A notícia em primeira mão: 01/05/22 - 01/06/22

quinta-feira, 19 de maio de 2022

Força-tarefa entrega cobertores em Goiânia e Aparecida

 Na capital, primeira-dama de Goiás, Gracinha Caiado, e prefeito Rogério Cruz entregam alimentos, cobertores e benefícios à população vulnerável e em situação de rua

A ação garante dignidade aos que mais necessitam, especialmente nas noites mais frias, e alcançará todos os 246 municípios goianos, também serão entregues, pacotes individuais de frutas desidratadas (Fotos: OVG)

A presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, comanda a partir das 16 horas desta quarta-feira (18/05) uma força-tarefa de entrega de cobertores em Aparecida de Goiânia e Goiânia. A ação integra a Campanha Aquecendo Vidas 2022 e acontece na semana em que são esperadas as temperaturas mais baixas do ano até agora, na Região Metropolitana.

A força-tarefa tem início em Aparecida, em frente ao Colégio Estadual Jardim Cascata. Na ocasião, a primeira-dama concederá entrevista coletiva para falar sobre a campanha e seguirá para a ocupação Alto da Boa Vista, onde comandará a ação de entrega dos cobertores a mais de 700 famílias vulneráveis. Também será realizada a distribuição de cestas básicas no local.

Depois, Gracinha Caiado segue para a capital onde acontece a segunda etapa da mobilização. Em Goiânia, ao lado do prefeito Rogério Cruz, serão entregues, em parceria com a administração municipal e a Associação Tio Cleobaldo, kits com marmitas, cobertores, água, pares de meia, além de atendimento médico por equipes do Consultório de Rua da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). As entregas simultâneas são direcionadas a três pontos da capital: Avenida Independência com Rua 44, Praça Joaquim Lúcio, em Campinas, e Setor Estrela D'Alva.

Desde a última quinta-feira (12/05), as equipes da OVG e do GPS estão nas ruas realizando a entrega de cobertores a famílias em vulnerabilidade social e a pessoas que vivem em situação de rua. A ação garante dignidade aos que mais necessitam, especialmente nas noites mais frias, e alcançará todos os 246 municípios goianos. Durante as entregas, pacotes individuais de frutas desidratadas do Banco de Alimentos da OVG também são doados junto com os cobertores.

Realizada todos os anos, a Campanha Aquecendo Vidas já distribuiu mais de 130 mil cobertores desde 2019, além dos 70 mil adquiridos para este ano. As mais de 200 mil peças compradas desde o início da gestão representam um investimento de R$ 6,5 milhões do Governo do Estado.

Serviço
Assunto: Governo de Goiás comanda força-tarefa de entrega de cobertores em Goiânia e Aparecida de Goiânia
Quando: Quarta-feira (18/05)

Programação
16h: Primeira-dama concede coletiva de imprensa sobre força-tarefa de entrega de cobertores e entrega donativos na ocupação Alto da Boa Vista
Onde: Em frente ao Colégio Estadual Jardim Cascata, Av. C-010, 17 - Jardim Cascata, Aparecida de Goiânia (GO)

19h: Primeira-dama e Prefeito Rogério Cruz participam de ação de entrega de benefícios em Goiânia, em parceria com a Prefeitura e a Associação Tio Cleobaldo
Onde:  Rua 44 com a Avenida Independência, Centro, Goiânia (GO)

quarta-feira, 18 de maio de 2022

Meteorologia prevê temperaturas abaixo do esperado para maio

 Massa de ar polar, que coincidiu com a passagem de ciclone extratropical no Sul do país, deve trazer mais umidade, com ventos fortes e temperaturas baixas para os próximos dias. As menores temperaturas serão registras nesta quinta-feira (19), mas o frio intenso deve continuar até domingo

CimehGO prevê temperaturas abaixo do esperado para o mês de maio em todo o Estado, e frio intenso deve continuar até domingo (Foto: Semad)

O Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (CimehGO), ligado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), prevê a ocorrência de temperaturas abaixo do esperado para o mês de maio, em todas as regiões do Estado. Nesta quinta e sexta-feira (19 e 20), a mínima em Goiânia deve chegar a 5ºC, segunda menor temperatura registrada desde 1994, quando uma frente fria fez com que os goianienses sentissem um frio de 2,6ºC.

Na madrugada desta quarta-feira (18), os termômetros mediram 10,4ºC na capital, a menor temperatura de 2022 em Goiânia. Em Mineiros, no Sudoeste goiano, o frio foi mais intenso, chegando a 4,8ºC. Até mesmo cidades em que o clima tradicionalmente é mais quente, como no caso de Porangatu, no Norte do Estado, as quedas estão sendo mais acentuadas. Até o fim de semana, o município pode registrar temperatura mínima em torno de 13ºC.

