescem continuamente, comprimindo as demais, principalmente os investimentos”, explica Gil. Segundo ele, cerca de 90% das despesas primárias (isto é, sem contar a dívida pública) são obrigatórias. Segundo Rodrigo Orair, o investimento público no país está em trajetória de queda (relativamente ao tamanho do PIB) desde os anos 1980. Chegou ao nível mais baixo em 2003 e 2004, no começo do governo do ex-presidente Lula (PT), quando houve forte ajuste fiscal. E se recuperou desde aquela época até o começo da crise, em 2015. Em nota à reportagem da BBC Brasil, o Ministé- rio do Planejamento informa que o governo teve de cortar despesas depois que a arrecadação em 2017 ficou abaixo do previsto no Orçamento. “Observado o fraco desempenho das receitas públicas e em busca de assegurar o cumprimento das metas fiscais, o governo federal se viu obrigado a fazer contingenciamentos de recursos”, diz o texto. “Como, hoje, mais de 90% do orçamento federal corresponde a despesas obrigatórias ou não contingenciáveis, resta ao governo a obrigação de contingenciar os outros menos de 10% que corresponde a despesas de custeio e a despesas discricionárias (a maior parte delas diz respeito ao funcionamento da máquina pública)”, diz o texto do Planejamento.

Prefeitura de Águas Lindas intensifica a Operação Cidade Limpa

A Prefeitura de Águas Lindas de Goiás, por meio de sua Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, está intensificando os trabalhos da Operação Cidade Limpa, que atenderá todos os bairros da cidade. Atualmente, as equipes da Secretaria estão na região do Jardim Brasília e Jardim Barragem de I ao V, onde os logradouros públicos recebem limpeza com recolhimento de entulho, roçagem dos lotes, recuperação de passeio, reparos nas bocas de lobo, recuperação asfáltica, entre outras obras.
O secretário de Obras, José Fernando (Dinando), informou que a equipe coordenada pelo senhor Joaquim Pereira tem realizado importantes trabalhos em vários pontos da cidade. “A participação da comunidade nos processos de preservação e de limpeza destas localidades é muito importante. Infelizmente percebemos que, em vários destes locais, o vandalismo ocasionou sérios prejuízos e o lixo jogado em locais inadequados está trazendo um grande desconforto para a própria comunidade. Lixo tem que ser jogado no lixo”, disse o secretário.

As equipes da Secretaria de Obras seguem realizando a limpeza urbana e a reconstrução das bocas de lobos para contribuir para o escoamento adequado da água da chuva. De acordo com Dinando, os trabalhos da Operação Cidade Limpa seguirão por toda a cidade.


Aleandra Sousa é destaque no Social de Águas Lindas de Goiás

Uma das áreas que mais cresceu em termos de melhorias, investimentos e atendimento ao público em Águas Lindas de Goiás foi a social. Isso graças ao trabalho da secretária de Assistência Social, Aleandra Sousa, que tem se destacado, pelo seu trabalho sério e competente.
Aleandra Sousa não mediu esforços e foi atrás dos programas sociais, dos convênios e dos projetos para serem aplicados e investidos no município. A secretária fez uma revolução no social da cidade e hoje é referencia em todo o Estado de Goiás. Muitos municípios se espelham em Águas Lindas de Goiás e levam os exemplos para serem aplicados.

Devido a este trabalho, Aleandra Sousa é destaque no município e seu nome tem sido lembrado por todos quando o assunto é assistência social, pois ela vem deixando suas marcas a cada dia que passa.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Registros de estupro crescem 31% no DF em 2017; homicídios caem

