.

.

HORA CERTA

sexta-feira, 31 de maio de 2019

E.M. Juliana Eloy realiza passeata com alunos no projeto " LIXO: descarte e coleta"


Dentro do projeto pedagógico formulado pelo corpo docente da Escola
Municipal Juliana Eloy, localizada no setor Jardim Barragem V, que tem na
direção a professora Janaina Mesquita, alunos e professores fizeram uma
pequena passeata pelo setor entregando folders criados pelos próprios alunos,
assim chamando a atenção da comunidade para o descarte correto do lixo
doméstico. O evento faz parte de uma série de atividades dentro do projeto “
LIXO: descarte e coleta".
Os alunos são incentivados pelos seus professores a criarem a partir do
aproveitamento dos materiais descartados diariamente em suas residências,
brinquedos e a recolher e descartar de forma correta para melhorar o meio
ambiente a sua volta.
“Dentro deste projeto, os nossos alunos recebem orientações de cuidados com
o meio ambiente. Em nossa comunidade temos um grande problema de
descarte inadequado dos lixos domésticos o que ocasiona uma série de
problemas e risco à saúde pública. Com estas informações eles se
transformam em agentes multiplicadores levando estas informações para o
seio familiar.
A coordenadora pedagógica da unidade enfatiza que os problemas gerados
pelo descarte inadequado de lixo são muitos e, geralmente, visíveis. “Na
maioria dos casos, eles se configuram como agressões ambientais e até como
uma questão sanitária que coloca em risco à saúde pública, além da beleza
estética da comunidade que tem o valor dos seus imóveis desvalorizados”,
disse Janice Araújo.
“Nós transmitimos para os nossos alunos que a sujeira nas ruas, tais como: o
papel do picolé, a latinha do refrigerante ou aquela sacolinha plástica quando
descartados em vias públicas, praças e terrenos afetam a higiene do ambiente
e tornam tudo mais sujo e degradado. Portanto, caso você gere algum lixo de
pequeno volume, carregue consigo até a lixeira mais próxima e faça o descarte
de modo correto” enfatizou a coordenadora pedagógica, Miralda Escobar.
Quem mais sofre com a poluição ambiental é a natureza, principal vítima do
descarte inadequado de resíduos. Rios, riachos, córregos, canais e lagoas e
todos os seus ecossistemas sofrem com a poluição causada pelo acúmulo e
descarte inadequado de lixo causando o desequilíbrio do ecossistema.
A proliferação de endemias em virtude do acúmulo de resíduo em terrenos ou
armazenados de modo inapropriado podem gerar a proliferação de pragas e

vetores de endemias e colocar em risco a saúde pública. A proliferação do
mosquito da dengue, baratas, ratos e escorpiões são as principais pragas da
área urbana que ocasiona uma série de riscos à saúde pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também