Titular da Semad, a secretária Andréa Vulcanis ressalta a importância dos prognósticos elaborados com antecedência de até 15 dias pelo CimehGO. Por meio dos boletins informativos é possível antever desastres e traçar estratégias e políticas de governo no sentido de mitigar os danos causados por fenômenos naturais. É o caso, por exemplo, da parte centro/sul do Estado, onde temperaturas abaixo de 5ºC favorecem a formação de geadas e, com isso, ocasionar danos às lavouras.

Na semana passada, após o alerta de baixas temperaturas feito pelo CimehGO, uma reunião de alinhamento de ações foi realizada para que medidas emergenciais fossem adotadas pelas defesas civis do Estado e dos municípios, Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO), Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), prefeituras e demais órgãos da Administração Pública. “Isso mostra a proatividade do Governo de Goiás para que as consequências desse frio intenso sejam mitigadas”, enfatiza Andréa Vulcanis.

Previsões
Segundo o gerente do CimehGO, André Amorim, a massa de ar polar, que coincidiu com a passagem de um ciclone extratropical no Sul do país, deve trazer mais umidade, com ventos fortes e temperaturas baixas para os próximos dias. As menores temperaturas serão registradas nesta quinta-feira, mas o frio intenso deve continuar até domingo. A partir da próxima segunda-feira (23), as temperaturas voltam a subir ao longo do dia, mas as manhãs seguem geladas.

Fonte: Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - Governo de Goiás

domingo, 15 de maio de 2022

Ronaldo Caiado lança obras de pavimentação da GO-221, em Doverlândia

 Com investimentos de R$ 58,8 milhões, asfaltamento de 23,6 quilômetros liga a cidade ao entroncamento da GO-194. Governador também participa de comemorações pelos 40 anos de emancipação política do município. O objetivo é melhorar a infraestrutura, a segurança de quem trafega pela rodovia e contribuir para um melhor escoamento da produção agropecuária

Governador Ronaldo Caiado assina ordem de serviço para pavimentação de 23,6 quilômetros da GO-221, em Doverlândia (Fotos: Hegon Corrêa)

O governador Ronaldo Caiado lançou, neste domingo (15/5), as obras de pavimentação da GO-221, em Doverlândia, na região Sudoeste. O Estado aplicará R$ 58,8 milhões para asfaltar o trecho de 23,6 quilômetros, compreendido entre o município e o entroncamento com a GO-194. “O dinheiro já está depositado”, garantiu o governador. A assinatura da ordem de serviço ocorreu durante as comemorações pelo aniversário de 40 anos da cidade.

O objetivo é melhorar a infraestrutura, a segurança de quem trafega pela rodovia e contribuir para um melhor escoamento da produção agropecuária. “Essa região não constava no mapa do governo, ficou esquecida por muito tempo. Mas, agora, com economia e aplicando o recurso corretamente, está aí o resultado”, disse ao indicar que o maquinário já está no local e as obras começam nesta segunda-feira (16/5).

CAIADO DOVERLANDIA 4

 

Para a prefeita de Doverlândia, Genilva Katia Rodrigues, a assinatura da ordem de serviço transforma sonho antigo em realidade. “Agradeço, governador, por acreditar num município tão pequeno, mas que tem grande condição de crescimento e desenvolvimento”, salientou. A gestora ainda comentou que o estilo de governar de Caiado, “olho no olho”, transmite segurança. “É por isso que nós, prefeitos, damos a cara a tapa para falar do senhor, porque sabemos da hombridade e do trabalho que tem feito.”

 

O trecho que será pavimentado vai do perímetro urbano de Doverlândia ao entroncamento com a GO-194, e receberá capa asfáltica com aplicação de Tratamento Superficial Duplo (TSD) e Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). A nova rodovia terá 7 metros de pista de rolamento e 1,3 metros de acostamento de cada lado. A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) é a responsável pela execução dos trabalhos.

O setor produtivo é parceiro na elaboração do projeto executivo, financiado pelo Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária em Goiás (Fundepec). Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) e deputado federal, José Mário Schreiner disse que esse apoio só existiu porque a categoria sabe que, na atual gestão, a obra seria executada. “Essa confiança tem nome e sobrenome: Ronaldo Caiado. Pela sua trajetória de vida pública”, sublinhou.

“Goiás precisou de quase 30 anos para voltar a ter um governador comprometido com os municípios, realizador, cumpridor de compromissos”, declarou o ex-deputado Daniel Vilela. Ele lembrou que Caiado retomou e está entregando algumas obras iniciadas ainda na gestão de seu pai, Maguito Vilela. É o caso, por exemplo, do já concluído trecho da GO-174, entre Montes Claros e Diorama, e agora dos investimentos anunciados para Doverlândia. “Caiado veio, se comprometeu e hoje está aqui para dar início a esse sonho.”

CAIADO DOVERLANDIA 2

 

Antes do lançamento das obras na GO-221, o governador participou dos festejos em alusão aos 40 anos de emancipação política de Doverlândia. A atual cidade era um distrito de Caiapônia, mas foi elevada à categoria de município por força da Lei Estadual nº 9.186, de 14 de maio de 1982. Caiado foi recepcionado pela população e integrou a comitiva de uma cavalgada, seguido por carro de boi e pessoas em cavalos e mulas. “Deixo meu compromisso de governar com parceria completa junto à prefeitura. Contem com o governador nas ações conjuntas”, assegurou.

