A notícia em primeira mão: 01/04/20 - 01/05/20

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Notícia de Águas Lindas – Secretário Municipal de Saúde de Águas Lindas concede entrevista a TV Coreana KBS


O secretário Municipal de Saúde, Eduardo Rangel concedeu uma entrevista a
TV Coreana KBS nesta terça-feira (28) sobre o enfrentamento da Covid-19 em
Águas Lindas de Goiás.
Desde o início da pandemia, o município criou um Plano de Contingenciamento
para traçar as diretrizes de atendimentos a pacientes acometidos pelo novo
coronavírus e se organizou para adquirir equipamentos de proteção individual
para os profissionais da saúde.
“A comunicação entre o Estado de Goiás e o Governo Federal tem ajudado
assegurar a saúde da população. Além disso, possibilitou a instalação de um
Hospital de Campanha em Águas Lindas para auxiliar no combate ao
coronavírus”, ressaltou o secretário Municipal de Saúde, Eduardo Rangel.
A construção teve início no dia 7 de abril e já está finalizada. A unidade possui
5 mil m² e 200 leitos adaptados para unidades de terapia semi-intensiva e será
entregue ao Governo do Estado de Goiás nesta semana para que seja
concluído a compra dos equipamentos e insumos e realizado a contratação de
400 profissionais da saúde.
É importante destacar que a unidade receberá somente aqueles pacientes
regulados de outras unidades de Saúde, ou seja, com diagnóstico formado. A
Prefeitura de Águas Lindas fornecerá três ambulâncias e garantirá exames
laboratoriais e de imagem.
Atualmente, os casos mais graves que necessitam de internação ou de suporte
avançado são recebidos pelo Hospital Municipal Bom Jesus ou encaminhamos
para um Hospital especializado em Goiânia. O Hospital de Campanha
oferecerá mais segurança para os pacientes de outras patologias.
“Nosso maior objetivo agora é oferecer um atendimento especializado para
atender os pacientes com Covid-19 para não colocar em risco a saúde dos
pacientes de outras patologias que estão com baixa imunidade”, disse Rangel.

O Hospital de Campanha atenderá pacientes de pelo menos sete municípios
do Entorno: Águas Lindas de Goiás, Santo Antônio, Valparaíso de Goiás, Novo
Gama, Luziânia, Cidade Ocidental e Cristalina. Juntos, os municípios têm uma
população estimada em 1,2 milhão de habitantes.
Na ocasião, o município recebeu vários Equipamentos de Proteção Individual –
EPIs para o Hospital Municipal Bom Jesus do empresário Wigner Martins
responsável pela empresa 3DF Master. A ação foi acompanhada pelo Sr.
Leandro Hungria, responsável pela tradução da entrevista.

terça-feira, 28 de abril de 2020

Dia Mundial das Doenças Raras é marcado por atividades em todo o país

Pelo menos 13 milhões de brasileiros, de acordo com dados do Ministério da Saúde, tem alguma doença rara. No mundo cerca de 8% da população tem algum dos 6 a 8 mil tipos de doenças consideradas raras em todo o mundo, entre enfermidades de origem genética e não genética. Para chamar a atenção para essa realidade, o Instituto Vidas Raras promove uma série de eventos de conscientização em diversas partes do Brasil para pacientes, familiares e todos os envolvidos com a causa, durante o mês de fevereiro e principalmente no dia 29, data escolhida como Dia Mundial das Doenças Raras. Neste ano as atividades serão estendidas até o mês de março. “O objetivo de divulgar a existência dessas doenças e despertar na sociedade um olhar de igualdade, inclusão e empatia para os raros, que lutam pela vida. Esta é uma área ainda muito marcada pela falta de informação e por preconceitos, e que precisa de atenção e apoio de todos nós. Acreditamos que o diagnóstico precoce seja a melhor forma de salvar vidas e, por isso, investimos nossas forças em promover um diálogo sobre educação e conscientização de todas as doenças raras, seja para profissionais da saúde, estudantes da área, gestores, parlamentares, influenciadores e sociedade em geral”, explicou a vice-presidente do Instituto Vidas Raras, Regina Próspero. Segundo ela, é possível mudar a história de muitas pessoas que podem ter o diagnóstico precoce se os exames para essas patologias forem incorporados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ela explicou que o exame do pezinho, feito obrigatoriamente no SUS, atualmente é capaz de triar seis doenças raras, mas com as mesmas gotinhas que são colhidas do bebê pode-se triar até 90 doenças raras. “O material é o mesmo, o que muda é o sistema de qualificação do exame. São doenças que podem fazer toda a diferença na família e que muitas vezes não têm tratamento medicamentoso, mas só uma troca de dieta, por exemplo, pode fazer com que essa criança tenha uma vida normal e de qualidade e sem sequelas que podem ser evitadas ao saber precocemente da doença”, afirmou Regina. Para Regina é necessário ampliar a comunicação para as famílias dando a elas opção de pagarem ou não um exame de triagem neo natal, além de incorporar aqueles que não podem pagar. Ela destacou que há ainda muito o que se fazer para abranger essa população e evitar danos maiores. “Estamos muito aquém do que se precisa que é melhorar o diagnóstico precoce, investir em pesquisas clínicas e dar acesso ao tratamento. Isso são prioridades. As políticas públicas para esse setor precisam melhorar bastante”. O calendário de eventos inclui, no dia 29, o 4º Fórum do Dia Mundial das Doenças Raras ( Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais), 1ª Corrida Rara do Piauí; 1ª Caminhada de Conscientização das Doenças Raras no Parque da Cidade, no Distrito Federal, seguido do Piquenique dos Raros; Piquenique dos Raros em São Paulo, às 10h no Parque da Juventude. Também serão celebradas missas em homenagem aos portadores de doenças raras, em diversos locais do país. SUS Por meio de nota, o Ministério da Saúde informou que a assistência em doenças raras sempre foi disponibilizada no Brasil e que entre as doenças já contempladas pelo SUS estão a acromegalia, a artrite reativa, a doença de Crohn, a doença de Gaucher, a doença de Paget, a Doença falciforme, a esclerose múltipla, a fibrose cística, entre outras. “Atualmente, no país, é adotada a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras, que formaliza desde 2014 a rede de atendimento para prevenção, diagnóstico, reabilitação e tratamento pelo SUS”. Segundo o Ministério, os pacientes com doenças raras contam ainda com o suporte da rede pública para a obtenção de medicamentos, embora o número de doenças raras que envolvem tratamento baseado em fármacos representa uma pequena fração do universo de doenças raras. O SUS oferece também exames, aconselhamento genético e procedimentos de avaliação diagnóstica. “O atendimento é feito prioritariamente na Atenção Primária. Se houver necessidade, o paciente pode ser encaminhado para atendimento especializado em unidade de média ou alta complexidade. Há 50 Hospitais Universitários Federais que ajudam a tratar de casos de erros inatos do metabolismo, além de associações beneficentes e voluntárias que se dedicam, principalmente, aos casos de deficiência intelectual e dismorfologia. Além disso, o SUS conta com 17 estabelecimentos habilitados e especializados para atendimento em Doenças Raras, distribuídos em diversas unidades federativas do Brasil”, disse o Ministério da Saúde. MEDICAMENTOS De acordo com as informações, desde 2014, o Ministério da Saúde incorporou 15 exames para diagnóstico de doenças raras e 22 medicamentos. Um dos mais recentes medicamentos incorporados no SUS é o Nusinersen (Spinraza) para pessoas que vivem com a doença rara Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1 que, desde 2019, já contam com o fármaco. Também no ano passado, a pasta também criou o Protocolo de Atendimento para a Epidermólise Bolhosa, doença rara, genética, sem cura e que se manifesta já no nascimento, provocando formação de bolhas na pele por conta de mínimos atritos ou traumas. O Ministério ressaltou ainda que entre 2015 e 2020, publicou 46 Protocolos Clínicos de Diretrizes Terapêuticas (PCDT) voltados para garantir as melhores práticas para diagnóstico, tratamento e monitoramento desses pacientes no âmbito do SUS, como Síndrome de Guillain- -Barré, Esclerose Múltipla e as doenças de Crohn, Gaucher e Paget. “Esses protocolos são periodicamente atualizados para orientar médicos e outros profissionais de saúde”.