 Com um aumento de 31,3%, a quantidade de casos registrados de estupro foi o único índice criminal do Distrito Federal (DF) que apresentou crescimento nos primeiros dez meses do ano, na compara- ção com o ano passado. As informações foram apresentadas ontem (7) pelo governo distrital, que reuniu as estatísticas criminais da região e do programa local Viva Brasília aos dados do 11º Anuário Brasileiro da Segurança Pública, do Fó- rum Brasileiro de Segurança (FBSP), divulgado no final do mês passado. Em 2016, no acumulado de janeiro a outubro, 566 estupros foram contabilizados no DF, número que pulou para 743 neste ano. O dado compreende os casos comunciados à polícia neste período, ou seja, inclui crimes que podem ter acontecido em meses anteriores. De acordo com o balanço, foram cometidos, nos mesmos períodos de 2016 e 2017, 509 e 569 estupros, respectivamente. Na avaliação da especialista de assistência social da Secretaria de Estado de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Miriam Pongaag, o crescimento dos registros está relacionado a uma maior disposição das vítimas em denunciar os casos. Ela cita como exemplo a campanha contra a explora- ção sexual de crianças e adolescentes realizadas no 18 de maio, em que palestrantes vão a escolas da cidade orientar o público sobre o assunto. “É muito comum que, ao final dos encontros, dos atendimentos, venham e digam ‘Meu pai faz isso comigo. Meu tio faz isso comigo’, principalmente crianças. O conhecimento, a desnaturalização dessa violência, ouvir as pessoas falarem pode contribuir, sim, para um aumento de registros”, relatou. Miriam, porém, reconhece que o estupro continua sendo uma agressão subnotificada, opinião compartilhada pelo secretário de segurança do DF, Edval Novaes Júnior. Ele afirmou que o crime de estupro “acontece entre quatro paredes”. “É uma coisa muito cultural no país e que faz com que as pessoas envolvidas não queiram fazer o registro”, disse o secretário. Do total dos casos registrados, 66% das ví- timas tinham vínculo com o autor do crime. Nos casos classificados como “estupro de vulnerável”, que envolve menores de 14 anos, o índice sobe para 93%. AVANÇOS O monitoramento também registrou, entre janeiro e outubro de 2017, a menor taxa de homicí- dios dos últimos 17 anos no DF. Em 2017, no perí- odo examinado, 405 pessoas foram assassinadas. “Nós estamos reduzindo a quantidade de homicídios (-18,4%), de latrocínios (-18,4%), roubo a transeunte (-3,3%), a roubo de ve- ículos (-13,8%), roubo em transporte coletivo (-5,3%), em comércio (-22,5%), em residência (3,7%), furto em veículo (-4,9%), tentativas de homicídio (-0,8%) e de latrocínio (-9,6%)”, comentou o secretário de segurança, mencionando os acumulados dos dois anos observados. Em 74% dos crimes, os autores já tinham passagem pela polícia.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Estado de conservação das rodoviais piora em 2017, diz CNT