Participaram do evento o deputado estadual Thiago Albernaz; o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Goiás, Alexandre Rasmussen; os prefeitos Argemiro Neto (Caiapônia), Paulo do Vale (Rio Verde), Naçoitan Leite (Iporá), Zé Wilson (Moiporá), Eduardo Talvani (Palestina), Altamiro Jose de Lima (Diorama), Fernanda Nolasco (Baliza), Laerte Dourado (Jaupaci), Aleomar Rezende (Mineiros) e Siron Queiroz (Tuverlândia); além de vereadores, representantes do setor rural e lideranças regionais.

Fonte: Secretaria de Estado de Comunicação (Secom)

sexta-feira, 13 de maio de 2022

Secretaria de Esporte e Lazer apoia realização do Jogos Estudantis de Goiás 2022

 

Começaram os Jogos Estudantis de Goiás 2022. O evento que reúne estudantes apaixonados e praticantes de esportes já começou nas fases municipal e intermunicipal. Mais de 20 mil alunos de escolas públicas (municipais, estaduais e federais) e privadas participam da competição, organizada pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Em Águas Lindas de Goiás, o evento tem apoio da Secretaria de Esporte e Lazer que tem dado todo suporte para a realização do campeonato cuja fase final dos jogos – etapa estadual – está prevista para junho e agosto de 2022.

A fase municipal de Águas Lindas aconteceu com a cerimônia de abertura foi realizada na quadra da Escola Cívico Militar de Águas Lindas de Goiás. O ato contou com a presença do secretário de Esporte e Lazer, Professor Ulisses, dos diretores dos colégios estaduais.

“A Secretaria de Esporte e Lazer está dando total apoio a esse evento porque nós sabemos da importância que os jogos têm na vida desses adolescentes, na fase infantil e também no dia a dia dos estudantes”, lembra o secretário.

Os Jogos Estudantis de Goiás são divididos em duas categorias: Infanto, para estudantes de 12 a 14 anos, e juvenil, para alunos de 15 a 17 anos. Os atletas passam por até 5 fases na competição.

Agehab beneficia mais de 1.300 famílias no 5º Mutirão

 Mil famílias recebem cartões do programa Aluguel Social e 303 beneficiários assinam suas escrituras durante a quinta edição do Mutirão Governo de Goiás, neste sábado (14/5) e domingo (15/5), no Conjunto Vera Cruz II, em Goiânia

Famílias beneficiadas pelas modalidades Aluguel Social e Escritura na terceira edição do Mutirão Governo de Goiás (Fotos: Octacilio Queiroz)

A Agência Goiana de Habitação (Agehab) participa da quinta edição do Mutirão Governo de Goiás com a convocação de 1.000 famílias para entrega dos cartões do programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social, além da assinatura de 303 escrituras de moradias de vários bairros da capital pelo programa Pra Ter Onde Morar – Escritura. Os atendimentos de habitação serão realizados no sábado (14/5) e no domingo (15/5), na Avenida Argentina Monteiro, conjunto Vera Cruz II, Região Oeste de Goiânia. No sábado, o horário será das 8 às 16 horas e no domingo das 8 às 12 horas.

Desde o início do programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social, essa é a quinta convocação de entrega de cartões para os goianienses e a terceira durante os mutirões. Os beneficiários convocados para o evento passaram por etapas de avaliação de encaixe nos critérios sociais do programa e também de comprovação da situação socioeconômica com a apresentação de documentação. Durante as cinco edições do Mutirão Governo de Goiás realizadas até agora, 3.500 famílias foram convocadas para a entrega em Goiânia e Aparecida de Goiânia. 

Já a assinatura das escrituras contempla moradores de diversos bairros da capital, entre eles Chácara do Governador (2), Boa Vista (11), Bairro da Vitória (16), Conjunto Primavera (21), Bairro Floresta (8), Jardim Curitiba (71), Madre Germana II (66), Real Conquista (66), São Carlos (9), São Domingos (7) e Vila Mutirão (26). Trata-se de um total de 303 documentos que serão entregues, em breve, para as famílias sem nenhum custo. 

Para o presidente da Agehab, Pedro Sales, entregar soluções e resolver os principais problemas sociais da população deve ser a vocação de todos os governos. “As pessoas estão cansadas de promessas e de verem os anos passarem e os governos não resolverem problemas históricos. Estamos mudando a história de Goiás com programas eficientes e que ajudam verdadeiramente a população. O governador Ronaldo Caiado está melhorando a vida das pessoas e é gratificante fazer parte disso”. 

