A notícia em primeira mão: Logo teremos uma vacina de Covid-19 disponível

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Logo teremos uma vacina de Covid-19 disponível

 


Eu sou um médico- -cientista e especialista em doenças infecciosas na Universidade da Virgínia (EUA), onde cuido de pacientes e conduzo pesquisas sobre o COVID-19. Ocasionalmente, sou questionado sobre como posso ter certeza de que os pesquisadores desenvolverão uma vacina bem-sucedida para prevenir o COVID-19. Afinal, ainda não temos uma para o HIV, o vírus que causa a AIDS. 1. SISTEMA IMUNOLÓGICO HUMANO CURA COVID-19 Em até 99% de todos os casos de COVID-19 , o paciente se recupera da infecção e o vírus é eliminado do corpo. Alguns dos que tiveram COVID-19 podem apresentar níveis baixos de vírus no corpo por até três meses após a infecção. Mas, na maioria dos casos, esses indivíduos não podem mais transmitir o vírus a outras pessoas 10 dias após ficarem doentes. Portanto, deveria ser muito mais fácil fazer uma vacina para o novo coronavírus do que para infecções como o HIV, em que o sistema imunológico não consegue curá-lo naturalmente. O SARS-CoV-2 não sofre mutação como o HIV, tornando-o um alvo muito mais fácil para o sistema imunológico subjugar ou para uma vacina controlar. 2. ANTICORPOS DIRECIONADOS À PROTEÍNA ESPINHO EVITAM A INFECÇÃO Uma vacina protegerá, em parte, induzindo a produção de anticorpos contra a proteína espinho na superfície do SARS-CoV-2, o vírus que causa o COVID-19. O vírus precisa da proteína espinho para se ligar e entrar nas células humanas para se reproduzir. Pesquisadores demonstraram que anticorpos, como os produzidos pelo sistema imunológico humano, se ligam à proteína espinho, a neutralizam e evitam que o coronavírus infecte células em cultura de laboratório. Pelo menos sete empresas desenvolveram anticorpos monoclonais, anticorpos fabricados em laboratório que reconhecem a proteína espinho. Esses anticorpos estão entrando em ensaios clínicos para testar sua capacidade de prevenir a infecção em pessoas expostas, por exemplo, por meio de um contato domiciliar. 3. A GLICOPROTEÍNA ESPINHO CONTÉM VÁRIOS ALVOS A proteína espinho tem muitos locais onde os anticorpos podem se ligar e neutralizar o vírus. Isso é uma boa notícia porque com tantos pontos vulneráveis, será difícil para o vírus sofrer mutação para evitar uma vacina. 4. NÓS SABEMOS COMO FAZER UMA VACINA SEGURA A segurança de uma nova vacina COVID-19 é melhorada pela compreensão dos pesquisadores sobre os potenciais efeit
colaterais da vacina e como evitá-los. Um segundo problema potencial apresentado por algumas vacinas é uma reação alérgica que causa inflamação no pulmão, como foi visto em indivíduos que receberam uma vacina contra o vírus sincicial respiratório na década de 1960. Isso é perigoso porque a inflamação nas regiões aéreas do pulmão (alvéolos) pode dificultar a respiração. No entanto, os pesquisadores aprenderam agora como criar vacinas para evitar essa resposta alérgica. 5. VÁRIAS VACINAS PARA COVID-19 DIFERENTES EM DESENVOLVIMENTO O governo dos EUA está apoiando o desenvolvimento de várias vacinas diferentes por meio da Operação Warp Speed . O objetivo da Operação Warp Speed é entregar 300 milhões de doses de uma vacina segura e eficaz até janeiro de 2021. O governo dos EUA está fazendo um grande investimento, destinando US$ 8 bilhões (44,6 bi de Reais na cotação de hoje) para sete vacinas COVID-19 diferentes. Ao apoiar várias vacinas COVID-19, o governo [dos EUA] está protegendo suas apostas. Apenas uma dessas vacinas precisa se provar segura e eficaz em ensaios clínicos para que uma vacina COVID-19 seja disponibilizada aos estadunidenses em 2021. 6. VACINAS PASSANDO POR ENSAIOS DE FASE I E II Os ensaios de fase I e fase II testam se uma vacina é segura e induz uma resposta imunológica. Os resultados até agora de três ensaios de vacinas diferentes são promissores, desencadeando a produção de níveis de anticorpos neutralizantes anti-espinho que são duas a quatro vezes maiores do que os observados em pessoas que se recuperaram de COVID-19. A Moderna , Oxford e a empresa chinesa CanSino demonstraram a segurança de suas vacinas em testes de fase I e fase II. 7. OS ENSAIOS CLÍNICOS DE FASE III ESTÃO EM ANDAMENTO A vacina é testada em dezenas de milhares de indivíduos para determinar se ela funciona para prevenir a infecção pelo SARS-CoV-2 e se é segura. A vacina produzida pela Moderna e NIH e a vacina da Oxford-AstraZeneca começaram os testes de fase III em julho. Outras vacinas COVID-19 começarão a fase III dentro de algumas semanas. 8. ACELERAR A PRODUÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE VACINAS A Operação Warp Speed está pagando pela produção de milhões de doses de vacinas e apoiando a fabricação de vacinas em escala industrial. Uma vez que uma vacina seja comprovada como segura nos ensaios de fase III, um estoque dela já existirá e poderá ser distribuída imediatamente sem comprometer a avaliação completa de segurança e eficácia. Esta é uma abordagem mais prudente do que a da Rússia, que está vacinando o público com uma vacina antes que ela se mostre segura e eficaz na fase III. 9. DISTRIBUIDORES DE VACINAS ESTÃO SENDO CONTRATADOS AGORA A McKesson Corp., maior distribuidora de vacinas dos Estados Unidos, já foi contratada pelo CDC para distribuir uma vacina COVID-19 em locais — incluindo clínicas e hospitais — onde a vacina será administrada. Acredito que seja realista sabermos em algum momento no final de 2020 se algumas vacinas COVID-19 são seguras, exatamente o quão eficazes são e quais devem ser usadas para vacinar a população dos EUA em 2021


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também