.

.

Hora Certa pra você

terça-feira, 23 de maio de 2017

projeto Charão: mais de 20 mil votos e a conquista do Prêmio Nacional da Biodiversidade


Ana Maria Leal

O trabalho de 25 anos de uma equipe de pesquisadores do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Passo Fundo (ICB/UPF) e de biólogos da Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA) mudou a história do papagaio-charão, ameaçado de extinção, e tem mudado também a do papagaio-de-peito-roxo, que também está na lista de espécies ameaçadas. O Projeto Charão foi uma das sete iniciativas de conservação da biodiversidade brasileira que receberam, na noite dessa segunda-feira, 22 de maio, o troféu do Prêmio Nacional da Biodiversidade. Ao todo, 17 finalistas, divididos em seis categorias (Academia, Empresas, Imprensa, Ministério do Meio Ambiente, Órgãos Públicos e Sociedade Civil), participaram da cerimônia de entrega do prêmio, realizada no Palácio do Itamaraty, em Brasília.
Desenvolvido com o envolvimento de alunos de pesquisa e de extensão da UPF e coordenado pelos professores Jaime Martinez e Nêmora Prestes, o Projeto Charão concorreu, na categoria Academia, junto a outras duas inciativas, mas foi na categoria especial Júri Popular que o 
projeto foi reconhecido. Todos os 17 finalistas estavam concorrendo nessa categoria especial. Foram mais de 20 mil votos na iniciativa ''Dois papagaios ameaçados da Floresta com Araucárias: um esforço de conservação comum'', que representou as ações do Projeto Charão.
A professora Nêmora Prestes, que acompanhou a cerimônia em Brasília, se emocionou ao receber o prêmio. ''Passados 25 anos, aplicando estratégias de conservação com ênfase no incentivo à criação de áreas protegidas, foi possível manter uma população em torno de 20 mil papagaios-charão. A experiência com o charão habilitou a equipe para hoje conduzir o Programa Nacional de Conservação do Papagaio-de-peito-roxo, desde o Rio Grande do Sul até Minas Gerais, orientado pelas metas do PAN Papagaios'', disse.
Também coordenador do Projeto, o professor Jaime Martinez comentou sobre a alegria pelo reconhecimento nacional e, especialmente, pela mobilização da comunidade acadêmica e regional. ''Ficamos felizes e honrados com o resultado e com a mobilização da comunidade e da imprensa, motivando e sensibilizando, o que certamente foi fundamental para conquistar o prêmio Júri Popular. Ficamos emocionados de ver o incentivo de professores, funcionários e das unidades acadêmicas e o reconhecimento nacional para um projeto que dá importância a esse ecossistema que é a floresta de araucária'', destacou.

O projeto
O Projeto Charão atua pela conservação da natureza, com foco em pesquisa e educação ambiental para a conservação da Floresta com Araucárias e sua biodiversidade, representada pelos papagaios-de-altitude (charão e peito-roxo). A partir deste ano, o projeto assumiu compromisso de executar o Programa Nacional para a Conservação do Papagaio-de-peito-roxo. Com duração prevista de quatro anos, a iniciativa busca executar metas previstas no Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Papagaios (PAN Papagaios), que será realizado em áreas prioritárias já identificadas no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, no Paraná, em São Paulo e em Minas Gerais.
Em apoio ao projeto, o portal Gazeta teve um link direto para a votação:

Conheça os vencedores
Imprensa: Fauna Invisível - O Estado de São Paulo - Herton Escobar
Sociedade Civil: Projeto Periquito Cara-Suja - Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos - Aquasis
Empresas: Legado das Águas Reservas - Votorantim Ltda.
Ministério do Meio Ambiente: Planos de Ação Nacional para a Conservação da Biodiversidade - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)
Órgãos Públicos: Saúde silvestre e inclusão digital: participação comunitária no monitoramento da biodiversidade - Fundação Oswaldo Cruz
Academia: Programa de conservação do cervo-do-pantanal - UNESP - FCAV - Núcleo de Pesquisa e Conservação de Cervídeos
Júri Popular: Dois papagaios ameaçados da Floresta com Araucárias: um esforço de conservação comum - Associação dos Amigos do Meio Ambiente
Fotos: Gilberto Soares/MMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também