Dados do estudo “Déficit Habitacional com base no CadÚnico” do Instituto Mauro Borges (2020) revelam a importância do programa Pra Ter Onde Morar. Goiânia é a cidade no Estado que mais possui famílias em situação de déficit. De um total de 24.344 famílias, 23.333 estão nessa condição devido ao ônus excessivo com aluguel. 

quinta-feira, 12 de maio de 2022

CineSolarzinho, primeiro cinema movido a energia solar do Brasil chega a Águas Lindas de Goiás neste sábado

 

A magia do cinema movido a energia solar é a proposta do CineSolarzinho, que chega nesta semana, pela primeira vez, na cidade de Águas Lindas de Goiás (GO), com atividades culturais para a população. Com patrocínio do banco BV e apoio da Prefeitura Municipal, neste sábado (14/05), na Praça da Bíblia, a partir das 19 horas, serão exibidos curtas-metragens brasileiros, o filme infantil ‘Turma da Mônica: Lições’ e um curta especial produzido por estudantes da rede pública durante uma oficina com temática socioambiental. Na sessão, que tem entrada gratuita e distribuição de pipoca, o público pode conhecer a estação móvel de ciências, arte, tecnologia, sustentabilidade e cultura de paz, instalada no próprio veículo que carrega todo o cinema e que tem muitas atrações para toda a família.

O CineSolar – que tem a versão CineSolarzinho para o público infantil – é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável: a energia solar. Funciona através de duas vans, batizadas de Tupã e Mahura, que foram grafitadas e adaptadas com as placas fotovoltaicas e o sistema de conversão de energia e armazenamento, com 20 horas de autonomia. Cada sprinter também carrega 110 cadeiras e banquetas para o público e todo o sistema de som e projeção para o cinema.

Além de tudo isso, o espaço se transforma em uma estação móvel de ciências, arte, tecnologia, sustentabilidade e cultura de paz. Uma sala de aula onde o público é convidado a entender, de maneira descontraída e divertida, como a luz do sol se transforma em energia elétrica. Os infográficos, a iluminação e a decoração especial – feita com materiais reciclados e objetos com princípios de magnetismo e eletricidade como laser e bola de plasma – são uma atração à parte, que encanta pessoas de todas as idades.

“O tema da energia solar ainda é novo e gera muita curiosidade. Na visita, todos podem ver o caminho que a luz do sol percorre, desde as placas instaladas no teto da van, os cabos, as baterias, o controlador e o inversor de carga, fica tudo acessível e as crianças adoram”, diz Cynthia Alario, coordenadora e idealizadora do CineSolar.

O projeto viaja por várias regiões do país para realizar sessões gratuitas de cinema, com o objetivo de democratizar o acesso às produções audiovisuais (principalmente nacionais), promover ações e práticas sustentáveis, a inclusão social, difundir a tecnologia da geração de energia fotovoltaica e levar alegria com a temática socioambiental a todas as pessoas.

“Fazer parte desse projeto pioneiro é uma grande honra. Como um dos líderes do mercado de financiamento de energia solar, sabemos da importância de levar pelo país a mensagem de sustentabilidade que esse mercado traz, além de aliar com um tema relevante que é a cultura”, afirma Flávio Suchek, diretor executivo de Varejo do banco BV.

Oficinema

Além das sessões de cinema, o CineSolarzinho realiza diversas oficinas que integram arte, tecnologia e sustentabilidade, e difundem práticas sustentáveis para o dia a dia, desde a separação dos lixos à reutilização de materiais recicláveis. Na cidade de Águas Lindas de Goiás, o projeto contempla a Oficinema Solar, que utiliza a linguagem audiovisual e jogos cooperativos, com crianças e jovens estudantes da rede pública.

No encontro são abordados temas da permacultura, agroecologia, bioconstrução e a Carta da Terra, além dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) propostos pela ONU (Organização das Nações Unidas). Todas as ações são gravadas, um filme é produzido com os participantes, editado no mesmo dia pela equipe do CineSolarzinho e tem sua “estreia mundial” durante a sessão de cinema à noite para a comunidade local.

“As oficinas são atividades complementares, com uma linguagem muito simples e didática que dialoga de forma lúdica com as crianças e jovens da região. Com ações em conjunto com a Unesco Representação Brasil, o projeto CineSolar ajuda o planeta cumprindo 10 dos 17 ODS e colocando o público ainda mais em contato com os temas de sustentabilidade e energia renovável, além de arte e cultura”, destaca Cynthia Alario.

A 2ª Edição do CineSolarzinho é viabilizada pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio do banco BV e apoio da Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás, por meio das Secretarias de Cultura e Turismo, da Pessoa com Deficiencia, Igualdade Racial e Politicas Públicas Sobre Drogas, de Comunicação e de Meio Ambiente, e é realizada pela Brazucah Produções e Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo.

terça-feira, 10 de maio de 2022

Caiado inaugura UTIs neonatal e maternidade do Hospital de Uruaçu

 Já em funcionamento, leitos intensivos são destinados ao atendimento de recém-nascidos. Novo complexo possui, ainda, 30 leitos e um centro obstétrico, com salas para partos normal e de condução cirúrgica. Nova estrutura atende demanda de cerca de 50 municípios da região

ia de medicina no Centro-Norte”, diz Ronaldo Caiado ao inaugurar ala voltada para maternidade e cuidados com recém-nascidos no Hospital de Uruaçu (Fotos: André Saddi)

O Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), localizado em Uruaçu, ganhou dez Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Neonatal, cinco Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais (Ucins), uma maternidade com 30 leitos e um centro obstétrico para partos normal e de condução cirúrgica. As estruturas, que já estão em funcionamento, foram oficialmente inauguradas nesta segunda-feira (09/05) pelo governador Ronaldo Caiado.