sexta-feira, 24 de abril de 2020

Notícia de Águas Lindas – Hildo do Candango realiza visita técnica ao Hospital de Campanha


O prefeito de Águas Lindas e presidente da Associação dos Municípios
Adjacentes à Brasília (AMAB), Hildo do Candango tem atuado de maneira
rápida e responsável para combater o coronavírus nos municípios do Entorno
do Distrito Federal.
Nesta quinta-feira (23), Hildo se reuniu com os representantes do Ministério da
Saúde, Ministério de Infraestrutura e também da Secretaria de Saúde de Goiás
para avaliar as instalações do Hospital de Campanha que será entregue ao
Governo do Estado de Goiás na próxima semana.
O Hospital de Campanha de Águas Lindas está sendo preparado com o
máximo de urgência para atender todos os moradores da região do Entorno.
“Estamos nos preparando para ter uma estrutura de atendimento especializado
para atender todos os moradores do Entorno. O mais importante neste
momento é assegurar a saúde da população. Fique atento ao autocuidado,
lave bem as mãos com água e sabão, use álcool gel e agora ao sair de casa
use máscara. Não é momento de desespero, é momento de responsabilidade e
cuidado com o próximo”, afirmou Hildo do Candango.
Com a conclusão das obras do Hospital de Campanha, o Governo de Goiás
realizará a compra dos equipamentos e insumos e a contratação de 400
profissionais da saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem,
fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais e outros.
A construção teve início no dia 7 de abril e contará com 5 mil m² e 200 leitos
que poderão ser adaptados para unidades de terapia semi-intensiva, 40 leitos
começarão a funcionar com respiradores, difusores e bomba difusão para
atender pacientes de pelo menos sete municípios do Entorno: Águas Lindas de
Goiás, Santo Antônio, Valparaíso de Goiás, Novo Gama, Luziânia, Cidade
Ocidental e Cristalina. Juntos, os municípios têm uma população estimada em
1,2 milhão de habitantes.

quarta-feira, 22 de abril de 2020

Notícia de Goiás – Governo de Goiás reforça que os prefeitos precisam redobrar os cuidados para evitar a disseminação do coronavírus nos municípios goianos

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado uniu forças com o poder público, o
setor privado e toda sociedade para estabelecer ações de contenção do novo
coronavírus em Goiás. “O Estado pode alguma coisa, mas não pode tudo.
Prefeituras podem alguma coisa, mas não podem tudo. Na verdade, só temos
bons resultados se todas as pessoas assumirem suas responsabilidades”,
disse.
Após 30 dias de monitoramento do avanço do novo coronavírus em Goiás, o
governador declarou que o Estado está “numa situação melhor do que aquilo
que projetamos como sendo ideal”, ou seja, o número de pessoas com a
Covid-19, é inferior às projeções feitas para o Estado.  O que significa dizer que
as medidas de isolamento social adotadas em Goiás estão surtindo efeito
positivo.
Diante disso, Caiado chamou atenção para uma nova e importante etapa que
se inicia a partir de agora, com a autonomia concedida a municípios pelo STF.
O governador afirmou que tal medida é inteiramente respeitada e consta no
decreto em vigor. Explicou ainda que junto a isso, o documento elenca uma
série de regras que os prefeitos devem cumprir para garantir o controle
epidemiológico em Goiás. Entre eles, o estabelecimento de um plano sanitário
e de contingenciamento, e ainda traçar um perfil epidemiológico.
“Ao fazer concessão, (o prefeito) tem de ter compromisso e controle da
disseminação do vírus”, disse Caiado sobre a conduta que os gestores
municipais devem adotar. “Com o não cumprimento [das medidas] e o aumento
da incidência de doentes contaminados, ele [o prefeito] passa a ter a
responsabilidade de responder ao Ministério Público, ao juiz da comarca. E o
Estado também poderá intervir diante da cidade”, argumentou.

O presidente da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB), e
prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango, representando os 33
municípios que a compõem ressaltou a importância de todos os gestores
agirem com cautela para evitar a superlotação dos hospitais.
“Como presidente da AMAB, estou orientando todos os prefeitos e prefeitas da
região metropolitana do Entorno a redobrar a atenção e ficarem atentos à
capacidade da rede de saúde para evitarmos o colapso do sistema de saúde e
o aumento acentuado da curva de transmissão da Covid-19”, declarou.
O governador Ronaldo Caiado afirmou, ainda, que “todos têm seus limites”.
Enquanto governador, está sujeito às determinações da Organização Mundial
de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS), e as adequa ao Estado. Da
mesma forma, recomendou que municípios considerem suas próprias
realidades antes de deliberar sobre a flexibilização ou não do comércio e outras
atividades.

