.

.

HORA CERTA

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Hospital atende mais de 9 mil pacientes por mês

Assim como grande parte dos municípios do estado de Goiás, Cidade Ocidental tem passado por muitas dificuldades, devido ao atraso no repasse de verbas do Governo Estadual para saúde. No entanto, o Hospital Municipal de Cidade Ocidental mesmo em meio às dificuldades é referência em atendimento. E luta, para continuar se destacando na oferta de serviços da rede pública de saúde. Na busca para proporcionar mais qualidade no atendimento e serviços prestados à população, a unidade de saúde ampliou o atendimento e a oferta de serviços. Realizando mais de 9 mil atendimentos médicos por mês, além dos procedimentos de medicação, curativos, suturas e casos de emergência. Entretanto um dos problemas enfrentados pela equipe hospitalar é o aumento considerável de atendimentos. “O número de atendimentos mensais do hospital passou de 7 mil para mais de 9 mil. Porém, o nosso maior desafio é continuar prestando um atendimento humanizado apesar das dificuldades enfrentadas no setor de saúde pública”, explicou Camila Alves diretora do hospital. Segundo dados da Comissão de Revisão de Prontuário, o Hospital Municipal de Cidade Ocidental atendeu no mês de abril 9.312 pacientes. Sendo que deste quantitativo, 30% é de pacientes oriundos do Distrito Federal e de cidades vizinhas como Valparaíso de Goiás e Luziânia. A outra parcela de pacientes são, em sua maioria dos bairros Friburgo A e B, São Matheus, Remanso, Mossoró, Vila Militar, Parque Estrela D’alva III. É importante destacar que devido à alta demanda de pacientes vindos dos bairros, foi instalada no Parque Estrela D’alva III uma Unidade Básica de Saúde. O prefeito Fábio Correa destacou o trabalho que vem sendo feito por toda a equipe em prol da unidade de saúde. “Ano passado, adquirimos através dos nossos recursos um aparelho de ultrassonografia que facilita a vida de mais de 250 pessoas por mês. Antes os nossos moradores procuravam municípios próximos, unidades particulares, ou mesmo Goiânia para realizar exames de imagem, e hoje conseguimos realizar tudo isso aqui. E o nosso objetivo é trabalhar cada vez mais para prestar mais assistência ainda aos nossos moradores que buscam atendimentos de saúde”, afirmou Fábio. Segundo o corpo médico responsável pela área, o aparelho é destinado a exames de gestantes, abdômen, mama, transvaginal, tireóide, renal e mais uma gama de verificações clínicas que devem atender até 90% dos pedidos de exames de imagem feitos hoje no município. Outra medida adotada pelo Governo de Cidade Ocidental é a capacitação continuada dos profissionais de saúde do município. Que prepara os profissionais para levar um atendimento humanizado aos usuários do sistema público de saúde. Cidade Ocidental se tornou referência para os demais municípios goianos. E isto, reflete para a população através da melhoria do atendimento, com profissionais treinados, e em constante melhoramento, contribuindo para a qualidade de vida da população de Cidade Ocidental. Oxigenoterapia domiciliar O serviço de Oxigenoterapia Domiciliar é oferecido pelo HMCO e possibilita que os pacientes possam contar com esse auxílio na sua própria casa. Trata-se de um serviço de saúde muito importante para melhorar a qualidade de vida das pessoas com enfermidades, como Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), Fibrose Pulmonar e Cardiopatias, além de pacientes em cuidados paliativos, que estão em fase terminal de vida. Atualmente o HMCO atende 42 pacientes em diferentes bairros do município onde, a maioria é acompanhada pelo Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF). ANGIOLOGISTA O hospital também disponibiliza o atendimento com o angiologista. A especialidade médica trabalha com os vasos sanguíneos e vasos linfáticos, como varizes, aneurismas e obstruções arteriais. O médico responsável Emerson Mamede, atende cerca de 40 pacientes por sábado. RAIO X Em setembro de 2018, o hospital recebeu o equipamento de Raio X digital, que auxiliará o atendimento e diagnóstico médico da população. O equipamento faz parte da reestruturação que hospital municipal passará. É importante destacar que para o uso do aparelho será necessário a realização de uma reforma no local. Atualmente o hospital não oferece suporte elétrico e condições estruturais para a utilização do mesmo. REFORMA E AMPLIAÇÃO Desde sua primeira inauguração em 1994, o Hospital Municipal de Cidade Ocidental só passou por reformas básicas. No entanto, a atual gestão vem lutando pela realização da tão esperada reforma e ampliação do local. De acordo com a Secretaria Municipal de Convênios, o projeto arquitetônico para a realização da obra já está finalizado e aprovado pela vigilância sanitária. Vale ressaltar, que o projeto elétrico foi apresentado na Enel na última terça- -feira (21), e o prazo para aprovação é de 30 dias. É importante lembrar, que a reforma e ampliação do Hospital é bem complexa, e necessita de uma elaboração completa. Os demais projetos de hidráulica, fiscalização e gases estão sendo realizados e tem até o dia 30 de junho para serem apresentados. Após toda elaboração, o projeto final será encaminhado para a Caixa Econômica Federal para ser aprovada. A obra está prevista para dezembro/2019. (Informações da Ascom da Prefeitura de Cidade Ocidenta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também