“Será o maior centro de referência de medicina no Centro-Norte do Estado. Não tem nada parecido com a estrutura que estamos transformando em realidade aqui”, assegurou o governador. A unidade de saúde dispõe de tecnologia e atendimento especializado para moradoras da região e seus respectivos bebês. “A mãe que tiver uma gravidez de risco não precisa mais se deslocar para Goiânia”, completou Caiado.

A ampliação da unidade surge como uma forma de garantir a saúde das gestantes da região Centro-Norte goiano, que terão no HCN um perfil assistencial de atendimento a casos de alta complexidade. Os novos setores do hospital vão funcionar em forma de circuito. Neles, as mulheres terão assistência durante a gestação, no parto e após o nascimento do filho. Trata-se de mais um passo no processo de regionalização da saúde promovido pela gestão Caiado.

Multiprofissional

As pacientes e os bebês serão assistidas por uma equipe multiprofissional, composta por pediatras, ginecologistas, neonatologistas, cirurgiões pediátricos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Ainda, há possibilidade de realização de exames, tudo via Sistema Único de Saúde (SUS). “É difícil em algum lugar de Goiás, mesmo em hospital privado, ter o padrão de qualidade que o governador entrega hoje”, sublinhou o secretário da Saúde, Sandro Rodrigues.

Diretor-geral do HCN, João Batista da Cunha apresentou balanço sobre a unidade, que foi inaugurada em março do ano passado para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19, e iniciou os atendimentos gerais no final de novembro. Neste último período, foram 4,5 mil atendimentos em pronto-socorro e 7,2 mil consultas. “Em cinco meses, temos várias histórias de êxito de tratamento”, celebrou. O índice de satisfação dos pacientes é de 97%.

Atualmente, o hospital tem 247 leitos ativos, e a expectativa é ampliar para 307. A próxima etapa, prevista para julho, contará com a instalação de uma ala para tratamento de câncer. “O serviço de oncologia terá 36 leitos e 24 postos de atendimento à quimioterapia”, confirmou João Batista. “Vamos criar aquilo que não existe fora de Goiânia-Anápolis”, relatou o governador sobre o centro oncológico.

Gestão

O deputado estadual Henrique Arantes afirmou que os recentes avanços na saúde em Goiás são consequência de uma boa gestão estadual. “O poder público só funciona com parceria. Se o governador tem condição de fazer isso, hoje, é porque tem parceria com o parlamento, bom trânsito no Executivo nacional, nos ministérios, e conseguiu destravar o Estado”, disse. “Isso era um sonho de quase 50 municípios”, celebrou o deputado federal Delegado Waldir sobre o funcionamento do hospital em Uruaçu.

Estiveram presentes na solenidade os prefeitos Elieudes Moraes (São Luiz do Norte), Edmar da Cacilda (Estrela do Norte), Douglas de Faria (Campinaçu), Cleomar Contador (Campinorte), Elivan Carreiro (Uirapuru), Jacira Paiva (Montividiu do Norte), Luiz Martins de Oliveira (Mutunópolis), Tiago Andrade (Pilar de Goiás), José Ribeiro de Araújo (Nova Iguaçu) e o secretário de Saúde de Uruaçu, Josimar Nogueira. Também compareceram os diretores do HCN Virgílio Moreno e Heder Lúcio; o coordenador regional de Educação, Ricardo Pacanaro; os comandantes da Polícia Militar, coronel Franz Rasmussen; do Corpo de Bombeiros, Major Ary Bernardo Dutra dos Santos e do Batalhão Rural, capitão Marcos Antônio Lira.

segunda-feira, 9 de maio de 2022

Aumento de casos de dengue impactam nos atendimentos na UPA Mansões Odisséia

 

Nas últimas semanas, a UPA – Unidade de Pronto Atendimento Mansões Odisséia está atuando com alta demanda. A unidade de urgência e emergência de Águas Lindas tem a capacidade de realizar 250 atendimentos por dia. No entanto, no mês de abril, está sendo contabilizada uma média diária superior a 350 acolhimentos, número 40% superior que a capacidade instalada na unidade.

O aumento dos casos de dengue na cidade, sobretudo em crianças, tem sido uma das principais causas do grande volume de procura pelos serviços de urgência e emergência. Os acolhimentos de pacientes com o agravo lideram o número de admissões no posto. Nos últimos três meses, a unidade atendeu 795 pessoas com dengue, sendo 611 crianças.