Governador mantém isolamento social e impõe protocolos rígidos para retomada gradual do comércio e da indústria

Passados 30 dias do início da quarentena em Goiás, decretada pelo governador Ronaldo Caiado como medida preventiva para conter o avanço do novo coronavírus no Estado, a curva de crescimento da doença encontra-se em patamares menores do que o projetado inicialmente como o ideal, com base no que aconteceu em outros países. A afirmação foi feita pelo próprio governador, durante entrevista coletiva realizada na última segunda-feira (20/04), no Palácio das Esmeraldas. Ao reunir parte da equipe de cientistas da Universidade Federal de Goiás, do Instituto Mauro Borges e de técnicos das secretarias estaduais de Saúde, Economia, e Desenvolvimento e Inovação e da Procuradoria Geral do Estado, responsáveis pela elaboração do relatório que tem norteado as decisões do governo para combater a Covid-19, Caiado foi categórico: o isolamento social continua e o Estado terá protocolos rígidos para a retomada, responsável e aos poucos, das atividades econômicas. O decreto 9.653 volta a autorizar o funcionamento de concessionárias de veículos automotores e motocicletas, autopeças, motopeças, oficinas mecânicas e borracharias; assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade; construção civil, bem como os estabelecimentos comerciais e industriais que lhes forneçam os respectivos insumos mediante estabelecimento de horários escalonados de início e fim da jornada; atividades comerciais e de prestação de serviço mediante entrega e drive thru; atividades destinadas à manutenção e conservação do patrimônio e controle de pragas urbanas; atividades de lava a jatos e lavanderias; salões de beleza e barbearias com redução de 50 % das suas capacidades instaladas; empresas de vistoria veicular. Em relação aos cultos religiosos, eles poderão ser realizados duas vezes por semana, sendo uma delas obrigatoriamente aos domingos. Da Redação/S

sábado, 18 de abril de 2020

Notícia de Águas Lindas – Prefeito Hildo do Candango orienta moradores a ficarem atentos com os focos do mosquito da dengue nas residências

Notícia de Águas Lindas – Prefeito Hildo do Candango orienta moradores
a ficarem atentos com os focos do mosquito da dengue nas residências
Toda nossa preocupação está focada no novo coronavírus, mas não podemos
nos esquecer de outra epidemia, a dengue. O mosquito Aedes Aegypti não
para por causa da COVID-19, na verdade, ele anda mais ativo do que nunca.
O maior problema e o que mais preocupa as autoridades de saúde hoje, é que
o período de pico de propagação da dengue deste ano vai coincidir com outras
duas doenças, o da gripe Influenza H1N1 e do coronavírus que também se
espalham por todo país.
De acordo com o Ministério da Saúde, a curva crítica das três doenças vai
acontecer simultaneamente e o desafio do governo vai ser combater as três
doenças ao mesmo tempo.
Diante dessa situação, o prefeito de Águas Lindas, Hildo do Candango está
aconselhando todos os moradores a aproveitar esse período de isolamento
social para limpar tudo aquilo que pode atrair o mosquito da dengue.
“Aproveitem que estão em casa e limpem o quintal, eliminem focos de dengue
e vacine-se de acordo com o calendário”, disse.
O trabalho também precisa ser feito fora de casa. Não adianta limpar o seu
quintal e jogar o lixo no meio da rua ou em um terreno baldio. Mas ainda tem
muita gente que está fazendo isso e esse lixo acumulado pode trazer
consequências gravíssimas a saúde da população.
Na tentativa de diminuir a proliferação do mosquito da dengue no município, a
Prefeitura de Águas Lindas por meio da Secretaria Municipal de Saúde está
fiscalizando casas e terrenos.
“O trabalho é feito em todos ambientes domicilio e no tele domicílio, ou seja,
nos arredores do domicílio onde muitas vezes estão os criadouros do vetor. Os
agentes precisam entrar nos domicílios e vistoriar os possíveis focos de
dengue, fazer a remoção e identificar para os moradores onde pode ocorrer a
proliferação do mosquito. Essa parceria é fundamental para que se tenha a
redução dos índices”, declarou o vice prefeito, Luiz Alberto Jiribita.

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Notícia de Goiás – Goiás amplia capacidade de testagem para detectar o novo coronavírus


O governador de Goiás, Ronaldo Caiado uniu forças com os prefeitos e
prefeitas para combater a proliferação do coronavírus nos municípios goianos.
Nesta semana, a Superintendente de Vigilância em Saúde do Estado de Goiás,
Flúvia Amorim, anunciou a ampliação da capacidade de testagem para COVID-
19.
O Laboratório de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen Goiás),
responsável pela testagem, terá um aumento de até 130% na capacidade
atual, que sai de 110 para 250 exames por dia. Essa ampliação se deve a
Superintendência da Polícia Técnico-Científica, da Secretaria da Segurança
Pública de Goiás, que cedeu um aparelho pipetador automático para a
Secretaria da Saúde de Goiás.
Segundo a Superintendente de Vigilância em Saúde, Flúvia Amorim, parte do
processo dos exames era feito manualmente por um técnico que pipetava as
amostras com um aparelho.
“Agora nós conseguiremos ampliar nossa capacidade de resposta, porque vai
agilizar essa parte do processo do exame por ser automatizado, e vamos
conseguir pipetar mais amostras do que nossa equipe conseguiria
manualmente. Esperamos que com esse aparelho a gente consiga chegar a
cerca de 250 amostras por dia sendo entregue os resultados”, afirmou.
Os testes são feitos a partir de uma coleta de secreção nasal e da garganta, no
laboratório o vírus é extraído e amplificado para que seja detectável. O
aparelho dará celeridade no processo de testagem.
“Esse teste consegue identificar se a pessoa está doente a partir do segundo
dia de doença, indicada para pacientes no início dos sintomas, ele analisa a
presença do vírus. Os testes rápidos detectam o anticorpo, ele não identifica

vírus, isso só é possível a partir do sétimo dia, ele não é um teste para
diagnosticar pessoa que está doente”.
O presidente da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB) e
prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango está atuando de
maneira rápida e responsável para assegurar a saúde de todos os moradores
do Entorno do DF.
“Esse momento exige a mobilização de todos nós no enfrentamento do
coronavírus. Como presidente da AMAB, tenho unido forças em âmbito federal,
estadual e municipal para combater a doença na nossa região e evitar um
colapso do sistema de saúde nos municípios adjacentes à Brasília. Essa
ampliação da capacidade de testagem nos possibilitar agir com mais rapidez e
conter a proliferação da COVID-19 nos municípios goianos”, declarou.
De acordo com a Superintendente de Vigilância em Saúde, é impossível saber
o tamanho do problema em Goiás e no mundo, porque nenhum lugar
conseguiu testar 100% da sua população.
“O Brasil é um país de dimensão continental, temos milhões de habitantes,
então testar todo mundo não é possível, mas é possível fazer uma testagem
por amostragem, ou seja, ter uma amostra que seja representativa para toda
população e isso é possível fazer. O mais importante é saber quantas pessoas,
ou pelo menos uma estimativa mais próxima da realidade, estão contaminadas
e ter uma noção de qual é a taxa infecção na população”, ressaltou.

