A notícia em primeira mão: Primeira-dama de Águas Lindas participa de homenagem na Câmara dos Deputados

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Primeira-dama de Águas Lindas participa de homenagem na Câmara dos Deputados




A secretária de Ação Social e também primeira-dama de Águas Lindas de 
Goiás, Aleandra de Sousa, participou da homenagem aos músicos, crianças, 
adolescentes e jovens da Cidade Estrutural, Taguatinga e de Águas Lindas, na 
última sexta-feira (8) na Câmara dos Deputados. A recepção ocorreu durante a 
solenidade que marcou os 13 anos do Instituto Reciclando Sons, no Auditório 
Nereu Ramos. O evento foi transmitido ao vivo pela TV Câmara e Rádio 
Câmara.
A Sessão Solene foi presidida pelo deputado federal Luiz Pitman e contou 
com a presença, da presidente do Instituto Rejane Pacheco de Carvalho, 
Milton Vieira da ONG Villa Cristã, entre outros convidados. Pitman destacou 
o trabalho que o Instituto desenvolve há 13 anos na Cidade Estrutural, 
expandindo para outras localidades, que utilizam a música como ferramenta de 
inclusão social e geração de renda.
A primeira-dama, Aleandra de Sousa, afirmou que ações como a que o Instituto 
realiza são de extrema importância para o desenvolvimento desses jovens. “É 
um trabalho muito bonito, porque cuida das nossas crianças, oferecendo uma 
nova opção de vida. E é uma forma deles terem outras oportunidades para 
crescerem e se desenvolverem como cidadãos”, completou Aleandra.
O Instituto Reciclando Sons atua em comunidades consideradas em situação 
de vulnerabilidade social. A instituição utiliza a música como ferramenta de 
educação, ressocialização, geração de renda e inclusão social. Até o momento 
já atendeu cerca de duas mil crianças, adolescentes e jovens, e se tornou 
reconhecido pela inovadora metodologia de ensino adaptada à realidade das 
comunidades em que trabalham.
Em 2013, o Reciclando Sons ganhou, em primeiro lugar, na categoria 
Juventude, o Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social foi 
certificado por sua tecnologia social, segundo critérios de inovação, interação 
com a comunidade com poder de transformação social.
O modelo adotado envolve a comunidade local, forma músicos e professores 
em dois anos de estudos e prática, além de gerar renda e prevenir o 
envolvimento dos alunos em crimes. “Em poucos meses, os alunos se integram 
ao coro e orquestra infantil/jovem Reciclando Sons”, disse Rejane. Na Cidade 
de Águas Lindas, o Instituto conta com a parceria da ONG Villa Cristã e 
prefeitura.
Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também