A crescente procura por atendimento nos serviços impacta diretamente no tempo de espera por acolhimento. “Estamos operando acima da capacidade instalada. Por isso, mesmo com equipes completas, em alguns momentos, registramos um tempo de espera pelos atendimentos superior ao que realizado em dias normais”, explicou o médico Augusto Bucar, diretor técnico da UPA.

Como é o fluxo de atendimento nas emergências?
Quando o paciente chega às unidades, logo passa pela Classificação de Risco. Nesse momento, a equipe de Enfermagem avalia o quadro clínico do usuário, sintomas, queixas, sinais vitais, risco de morte, escala de dor e nível de consciência. Os pacientes com estado de saúde considerado mais grave são atendidos de forma prioritária.

Os níveis de gravidade são identificados por cor e, para cada um deles, há um tempo estimado para que o atendimento seja realizado.
Os pacientes que recebem a pulseira vermelha são considerados gravíssimos e necessitam de atendimento imediato. Já os classificados como laranja, são considerados muito urgentes. O tempo de espera é de 10 minutos. Se a pulseira for amarela, a gravidade é moderada. O paciente necessita de atendimento rápido, mas pode aguardar até uma hora.

A pulseira é verde? Então, o risco de agravamento da saúde é baixo e o paciente pode aguardar até duas horas. Agora, se a pulseira for azul, não é uma urgência. O usuário pode aguardar atendimento por até quatro horas.

Segundo Narita Brito, diretora-geral da UPA Mansões Odisséia, em dias de alta demanda, os tempos de espera podem variar.

“Nosso protocolo de Classificação de Risco preconiza que o tempo máximo de atendimento seja de quatro horas. Mas esse fluxo de atendimento é afetado em situações como a que temos registrado nos últimos dias, especialmente, com o aumento considerável do número de pacientes com sintomas de dengue”, explica a gestora.

Tempo de medicação para pacientes com dengue

Outro aspecto que impacta no tempo de espera para assistência na unidade de emergência por conta do aumento de casos de dengue em crianças é o período de medicação e de coleta de materiais laboratoriais que os pacientes infantis com notificação para arbovirose necessitam.

“O exame físico feito nas crianças é muito mais minucioso que nos adultos porque muitas vezes os pequenos não conseguem expressar com detalhes o que estão sentindo. Depois disso, precisamos fazer ainda a coleta de sangue e, na maioria dos casos, a administração de medicamentos via venosa que também é uma tarefa mais complicada quando se trata de um paciente infantil. Tudo isso interfere no tempo de atendimento”, afirmou Augusto Bucar.

Otimização das equipes
Para prestar um acolhimento mais ágil ao público infantil, a UPA Mansões tem adotado o sistema de otimização das equipes médicas. O fluxo consiste na rápida identificação dos pacientes pediátricos que dão entrada com quadro clínico febril – sintoma muito comum nos casos de dengue – e administração ágil da medicação adequada para controle sintomático.

“A ideia é que as equipes médicas fiquem mais atentas às crianças que chegam com quadro de febre, principalmente. Assim que o time de Enfermagem identifica um paciente pediatra com quadro febril na triagem, um médico é acionado para prescrever de imediato a medicação para controle dos sintomas. Dessa forma, conseguimos fazer com que a criança fique o mínimo tempo possível sofrendo com esse tipo de sintoma na unidade”.

Visita multi
Na busca pela melhoria contínua dos atendimentos, a equipe da Mansões Odisséia implantou o Protocolo da Visita Multiprofissional. A iniciativa fortalece o pilar da segurança dos pacientes e da qualidade da assistência, dando mais agilidade e resolutividade.

Para isso, a equipe trabalha de forma integrada, avaliando em conjunto os casos acolhidos nos critérios da visita. Ela reúne ao lado do leito do paciente, profissionais de todas as especialidades envolvidas no atendimento ao paciente, como médicos (clínico e pediatra), enfermeiros, biomédicos, assistentes sociais, farmacêuticos e agentes de regulação.

“A visita multi permite uma avaliação clínica mais ampliada e assegura que os pacientes com quadro mais agravado possam ser transferidos para unidades hospitalares de maior complexidade de forma mais ágil. Com isso, conseguimos fazer o giro dos leitos com mais rapidez, fato que impacta na redução do tempo de espera para as novas admissões”, disse Augusto Bucar.

Sintomas da dengue
De acordo com o diretor técnico da UPA, o médico Augusto Bucar, os sintomas da dengue podem ser similares aos de outras arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti. Por esse motivo, é importante que o diagnóstico seja realizado pelo médico.

Após o diagnóstico da doença, a recomendação é que o paciente se mantenha em repouso, beba bastante água e, caso necessário, utilize remédios que aliviem o incômodo dos sintomas.

Alguns sinais como febre, cansaço, vermelhidão em partes do corpo, coceira, bem como dores na cabeça, nos músculos, nas articulações ou atrás dos olhos podem ser causadas pela dengue.