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Governo inicia distribuição de testes rápidos para identificação da Covid-19

 A Secretaria de Estado da Saúde (SES) estabeleceu os critérios para a distribuição dos testes rápidos, recebidos do Ministério da Saúde (MS), de acordo com a Nota Técnica nº 11/2020- DESF/SAPS/MS. A liberação para todo o Estado iniciou nesta terça-feira, 14. No total, serão distribuídos 4.268 testes rápidos para as unidades de saúde dos 139 municípios, contemplando ainda as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), os Hospitais de Pequeno Porte (HPPs) e Hospitais Regionais. A SES aguarda nova remessa do MS para esta semana. Esses serviços serão responsáveis pela realização dos testes, de acordo com as indicações e os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela SES. O MS orientou que inicialmente a testagem seja feita para profissionais de saúde em atividade; profissionais de segurança pública em atividade e pessoas com Síndrome Gripal que residam no mesmo domicílio de um profissional de saúde ou segurança. Com a entrega das novas remessas, esses públicos serão ampliados. Os testes utilizam amostras de sangue capilar ou venoso. O resultado é verificado após 15 minutos da realização, sendo necessário que seja realizado após o sétimo dia do início dos sintomas, devido às características da infecção pela Covid-19 (SARS-CoV-2), que nos primeiros dias após o início dos sintomas os anticorpos não são devidamente detectados por esse teste. DISTRIBUIÇÃO A distribuição será realizada em dois polos atendendo as duas macrorregiões de Saúde Norte e Sul do Estado. Para os municípios que compõem a região Macro Sul, os testes rápidos para identificação de Covid-19 serão distribuídos no Laborató rio Central de Saúde Pública (Lacen/ TO), em Palmas.Aos municípios que compõem a Macrorregião Norte, os testes rápidos serão distribuídos em Araguaína, a partir do dia 15 de abril de 2020, no Laboratório de Saúde Pública de Araguaína (LSPA), situado na Avenida Perimetral Dois, Quadra 22, Lote 16, Setor Manoel Gomes da Cunha. Para o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, “com a distribuição dos testes, iremos ampliar o diagnóstico da Covid-19 no Estado e melhorar a tomada de decisão em relação às ações de prevenção e controle contra o vírus, pois poderemos conhecer nossa realidade e a propagação viral”, explica. Laiany Alves/ Governo do Tocantins

sábado, 11 de abril de 2020

Hospital de campanha de Águas Lindas recebe visita técnica do
presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Luiz Henrique
Mandetta
Na última semana, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado e o ministro da
Saúde, Luiz Henrique Mandetta, divulgaram que Águas Lindas de Goiás foi
escolhida para receber a instalação de um hospital de campanha.
A decisão foi tomada após videoconferência realizada entre o governador
Ronaldo Caiado e os prefeitos e prefeitas da Região Metropolitana do Entorno,
onde foi discutida a fragilidade do sistema de saúde que atende esses
municípios.
“Infelizmente os municípios do Entorno possui uma fragilidade no sistema de
saúde. Uma proliferação do vírus na nossa região, poderia causar um colapso
em nos hospitais e colocar em risco a saúde da população. Esse hospital de
campanha que será finalizado nos próximos dias beneficiará 7 cidades goianas
do Entorno. Juntos, esses municípios tem a população estimada em mais de
1,2 milhão de habitantes”, declarou Hildo do Candango.
A construção do hospital começou na última terça-feira (7), no setor Mansões
Olinda e tem previsão para estar pronto nos próximos 15 dias. O local foi
escolhido devido a facilidade no acesso ao setor, que facilitará na chegada dos
pacientes à unidade.
Quando concluído contará com 5 mil m² de área construída e 200 leitos que
poderão ser adaptados para unidades de tratamento semi-intensivo. Ao todo,
serão contratados mais de 400 profissionais, entre médicos, enfermeiros,
técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais e
outros.
Na manhã deste sábado (11), o prefeito Hildo do Candango, acompanhado do
presidente da República, Jair Bolsonaro, governador de Goiás, Ronaldo
Caiado, do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, secretário de Saúde de
Goiás, Ismael Alexandrino e do secretário Municipal de Saúde, Eduardo
Rangel, realizaram uma visita técnica no local das obras do hospital de
campanha, que já encontra em fase de montagem.

O hospital atenderá pacientes de pelo menos 7 cidades goianas do Entorno:
Águas Lindas de Goiás, Santo Antônio, Novo Gama, Valparaíso de Goiás,
Cidade Ocidental, Luziânia e Cristalina. Se necessário, este hospital poderá
atender pacientes do Distrito Federal.
De acordo com o prefeito de Águas Lindas, Hildo do Candango, o hospital de
campanha contará como aliado para combate ao vírus em todo Entorno do DF.
“Com esse hospital poderemos assegurar a saúde da população do Entorno do
Distrito Federal. Está ação só está sendo possível graças a cooperação entre o
Município, Estado e o Governo Federal”, afirmou.
Na ocasião, o presidente da República, Jair Bolsonaro se comprometeu a
ajudar o governador de Goiás, Ronaldo Caiado a retomar as obras do Hospital
Regional de Águas Lindas – HUGO 9.
Siga as redes sociais da Prefeitura de Águas Lindas:
Facebook: https://www.facebook.com/GovernoMunicipalDeAguasLindas
Instagram: https://www.instagram.com/prefeitura.aguaslindas

Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás
Fotos: ASCOM

Goiás tem situação privilegiada na pandemia em relação aos demais Estados, diz Caiado em live da ABC

