.

.

HORA CERTA

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

No Distrito Federal, número de mortes causadas por Aids cai 13,5% em um ano

Distrito Federal registrou uma redução de 13,5% no número de mortes causadas pela Aids, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (27). Em 2017, síndrome foi causa básica de 96 óbitos na capital. Hoje, o índice divulgado foi considerado o mais baixo registrado na capital desde o início da série histórica. Para o ministério, a ampliação do acesso à testagem e a redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento são razões para a queda. O diagnóstico precoce é importante para que a pessoa com o vírus HIV não desenvolva Aids e controle o vírus no organismo com os remédios disponíveis. Segundo os dados, o Brasil também registrou uma redução de 16% no número de detecções de Aids nos últimos seis anos. Em 2012, a taxa de detecção era de 21,7 casos por cada 100 mil habitantes e, em 2017, foram 18,3, uma queda de 15,7%. O boletim ainda mostra a diminuição da transmissão vertical do HIV, quando o bebê é infectado durante a gestação. Foi informado pelo Ministério da Saúde que, a partir de janeiro, haverá na rede pública a oferta do autoteste de HIV para populações- -chave. E, foi orientado que em caso de teste positivo o usuário busque o serviço de saúde para testes complementares.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também