Prevenção: todos contra a dengue

Para prevenir a dengue, o combate ao mosquito é indispensável. A água parada acumulada em pratos de vasos de plantas, calhas e garrafas no quintal, por exemplo, é o criadouro perfeito para a reprodução do inseto.

Por isso, além das ações de controle do mosquito feitas pelos órgãos públicos, é necessário que cada um faça sua parte, monitorando e evitando locais dentro das residências que possam acumular água parada e gerar focos do Aedes.

Fique ligado em algumas dicas para prevenção da dengue
– Utilize telas de proteção nas janelas da casa;
– Deixe as portas e janelas fechadas, principalmente nos períodos do nascer e do pôr do sol;
– Mantenha o espaço externo e interno de casa sempre limpo e livre de materiais ou entulhos que possam ser criadouros;
– Tampe os tonéis e caixas d’água;
– Mantenha as calhas sempre limpas;
– Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
– Mantenha lixeiras bem tampadas;
– Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
– Limpe periodicamente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
– Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
– Realize a limpeza de todos os acessórios de decoração que ficam fora de casa e evite o acúmulo de água em pneus e calhas sujas, por exemplo;
– Coloque repelentes elétricos próximos às janelas. O uso é contraindicado para pessoas alérgicas;
-Velas ou difusores de essência de citronela também podem ser usados;
– Evite produtos de higiene com perfume, pois podem atrair insetos;
– Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa;
– Faça uso de repelente sempre que estiver em áreas consideradas de infestação. Os mais indicados pela OMS – Organização Mundial da Saúde são os que oferecem até 12 horas de proteção;
– Priorize o uso de roupas claras, leves e que cubram todo o corpo – o Aedes aegypti tem atração pelo suor e por cores escuras

quarta-feira, 4 de maio de 2022

Caiado abre Campanha de Vacinação contra Aftosa e Raiva

 “Temos que cuidar para manter o controle”, afirmou o governador. Primeira etapa segue até 31 de maio. Já prazo para declaração de imunização encerra dia 7 de junho. 11 milhões de animais devem ser imunizados conforme estabelecido na Portaria nº 192/2022 da Agência Goiana de Defesa Agropecuária

Aftosa: a partir de 2023, campanha de vacinação deixará de ser obrigatória em Goiás

O governador Ronaldo Caiado participou, nesta quinta-feira (05), em Ceres, da abertura oficial da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa e Raiva. Até o dia 31 de maio, 11 milhões de animais devem ser imunizados conforme estabelecido na Portaria nº 192/2022 da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), garantindo a sanidade dos rebanhos. “Peço que os produtores rurais se conscientizem sobre a importância das vacinas. Temos que cuidar para manter o controle”, salientou Caiado.

Nesta primeira etapa, a vacina bivalente contra a aftosa, na dosagem de 2 ml, deve ser aplicada em bovinos e bubalinos de zero a 24 meses em todo território goiano. A próxima fase, que contemplará outras idades, ocorre no mês de novembro. Caiado espera que a imunização do penúltimo mês do ano seja a derradeira em Goiás. “Se não fosse a pandemia, já estaríamos livres”, explicou o chefe do Executivo estadual.

A partir do ano que vem, a aplicação de doses contra a aftosa não será mais obrigatória em Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Tocantins e Distrito Federal. Anunciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a suspensão da campanha faz parte do projeto de ampliação de zonas livres da doença sem vacinação no país. O último registrado em Goiás foi no ano de 1995. A meta é que o Brasil se torne totalmente livre do vírus sem imunização até 2026.

Já a vacinação contra raiva continua sendo obrigatória, visto que 121 municípios goianos estão em situação de alto risco para a doença. A meta em 2022 é vacinar cerca de 6 milhões de animais. A ação abrange bovinos, bubalinos, equinos, muares, asininos, caprinos e ovinos de zero a 12 meses.

O prazo para declarar a vacinação do rebanho começou no último dia 1º de maio e segue até 7 de junho. Os pecuaristas precisam declarar todos os animais existentes nas propriedades, mesmo os não imunizados. O envio dessas informações é essencial para garantir o controle e a segurança da pecuária goiana.

“Goiás estará livre da aftosa sem precisar da vacinação. Muitos locais não buscam a carne de Goiás por causa da vacina. Isso abrirá novos mercados”, falou o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago de Freitas Mendonça. “Era um anseio do governador que, em sua gestão, fosse concretizada a livre vacinação. Estamos de parabéns por termos um governador do ramo, que dá todo incentivo aos produtores”, enfatizou o presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), José Essado.

Para o prefeito de Ceres, Edmario de Castro Barbosa, “credibilidade” é a palavra que define o governador. “Político sério, que não dá volta. Tem feito obras no município sem badalação. Para mim, é uma honra e motivo de orgulho estar ao seu lado”, direcionou ele a Caiado.  “Este estado maravilhoso vem crescendo cada dia mais com o trabalho do senhor, governador guerreiro, empreendedor e corajoso. Deixo nosso agradecimento pela parceria com o IF Goiano”, ressaltou o reitor substituto da entidade, sede do evento, Gilson Dourado.