ABC Digital - Em live nesta última quinta-feira, 9, direto do Palácio das Esmeraldas para os veículos de comunicação da Agência Brasil Central (ABC), o governador Ronaldo Caiado disse que, dentro do perfil e da gravidade da pandemia do coronavírus, a situação de Goiás ainda é privilegiada na comparação com os demais Estados brasileiros, e até com países de economias de economias bem mais fortes. O balanço em Goiás é de 179 casos registrados da doença (patamar no chamado estágio 2) e o número de óbitos permanece em 7. Lembrou, contudo, que a rede hospitalar goiana já tem potencial para enfrentar o estágio 4 da pandemia, o que dá um certo conforto sem no entanto perder o equilíbrio. Ele atribuiu os resultados aos esforços do Governo do Estado e de todos os goianos, ressaltando que agora estão sendo recompensados. Contou ainda que falou com um colega senador de Manaus, o qual comentou sobre a difícil situação atual do Amazonas, que pela facilidade de acesso de lá para Miami (EUA), se tornou um dos Estados com maior número de casos da Covid-19. E ainda há o risco de a virose chegar às aldeias indígenas, o que é preocupante. Prometeu que, após dia 19 de abril, serão elaborados protocolos para flexibilizar o decreto de isolamento social, mas pediu que as pessoas não tenham muita ansiedade em relação a isso. Informou ainda que cada família que possui filho na escola, e faz parte do Cadastro Único da Rede Estadual de Ensino, já está com R$ 150,00 depositados na conta bancária, com o único objetivo de melhorar a alimentação dos filhos. Citou que os recordes do Cadastro são uma senhora de Abadiânia e outra de Jataí, que têm seis filhos cada, e receberam o benefício proporcional ao número de crianças, ou seja, tiveram direito a R$ 900,00 cada. “Esse dinheiro é desde o dia 19 de março, quando cancelamos as aulas, até o dia 18 de abril, estamos com tudo pago hoje, já com antecedência de dez dias”, afirmou Caiado. Segundo ele, esse dinheiro é fruto de economia feita pelo Estado de Goiás para que possa melhorar a qualidade de vida das pessoas. São quase 92 mil alunos e mais de 72 mil famílias que estão recebendo o benefício, o que dá um total de cerca de R$ 13,4 milhões por mês de repasse. Além disso, os alunos estão recebendo toda a grade curricular e toda a tarefa de casa. Parabenizou a secretária da Educação, Fátima Gavioli, diretores e professores pelo trabalho realizado. HOSPITAIS ESTADUALIZADOS O governador informou ainda que os cinco hospitais em municípios do interior que foram estadualizados – quatro após autorização da Assembleia Legislativa (Alego) e um por força de decisão judicial – vão propiciar entre 1.300 a 1.500 novos leitos no Estado, contribuindo para a descentralização do atendimento prestado aos pacientes goianos. Isso fora as estruturas das policlínicas, cujas unidades serão inauguradas este ano em Posse (já está funcionando), Quirinópolis e Goianésia. Os novos hospitais estadualizados são em São Luiz dos Montes Belos. Formosa, Luziânia, Jataí e Itumbiara, esse último por determinação judicial. Admitiu que será um peso financeiro para o Estado e já está trabalhando para equipar essas unidades, com o auxílio do Ministério da Saúde e de empresários. Citou o empresário Alberto Borges, da empresa Caramuru Alimentos, que junto com outro empresário, de nome Dione, se propôs a ajudar a equipar o hospital de Itumbiara, projetado para ter pelo menos 30 leitos de UTI após passar por uma rápida reforma. Conforme o governador, nesse momento (de combate à disseminação do coronavírus) toda a doação é bem- -vinda. Se a pessoa for doar dinheiro ou cestas básicas, pode fazê- -lo para a Organização Voluntária do Estado de Goiás (OVG). Se for doar aparelhos, equipamentos de proteção individual (EPIs), respiradores ou outros, pode ser feito para o Fundo da Secretaria da Saúde, e indicar a unidade hospitalar a ser beneficiada. PÁSCOA Comentou ainda a flexibilização das vendas do comércio de produtos de Páscoa – através de drive thru e sem aglomeração. Mas pediu que os comerciantes e as pessoas que forem sair de casa para comprar esses itens de época, que coloquem uma máscara caseira no rosto, para auxiliar na proteção da região do nariz e da boca. Disse que amanhã, Sexta-feira Santa, é dia de reflexão em família, data em que costuma ficar mais recluso. E lamentou o fato de a cidade de Goiás não poder realizar este ano a tradicional Procissão do Fogaréu, assim como de apresentar toda a beleza da cerimônia da Semana Santa daquela cidade histórica. “Mas todas as pessoas, a distância, estão fazendo suas orações”, acrescentou. No Domingo de Páscoa, ele espera poder conseguir a coroa do Divino para poder abençoar uma vez mais o Pa

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Boletim informativo

Boletim informativo: Atualização dos casos de Coronavírus em Águas
Lindas

O boletim da última terça-feira (07/04) divulga os casos de Coronavírus no
município, que são:

Casos de Coronavírus em Águas Lindas de Goiás

Total de casos 27
Casos suspeitos 02
Casos descartados 19
Casos monitorados 05
Casos confirmados 01
Óbitos 0

Siga as redes sociais da Prefeitura Municipal de Águas Lindas para mais
informações.

Governador pede solidariedade às prefeituras,

 Em entrevista ao Jornal do Meio Dia, o governador Ronaldo Caiado destacou, mais uma vez, a importância do isolamento social para contenção da pandemia pelo novo coronavírus em Goiás. Ao ser questionado sobre a atitude de prefeitos de alguns municípios do Estado que insistem em querer reabrir o comércio, ressaltou que o que está em jogo agora é algo muito mais importante, que é a manutenção da vida. “Depois, vamos recuperar a Economia, garantindo condições para que as pessoas voltem a viver com dignidade”, reforçou. “Não é que eu queira impor regra, é questão de saúde pública. Como vamos responder amanhã o cidadão de Goiás, se não adotarmos hoje medidas firmes?”, questionou. Caiado revelou que fez questão de entrar em contato com os prefeitos e que todos recuaram da decisão. Disse ainda que tem incentivado os municípios a promoverem campanhas de solidariedade, a fim de amenizar o sofrimento da população. Também tem articulado junto ao Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) a liberação mais célere de recursos com destinação a micro e pequenos empresários, especialmente os que se encontram fora dos grandes polos econômicos do Estado. Ainda sobre a questão, Caiado sinalizou que, após o dia 19 de abril, será avaliada a liberação da retomada das atividades de forma gradual e regionalizada. “Não haverá uma única medida para todo o território goiano. Vamos levar em consideração a quantidade de leitos, a capacidade de atendimento e o índice de disseminação comunitária. Estamos trabalhando com plataformas que nos fornecem esses dados sobre a situação de cada município”, detalhou. Estas deliberações vão ser coordenadas pelo recém-criado Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento ao Coronavírus - Covid 19. Presidido pelo governador Ronaldo Caiado e composto por vários secretários, o órgão colegiado é integrado por membros dos setores público e privado, comunidades científica e médica. O comitê acompanhará de perto as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus, relacionadas às áreas econômica e social. Outra ação, tendo em vista os mais carentes, é a distribuição das cestas básicas arrecadadas pela “Campanha de Combate à Propagação do Coronavírus”, iniciada hoje (7/4) pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). Mais de mil famílias moradoras do bairro Jardins do Cerrado 2, em Goiânia, receberam alimentos, caixas de leite e álcool líquido 70%. Ao comentar sobre a sinalização que o Ministério da Saúde deu para uma possível adoção do chamado “isolamento vertical” – em que somente pessoas dos grupos de risco ficariam em isolamento – flexibilizando a circulação de pessoas, Caiado afirmou que esta possibilidade “é impossível”. Ele comentou que o respeito aos protocolos estabelecidos se tornam ainda mais importantes, uma vez que o Estado, apesar de todos os esforços feitos, tem encontrado dificuldades para adquirir respiradores e equipamentos de proteção individual (EPIs). Caiado reconheceu e agradeceu o apoio que vem recebendo da população neste sentido, uma vez que o Estado aparece em primeiro lugar em respeito ao isolamento social. Quando você libera todo mundo, não existem leitos para todos. Esse é o pior dos mundos, para o qual não deixaremo