O estado de conservação das rodovias brasileiras piorou em 2017 se comparado com o ano anterior. É o que mostra a pesquisa sobre a malha rodoviária nacional que a Confederação Nacional do Transporte (CNT) realiza anualmente, com apoio do Serviço Social do Transporte (Sest) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat). Divulgada a 21ª edi- ção do levantamento aponta que o país precisaria investir quase R$ 294 bilhões para ter uma infraestrutura rodoviária adequada à demanda nacional. Além da queda na qualidade do estado geral das rodovias pesquisadas e da falta de investimentos, a pesquisa identi cou 363 trechos de rodovias com pontos que, segundo a CNT, representam grave riscos à segurança dos usuários e queda da e ciência do transporte. Ao longo de 30 dias, pesquisadores percorreram 105,8 mil quilô- metros – 2,5 mil quilô - metros a mais que em 2016. Toda a extensão pavimentada das rodovias federais e as principais rodovias estaduais do país foram avaliadas. Segundo o diretor executivo da CNT, Bruno Batista, a queda na qualidade do estado geral das rodovias está demonstrada no fato de, este ano, os pesquisadores terem classi cado 61,8% da extensão pesquisada como regular, ruim ou péssima e apenas 38,2% como boas ou ótimas. Em 2016, estes índices eram de, respectivamente, 58,2% e 41,8%. O aspecto em que o índice mais se deteriorou foi o relativo à sinalização. O percentual da extensão de rodovias com sinalização considerada como ótima ou boa caiu para 40,8%, frente aos 48,3% alcan- çados no ano passado. Dessa forma, aumentou para 59,2% o percentual de sinalização regular, ruim ou péssima. Outro quesito mal avaliado diz respeito à durabilidade do pavimento das rodovias bra - sileiras. Segundo a CNT, o país ainda emprega uma metodologia ultra - passada na execução das obras. Isso, de acordo com a entidade, é ainda mais comprometido por falhas no gerenciamento, scalização e manu - tenção das rodovias. ACIDENTES As falhas concorrem para o surgimento de “situações atípicas”, que é como a pesquisa classi ca ameaças à segurança dos usuários das estradas federais ou administradas por em - presas concessionárias. São quedas de barreiras, pontes caídas, trechos erodidos e buracos que comprometem faixas de rodagem, “levando a um aumento dos custos operacionais da movi - mentação de cargas e de passageiros resultante do prolongamento do tempo de viagem e do maior consumo de com - bustível”, mostra estudo. A pesquisa indica que, em 2016, o número de acidentes em rodovias federais caiu pelo segundo ano consecutivo. Para Bruno Batista, no entanto, essa queda se deve à mudança de metodologia na forma como a Polícia Rodovi- ária Federal (PRF) computa as ocorrências. “A partir de 20015, a Polícia Rodoviária alterou a forma de registro dos acidentes. As pessoas que se envolvem em acidentes sem vítimas passaram a ter que registrá-los. Acreditamos que isso ajude a explicar essa queda grande dos números, já que não houve nenhuma razão técnica, nenhum incremento em medidas de segurança, que expliquem esse fato”, comentou Batista ao comparar os 96,3 mil acidentes e 6.398 mil mortes do ano passado com os cerca de 121 mil acidentes e 6.837 mil óbitos divulga - dos em 2015. Em 2014, foram registrados 169 mil acidentes. A pesquisa aponta que ao passo em que foram investidos R$ 8,61 bilhões em melhorias e conservação das rodovias federais, só os acidentes registrados no ano passado custaram R$ 10,88 bilhões. Valores que se somam às perdas com o aumento do custo operacional para as transportadoras de cargas e de passageiros. A estimativa é que, apenas em 2017, 832,3 milhões de litros de diesel tenham sido desperdi- çados em função da má qualidade das rodovias, o que custou R$ 2,54 bilhões às transportadoras. “A má qualidade das rodovias brasileiras oneram o transporte rodovi- ário em 27%, na média. Média, pois há rodoviais da Região Norte que chegam a elevar em até 33% o custo da operação”, a r - mou o presidente da seção de Transporte Rodoviário de Cargas, Flávio Benatti. “Isso demonstra o chamado Custo Brasil e a realidade do nosso país. Não teremos crescimento adequado se não olharmos para a questão da infraestrutura de transporte como um todo. E o [mo - dal] rodoviário, que res - ponde por 60% do volume de carga transportada [e 95% do de passageiros] precisa ser visto pelo governo com outros olhos”, acrescentou Benatti, destacando que, historica - mente, o governo federal deixa de executar cerca de 30% do orçamento aprovado para a infraestrutu - ra rodoviária. “São verbas aprovadas que, por falta de gestão, não foram gastas. É uma situação muito grave,” disse. SOLUÇÕES Para a CNT, é urgente a implementação, pelo governo federal, de um plano para reparar os principais problemas identi cados na pesquisa, dentre os quais, a reconstrução de 1.136 quilômetros de rodovias onde a superfície do pavimento está destruída e a restauração de 27.681 quilômetros de malha onde foram identi - cadas trincas, remendos, afundamentos, ondula - ções ou buracos; além da construção de acostamentos em 47.270 quilômetros e a pintura de faixas centrais e laterais onde estas não existem. Além disso, a confederação defende o fortalecimento dos órgãos públi - cos que atuam no setor, como o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes
(Dnit) e a PRF; a modernização dos sistemas de scaliza- ção e controle de obras públicas de infraestrutura rodoviária e a reformula - ção do modelo brasileiro de concessões rodoviárias como forma de estimular os investimentos privados. “O quadro se agrava a cada dia, pois os investimentos feitos pelo governo são poucos. E as concessões feitas há três, quatro anos, foram feitas apenas para mexer com valores de tarifas, e não com um plano de investimentos”, acrescentou Benatti

Leia também