Visita ao Imec
Ainda em Ceres, o governador Ronaldo Caiado conheceu as instalações do Instituto Médico e Ciências de Ceres (Imec), hospital privado que atua com foco na medicina de alta complexidade. A unidade, que passa por uma reestruturação, é conveniada ao Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) e também atende especialidades via Sistema Único de Saúde (SUS). São 30 leitos, inclusive de UTI, e funcionamento 24 horas. As obras devem ficar prontas em 90 dias.

terça-feira, 3 de maio de 2022

Prefeitura de Águas Lindas sobe o sinal de alerta contra a Dengue no Município

 

A Prefeitura de Águas Lindas Goiás através da Secretaria de Saúde e Vigilância em Saúde sobe o alerta
para os cuidados com a Dengue, Chikungunya e a Zika.

As equipes da secretaria de saúde e vigilância em saúde vem realizando ações de fiscalização e educação nas residências, áreas abertas. Já as equipes da Secretaria de Obras, realizam limpeza de áreas públicas e até mesmo áreas particulares que estão sem manutenção e que acabam oferecendo risco coletivo à saúde de comunidades inteiras nos bairros.

DIFERENÇA DE SINTOMAS ENTRE AS DOENÇAS

As três doenças são muito parecidas e podem ser confundidas, entretanto, existem diferenças no quadro clínico que podem ajudar na distinção.

Dengue: o primeiro sintoma da Dengue é a febre alta, entre 39° e 40°C. Tem início repentino e geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça,
dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira no corpo. Pode haver perda de peso, náuseas e vômitos:

Chikungunya: também de início súbito de febre, que pode ser alta, porém menor que no caso de Dengue, dor muscular e nas articulações (estas são mais exuberantes que em Dengue e Zika),
dor de cabeça e exantema (erupção na pele). Os sinais costumam durar de 3 a 10 dias.

Zika: tem como principal sintoma o exantema (erupção na pele) com coceira, febre baixa (ou ausência de febre), conjuntivite (olhos vermelhos sem secreção ou coceira),
dor nas articulações, dor nos músculos e dor de cabeça. Normalmente os sintomas desaparecem após 3 a 7 dias.

A Dengue e Chikungunya têm sintomas e sinais parecidos, enquanto a Dengue se destaca pelas dores nos corpo, a Chikungunya se destaca por dores e inchaço nas articulações.
A Zika se destaca por uma febre mais baixa (ou ausência de febre), muitas manchas na pele a coceira no corpo.

O hemograma ajuda muito da diferenciação dos quadros. Uma vez que a queda nas plaquetas e a leucopemia são mais exuberantes na Dengue e quase inexistente na Zika.

Fonte: Ministério da Saúde

QUAIS OS CUIDADOS PARA AJUDAR A COMBATER TAIS DOENÇAS?

  • Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água.
  • Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.
  • Não jogue lixo em terrenos baldios.
  • Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo.

 

 

O avanço da dengue em Goiás fez o Estado chegar a segunda posição em número de mortes pela doença em 2022, com 6 casos já nos primeiros 3 meses do ano. Apenas a Bahia está a frente.
Além disso, os goianos lideram uma lista com mais casos confirmados da doença no país, chegando a 35 mil contaminados.

 

A ATUAÇÃO DA VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE ÁGUAS LINDAS

A Secom conversou com o Diretor de Vigilância em Saúde, Euder Vieira que em entrevista informou sobre o raio-x das ações  efetivas no combate à dengue doeças afins:

Secom – Quais as medidas preventivas o município está tomando no combate à dengue?

Euder Vieira – A Secretária de Saúde através da Vigilância Em Saúde, elaborou o Plano de Contingência o qual está sendo colocado em prática em duas vertentes. Uma no atendimento ao paciente com dengue e outra no combate ao vetor com ações em conjunto com as demais secretarias.

 

Secom – Qual o quadro geral de profissionais nas ruas nesse combate?

Euder Vieira – Estamos com um quadro de 53 profissionais no combate direto ao Mosquito da Dengue.

Secom – Quais os principais desafios dessas equipes nos domicílios que estão fechados?

Euder Vieira – Concientizar os moradores que a dengue é um problema de todos e mostrar que a mais de 50% dos focos estão dentro das residências.

Secom – Quais as principais recomendações a cada morador na sua responsabilidade também de
combater a proliferação do mosquito vetor da dengue?

Euder Vieira – Verificar se a caixa d’água está aberta, limpeza das calhas para não acumular água, evitar ter plantas com Águas e se tiver, trocar a água no mínimo uma vez por semana dentre outras medidas para evitar o acumulo de água.

 

Cada um de nós é importante nessa guerra contra a Dengue!
Vamos todos contra o Aedes Aegypti, o mosquito transmissor!

Leia também