segunda-feira, 6 de abril de 2020

GOVERNADOR SINALIZA COM MAIS 15 DIAS DE QUARENTENA EM FUNÇÃO DA COVID-19

Cidades

Goiás chega a 103 casos confirmados de coronavírus, diz SES


Goiás já registra mais de 100 casos confirmados de Covid-19 — Foto: Reprodução/TV AnhangueraGoiás já registra mais de 100 casos confirmados de Covid-19 — Foto: Reprodução/TV AnhangueraGoiás já registra mais de 100 casos confirmados de Covid-19 — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Goiás tem 103 casos de coronavírus confirmados até este sábado (4), de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. Segundo o boletim, divulgado nesta tarde, dois óbitos foram confirmados e outros 2.138 casos ainda estão em investigação.
A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia informou que uma técnica de laboratório morreu nesta manhã com Covid-19. Porém, a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás informou que, até o fechamento do último boletim, não tinha sido notificada. “Desta forma, o caso ainda passará por avaliação do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) de Goiás”, afirma o órgão em nota.
As duas mortes confirmadas até o momento pela secretaria estadual são de um idoso de 87 anos que morava em Goiânia, e uma mulher de 66 anos, de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Outros quatro óbitos suspeitos ainda estão sendo investigados.
Dos pacientes com casos confirmados, nove estão internados, sendo um na rede pública e oito na rede privada. Outros 67 casos em investigação estão internados em hospitais. A secretaria já descartou 1.105 casos.
Os casos confirmados são de Águas Lindas de Goiás (1), Anápolis (6), Aparecida de Goiânia (1), Bom Jesus de Goiás (1), Campestre de Goiás (1), Catalão (1), Cidade Ocidental (1), Goianésia (1), Goiânia (65), Itumbiara (2), Jataí (2), Luziânia (1), Nova Veneza (1), Paranaiguara (1), Rio Verde (7), São Luís de Montes Belos (1), Senador Canedo (1), Silvânia (1), Trindade (1) e Valparaíso de Goiás (5). Há dois (2) casos que aguardam atualização da ficha para definir a cidade de residência.tentar conter o crescimento da doença no estado, o governador Ronaldo Caiado prorrogou a quarentena até o dia 19 de abril. Já as aulas em escolas, faculdades e universidades das redes pública e privada estão suspensas até 30 de abril.

domingo, 5 de abril de 2020

Águas Lindas receberá Hospital Campanha para tratamento da COVID-19



Águas Lindas receberá Hospital Campanha para tratamento da COVID-19

Após análise da atual conjuntura da Saúde Pública no Estado de Goiás, o
governador Ronaldo Caiado realizou reunião por videoconferência com os
prefeitos da Região Metropolitana do Entorno, para discutir medidas
emergenciais para o sistema de Saúde.
Durante a reunião, o prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango, e
também presidente da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília
(AMAB), ressaltou a vulnerabilidade da área da Saúde na cidade e demais
regiões do Entorno, frente a presente situação, e destacou que o momento
requeria um hospital campanha para tratamento emergencial da COVID-19,
para atender o Entorno do Distrito Federal.
E ainda nesta semana, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e o
governador Ronaldo Caiado, ao entrarem em contato com o prefeito Hildo do
Candango, confirmaram a instalação do hospital de campanha, que será
construído em Águas Lindas de Goiás. As obras para a instalação do hospital
campanha foram iniciadas no bairro Mansões Olinda na cidade.
Hildo do Candango, prefeito de Águas Lindas, descreveu que a construção do
hospital campanha atenderá toda população da região do Entorno que
necessitar de tratamento para COVID-19 e estará pronto em breve. “A
expectativa é que as obras deste complexo estejam prontas entre quinze e
vinte dias, para funcionamento pleno e pronto atendimento aos pacientes do
Entorno do DF com o novo Coronavírus. É um hospital modular com 200
leitos, e com sistema já testado em outras regiões, e seguirá criteriosamente as
recomendações de segurança em saúde”, informou o prefeito.

Convênio entre a Prefeitura e o Cartório de Protestos e Títulos permitirá que as guias de ITBI sejam geradas na unidade




Convênio entre a Prefeitura e o Cartório de Protestos e Títulos permitirá
que as guias de ITBI sejam geradas na unidade

Para facilitar o acesso da população contribuinte aos serviços de guias de
Impostos de Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI), a Prefeitura Municipal de
Águas Lindas e o Cartório de Protestos e Títulos da cidade, firmaram convênio
entre si, para gerar as guias de ITBI no próprio cartório.
O Documento Único de Arrecadação Municipal (DUAM) referente ao ITBI, será
gerado por meio de um banco de dados online, por meio deste também será
gerada a certidão de quitação do imposto de transmissão.
Neste sistema constará os dados dos trâmites adquirentes, natureza da
transação, matrícula do imóvel, valor do bem declarado pelo contribuinte e
dados dos vendedores ou corretores de imóveis.
O cartório também poderá colher a assinatura do declarante na Guia de
Informação, e fazer o envio do documento via E-mail, especificamente para
essa finalidade.
Disponibilizará consulta de débitos imobiliários a ser transferidos, possibilitar a
impressão de boletos para pagamento à vista, caso não estejam em inscrição
em dívida ativa, execução fiscal ou protesto.
Poderá emitir certidão de pagamento ao ITBI, preservando o sigilo fiscal em
relação aos contribuintes, assim como orientar os mesmos a procurarem o
Setor de Arrecadação da Prefeitura da cidade para negociação de débitos.

