.

.

Hora Certa pra você

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Políticos britânicos retomam campanha eleitoral, após atentado no sábado

20170605091609427204i
Os políticos britânicos retomam nesta segunda-feira (5) a campanha para as eleições gerais que acontecem na quinta-feira (8) no Reino Unido, após a campanha ter sido suspensa no domingo (4) por causa do atentado em Londres, em que morreram sete pessoas. As informações são da EFE.
A primeira-ministra britânica, a conservadora Theresa May, fará campanha na capital após presidir uma reunião do comitê de emergência Cobra, formado pelos principais membros do Governo e representantes policiais, para tratar das medidas de segurança após o ataque na London Bridge e no Borough Market.
Além de Londres, May fará campanha em Yorkshire, Norte da Inglaterra, e na Escócia, enquanto que o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, da oposição, estará no Nordeste da Inglaterra, segundo informaram os partidos.
De acordo com a imprensa local, May ressaltará a importância de que o Reino Unido conte com uma liderança forte para defendê-lo da ameaça terrorista. A campanha da primeira-ministra também vai focar nas negociações sobre a saída britânica da União Europeia (UE), que começarão 11 dias após as eleições.
A expectativa é de que Corbyn, que avançou nas pesquisas de intenção de voto nas últimas semanas, volte a criticar o Governo pelos cortes no setor público e pelas desigualdades sociais que há no país.
May destacou que as eleições desta quinta-feira não serão adiadas por causa do atentado de Londres.
A primeira-ministra decidiu há algumas semanas antecipar as eleições gerais que aconteceriam em 2020. Segundo ela, o objetivo da medida é garantir que o futuro líder do país conte um mandato forte para negociar com firmeza a saída do Reino Unido da União Europeia.
Nas eleições de quinta-feira, cada distrito eleitoral do Reino Unido elege um membro do parlamento (equivalente ao deputado federal, no Brasil) para a Câmara dos Comuns (que equivale à Câmara dos Deputados). O partido que obtiver a maioria dos assentos tem o direito de formar o Governo, com o seu líder como primeiro-ministro.
Atentado
No sábado, um furgão atropelou vários pedestres na London Bridge. Do veículo saíram três homens com facas que atacaram indiscriminadamente várias pessoas no Borough Market, bem próximo à ponte. Até o momento sete pessoas morreram, além dos três terroristas. De acordo com os últimos dados, 48 pessoas ficaram feridas e estão internadas em hospitais londrinos, 21 das quais em estado crítico.
Na manhã desta segunda-feira, a Polícia Metropolitana de Londres começou a revistar duas casas nos bairros de Newham e Barking, ambos no leste da cidade, onde ontem os agentes também entraram em um apartamento e detiveram 13 pessoas ligadas ao ataque. Uma delas, um homem de 55 anos cuja identidade não foi divulgada, foi liberado sem acusações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também