A notícia em primeira mão: PREVENÇÃO Combate à dengue ganha reforço do Corpo de Bombeiros

terça-feira, 11 de junho de 2019

PREVENÇÃO Combate à dengue ganha reforço do Corpo de Bombeiros

Durante todo este fim de semana, quatro tendas contarão com o reforço dos médicos militares, dois em cada turno / Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília O Corpo de Bombeiros reforçou combate à dengue no Distrito Federal neste fim de semana. As tendas de hidratação em funcionamento em Brazlândia, Planaltina, Itapoã e Ceilândia receberam reforço de 16 médicos militares no sábado (8). Eles atuaram das 7h às 19h no atendimento a pessoas com suspeita de dengue, aplicando os testes rápidos para diagnóstico da doença. A ação, batizada de Mutirão da Saúde de Combate à Dengue, envolve o trabalho de 50 militares. Cada tenda recebeu dois médicos por turno (manhã e tarde). Além dos médicos, a corporação disponibilizou nove farmacêuticos e técnicos, que trabalharam no laboratório para fazer a análise do material do teste rápido. Uma ambulância com quatro profissionais também esteve disponível para atender os pacientes e encaminhar casos mais graves ao hospital. Os postos de hidratação funcionam desde 25 de maio em locais escolhidos estrategicamente pela Secretaria de Saúde de acordo com a incidência de casos de dengue. Além das quatro tendas que receberam o mutirão dos Bombeiros, as demais seguem em funcionamento no Guará, Varjão, Estrutural, Sobradinho II, Samambaia e em São Sebastião. Nesses locais, a assistência está sendo prestada por profissionais de saúde capacitados a dar rápida resposta ao cidadão que busca atendimento. Nas tendas, são oferecidas, além do diagnóstico, hidratações oral e venosa, fundamental para o tratamento dos sintomas da doença. As dez tendas de hidratação espalhadas pelo DF atenderam, até terça-feira (4), 12.286 pessoas. Destas, 8.564 estavam com suspeita de dengue, 2.326 receberam hidratação ou medicação e 269 foram levados para hospitais. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o combate à dengue envolve duas ações: a prevenção e o tratamento. As atividades se concentraram em todas as regiões administrativas do DF, com ênfase em Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, Guará, Vicente Pires, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I, Recanto das Emas e Planaltina. Ao todo, 10.849 imóveis foram vistoriados e havia focos de dengue em 134 deles. Agência Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também