sexta-feira, 3 de abril de 2020

CORONAVÍRUS NO ENTORNO



CORONAVÍRUS NO ENTORNO Prefeito Hildo conseguiu Hospital de Campanha para o Entorno Dimas Ferreira - Águas Lindas de Goiás, Região do Entorno do Distrito Federal, foi a escolhida para receber o primeiro Hospital de Campanha da União. O anúncio foi feito na noite de terça- -feira, dia 31, pelo prefeito Hildo do Candango. Hildo que também é presidente da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB), que representa 33 municípios goianos e mineiros. Agradeceu a iniciativa da União. “Agradecemos ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e o governador Ronaldo Caiado por ter atendido o nosso pedido, e pela atenção com a nossa região, que carece tanto de investimentos, principalmente na área da saúde. E sem esse apoio, a nossa população sofreria ainda mais com esta pandemia”, ponderou Hildo. Na última reunião com o governador Caiado, por meio de uma videoconferência com prefeitos do Entorno, Hildo solicitou uma atenção especial para a região, pois afirmou não ter capacidade física para atender a demanda que será crescente, durante o período. O prefeito disse ainda que o ideal seria a conclusão do Hospital Regional, o Hugo 09, quase pronto, mas que está com a obra parada, porém entende a gravidade da situação, que pede urgência nas ações. “O importante é salvar vidas pois uma vida não tem preço, e o hospital de Campanha será muito bem-vindo. A nossa região é carente de ações como esta. Estamos distantes da capital goiana, e o deslocamento de pacientes para tratar o coronavírus seria inviável, por se tratar de uma doença grave, e todo tempo é precioso”, argumentou o prefeito de Águas Lindas. Para ele, o momento pede ações rápidas. “Esta é uma questão emergencial, e os doentes de nossa cidade terão atendimento especializado, e a conquista do Hospital de Campanha é uma vitória para nossa região. O que vale é quantas vidas serão salvas. Além disso, receberemos muito bem os pacientes vindos da região. Afinal, é hora de nos unirmos, não é tempo de politicagem, é tempo de lutar por vidas”, finalizou Hildo. A área que irá receber o hospital tem 10 mil m² já está sendo nivelada, e ficará pronta nos próximos dias. Os esforços conjuntos são essenciais para a contenção e tratamento da doença. O Hospital de Campanha de Águas Lindas servirá como referência para outros estados

Notícia de Goiás





Notícia de Goiás – Conselho Estadual de Educação suspende aulas
presenciais até o dia 30 de abril devido a COVID-19
O Conselho Estadual de Educação (CEE) determinou que as atividades
educacionais dentro das unidades escolares em Goiás continuem suspensas
pelo menos até o dia 30 de abril para evitar o aumento dos casos do novo
coronavírus (COVID-19) nos municípios goianos.
De acordo com o presidente do CEE, Flavio Roberto de Castro, a decisão foi
tomada após conversas com a Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-
GO) e com o governador Ronaldo Caiado, antes mesmo de uma nova edição
do decreto estadual que determinou as medidas de isolamento social em todo
o Estado e que vale até sábado.
“Não temos condição de retornar as aulas agora. A estimativa é que ainda
vamos ter um pico de casos neste mês e temos de preservar a saúde, cuidar
dos funcionários, dos professores, dos alunos e familiares”, declarou.
A determinação do CEE é que as escolas continuem com as aulas não
presenciais ou realizadas por meio de tecnologias para não deixar os alunos na
ociosidade. A medida abrange todo o ensino básico e o ensino superior regido
pelo sistema estadual. O presidente lembra que o que se tem feito é uma
adaptação do modelo pedagógico.
“É um processo novo, estamos criando os critérios dentro disso, trocando os
pneus com o carro rodando. Estamos evoluindo ainda e temos a certeza que
depois os alunos vão exigir estas aulas não presenciais, o que é uma realidade
em muitos locais. Os alunos vão querer ter as videoaulas e os materiais para o
reforço em casa depois. A parte positiva é que estamos nos preparando para
isso”, conta.
A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) tem seguido rigorosamente o
decreto estadual, de acordo com a secretária Fátima Gavioli. “No dia 4 o
governador deve editar o decreto, sabemos que vai permanecer algumas
coisas fechadas e outras não e estamos nos preparando para qualquer
situação”. Segundo ela, as aulas não presenciais são regulamentadas pelo
CEE e podem ser por interação por tecnologia (aplicativos de mensagens,

redes sociais ou videoaulas, pela televisão ou internet) ou com preparação de
materiais impressos.
Na rede estadual, 83% das escolas estão em atividades com o professor em
grupos pela internet e os outros 17% recebem o material em casa, sendo por
fotos dos murais das escolas ou materiais impressos, que podem até ser
entregues pela Seduc com apoio até mesmo da Polícia Militar (PM).
A determinação do CEE é que, assim que a suspensão das atividades
presenciais acabar, os alunos passem por avaliações para verificar o nível de
aprendizagem. Na rede estadual, após o retorno das aulas será feito uma
semana apenas com o reforço de conteúdos dados com as aulas não
presenciais e, depois, haverá uma avaliação para medir o nível de
aprendizagem.
O presidente da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB), e
prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango, ressaltou a importância
das videoaulas diante da pandemia de coronavírus (COVID-19).
“Os efeitos da pandemia do novo coronavírus suspendeu as aulas de mais de
1,5 bilhão de estudantes ao redor do mundo para reduzir o risco de contágio e
disseminação da COVID-19. No Brasil, o MEC autorizou a utilização de meios
e tecnologias digitais para a substituição temporária das aulas presenciais
pelos próximos dias. Esse momento exige a colaboração e empenho de todos
nós. Vários municípios goianos, estão adotando essa nova ferramenta para
manter os alunos estudando durante o isolamento social. Em Águas Lindas,
por exemplo, os professores receberam notebooks e os alunos terão aulas por
videoconferência”, diz Hildo.
Acompanhe mais informações nas redes sociais do prefeito Hildo do
Candango.

