.

.

Hora Certa pra você

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Vigilância Epidemiológica de Águas Lindas em ritmo acelerado

          A Equipe da Vigilância Epidemiológica de Águas Lindas trabalha em ritmo 
acelerado para conter os riscos de epidemia de dengue no município. Vários 
pontos de possíveis focos foram demarcados e uma ação preventiva está
sendo conduzida pelos agentes.
Hoje pela manhã (13), a equipe trabalhou na região de um ferro velho 
localizado no setor Quedas do Descoberto. Segundo o chefe da equipe, foi 
identificado nesta área como grande risco para proliferação do mosquito, 
“Estamos trabalhando continuamente para conter o avanço do Dengue em 
nosso município, identificamos áreas com potencial para esta proliferação e 
estamos realizando as barreiras de contenção com todo o aparato para isto, 
o Prefeito Hildo do Candango tem repetidas vezes solicitando estas ações” 
anunciou Eudes Vieira.
Recentemente o prefeito Hildo Candango acompanhado do vice-prefeito Luiz 
Alberto Jiribita e do secretário de Saúde Joezer Paiva, realizou a entrega 
para os 54 Agentes de Combate a Endemias de Águas Lindas de Goiás que 
já estão em campo com novos equipamentos (EPIS) para facilitar o trabalho 
de combate à dengue. Além do material de uso pessoal a Coordenação de 
Endemias também conta com carro fumacê, bombas costais para aplicação de 
UBV leve.
O Combate à Dengue é uma responsabilidade de todos e deve ter a 
participação efetiva da população. O mosquito da dengue (aedes aegypti) se 
reproduz em qualquer lugar que houver condições propícias (água parada 
limpa ou pouco poluída). A conscientização da população e a tomada de 
medidas são de fundamental importância para a redução e, quem sabe, a 
erradicação desta doença do Brasil. Veja algumas medidas de Combate à 
dengue (para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do 
mosquito).
- Não deixar água parada em pneus fora de uso. O ideal é fazer furos nestes 
pneus para evitar o acúmulo de água;

- Não deixar água acumulada sobre a laje de sua residência;
- Não deixar a água parada nas calhas da residência. Remover folhas, galhos 
ou qualquer material que impeça a circulação da água.
- A vasilha que fica abaixo dos vasos de plantas não pode ter água parada. 
Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia;
- Caixas de água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre 
fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços artesianos ou qualquer 
outro tipo de reservatório de água;
- Vasilhas que servem para animais (gatos, cachorros) beber água não devem 
ficar mais do que um dia com a água sem trocar;
- As piscinas devem ter tratamento de água com cloro (sempre na quantidade 
recomendada). Piscinas não utilizadas devem ser desativadas (retirar toda 
água) e permanecer sempre secas;
- Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem 
ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se 
não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo 
(fechado).
- Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem 
fechada;
- As bromélias costumam acumular água entre suas folhas. Para evitar a 
reprodução do mosquito, o ideal é regar esta planta com uma mistura de 1 litro 
de água e uma colher de água sanitária.
- Sempre que observar alguma situação (que você não possa resolver), avisar 
imediatamente um agente público de saúde para que uma medida eficaz seja 
tomada. Ligue e denuncie: 61. 3902-1097
Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também