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Saúde terá mais R$ 35 milhões para contratar UTIs privadas

Saúde terá mais R$ 35 milhões para contratar UTIs privadas A convocação para os interessados apresentarem suas propostas foi divulgada na edição de quarta-feira (1°) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). A contratação dos leitos com o setor privado será anual, via credenciamento, com a possibilidade de ser prorrogada. O edital possibilita ainda que qualquer instituição privada capacitada possa participar da convocação. A rede pública de saúde do DF conta, atualmente, com 500 leitos de UTI. No cenário de pandemia do coronavírus, estão disponíveis 50 leitos para pacientes com Covid-19, sendo 10 pediátricos no Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB). Nos próximos dias, serão disponibilizados mais 10 leitos em hospitais privados, já com suporte respiratório. No Hospital da Polícia Militar também vão ser oferecidos 80 leitos, outros 70 no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e mais 30 no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF). No Hospital Regional da Asa Norte (Hran), outros 10 leitos foram habilitados pelo Ministério da Saúde e serão utilizados para atender pacientes com a Covid 19. Ainda como suporte aos afetados pelo coronavírus, está em andamento a compra de 300 ventiladores pulmonares para os principais hospitais públicos do DF. Além disso, 200 leitos de retaguarda serão disponibilizados pela Secretaria de Saúde no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Eles serão voltados aos pacientes que receberam alta das UTIs mas ainda estão em recuperação e não podem voltar para casa. A previsão inicial é que parte desses leitos esteja disponível à população nos próximos 15 dias.
                                                                                                                               
                                                                                                                                   Agência Brasília

Notícia de Águas Lindas e Entorno




Notícia de Águas Lindas e Entorno – Hildo do Candango destaca
importância do hospital campanha para os moradores do Entorno
O presidente da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB), e
prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango, está atuando de
maneira rápida e eficaz para assegurar a saúde de todos os moradores do
Entorno do Distrito Federal.
A notícia que Águas Lindas de Goiás ganharia um hospital de campanha para
tratar a COVID-19 dividiu a população. Na tarde desta quarta-feira (1), o
prefeito Hildo do Candango acompanhado do secretário Municipal de Saúde,
Eduardo Rangel usou as redes sociais para responder as dúvidas da
população em relação a esta construção.
Os questionamentos foram: Quantos dias levará para esse hospital de
campanha ser entregue a população? E se fosse o Hospital Regional HUGO-9,
quanto tempo levaria para finalizar a obra? As obras do HUGO-9 serão
retomadas? Em relação ao custo desta obra, não está sendo um gasto
desnecessário, já que temos o HUGO-9 e esse investimento poderia estar
sendo feito nele?
De acordo com o prefeito Hildo, a expectativa do governador Ronaldo Caiado é
que essa obra esteja a comando do Ministério de Desenvolvimento Social
através do ministro Tarcísio a partir desta quinta-feira (2), onde iniciará a
construção desse complexo que terá 200 leitos.
“Águas Lindas ganhará um hospital modular, uma estrutura de projeto que já foi
testado em outras regiões e que virá para nossa cidade. A expectativa é que
nós tenhamos isso ai entre 15 e 20 dias já com pronto atendimento para estar
atendendo os pacientes suspeitos com casos de coronavírus”, declarou.
Quando questionado sobre o prazo que levaria para finalizar a obra do Hospital
Regional de Águas Lindas – HUGO 9, o prefeito Hildo do Candango ressaltou a
fala que teve com o governador Ronaldo Caiado.
“Ele me disse agora pouco que trouxe essa obra para responsabilidade do
gabinete dele porque há uma preocupação emergencial de entregar esse
hospital. Hoje nós temos cerca de 80 a 85% das obras concluídas e

precisaríamos de pelo menos 90 dias para finalizar tudo. Então, nós vamos
ter um hospital de 15 a 20 dias. E entre 70 a 80 dias nós não sabemos quantos
casos de coronavírus vão acontecer. Nós queremos estar preparados nesse
momento com esse hospital de campanha e queremos sim, juntamente com o
governador entregar ainda esse ano o Hospital Regional – HUGO 9”, disse.
Na ocasião, o prefeito Hildo do Candango e o secretário de Saúde, Eduardo
Rangel ressaltaram que esse vírus vai fazer parte da rotina do mundo e os
municípios do Entorno precisam estar preparados agora com o hospital de
campanha e também pós hospital de campanha, com o HUGO-9.
“O governador entendeu dessa urgência, dessa emergência, do pedido meu
quanto prefeito, do secretário de saúde, da população que teve aqui no local
falando isso também. Pode ter certeza, é uma vontade e um desejo muito
grande de todas autoridades envolvidas nesse projeto de entregar o mais
rápido possível as obras do Hospital Regional HUGO-9”, afirmou.
Quando questionado sobre o custo desta obra, Hildo afirmou que o recurso
desprendido é muito pequeno e levantou o questionamento: Quanto custa uma
vida?
“Nós só estamos curtindo aqui a terraplanagem. Aqui tem máquinas de várias
parcerias. São construtores que estão fazendo obras pela cidade e nós através
do secretário de Obras, Dinando, convocamos para este momento emergencial
para que pudessem dar sua contribuição aqui. O recurso desprendido nessa
obra é muito pequeno, mas gostaria de voltar a pergunta: Quanto custa uma
vida? Será que estamos preparados para essa pandemia? A vida não tem
preço. Nós vamos sim instalar o hospital de campanha na nossa cidade com
apoio do ministro Mandetta, do governador Ronaldo Caiado e com
envolvimento de toda secretaria e servidores”, finalizou.
Atualmente a região do Entorno do Distrito Federal sofre com a fragilidade da
saúde pública. O aumento do número de casos nos municípios adjacentes à
Brasília superlotaria os hospitais e colocaria em risco a saúde da população. O
presidente da AMAB, Hildo do Candango agradeceu o empenho agradeceu o
empenho de todas as autoridades e profissionais da saúde.

“Quero agradecer o empenho de todas autoridades e de cada servidor da
saúde, que tem se desdobrado para atender a população e não mede esforços
se é dia ou se é noite. Quero mais uma vez, agradecer a todos vocês”,
concluiu.

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Cerca de 600 equipamentos de proteção individual foram doados à Prefeitura de Águas Lindas


Cerca de 600 equipamentos de proteção individual foram doados à
Prefeitura de Águas Lindas

Aos profissionais da área da saúde, cozinha e de serviços de limpeza urbana
de Águas Lindas foram doados equipamentos de proteção individual (EPI).
Estes materiais foram cedidos pelo Doutor Guilherme à Prefeitura Municipal de
Águas Lindas.
Os equipamentos doados são duzentos macacões emborrachados da
categoria A, de polietileno, com botas acopladas. Estes são utilizados
principalmente por profissionais da limpeza urbana, saneamento e/ou serviços
gerais contra respingos de produtos químicos, animais peçonhentos e para
desinfecções de ambientes onde tenha o risco do Coronavírus. E foram doados
também quatrocentas tocas indicadas para uso de profissionais de serviços
gerais, de hospitais e de cozinha.
Hildo do Candango, prefeito de Águas Lindas, ao receber o doutor Guilherme
em seu gabinete, agradeceu as doações. “Em nome de toda população e dos
nossos secretários municipais, agradeço o gesto de nobreza do Dr. Guilherme.
Ainda mais em meio a esta pandemia do Coronavírus e a necessidade com
que estes insumos são utilizados por nossos profissionais. Somos gratos pela
atenção para com a nossa cidade”, descreveu alegremente o prefeito.

SAUDE

Saúde

Leia também