A notícia em primeira mão: Reconstrução de barragem permite retomada agrícola

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Reconstrução de barragem permite retomada agrícola

 Cerca de 12 famílias de produtores rurais da comunidade agrícola Chácara 90, localizada no Núcleo Rural Rio Preto, na região de Planaltina, serão beneficiadas com a recuperação da barragem do Imburuçu. A obra, que começou em 10 de setembro, é uma ação integrada envolvendo servidores da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF), do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF) e Secretaria de Agricultura (Seagri-DF). Desde 2016, os agricultores da localidade sofrem com a falta d’água, elemento essencial para a produção agrícola. O problema começou com o rompimento do antigo represamento. O problema afetou diretamente a rotina das pessoas. Com a escassez de água para irrigar as plantações durante todo o ano, a produção caiu, assim como a mão de obra local. Sem trabalho na “roça”, muita gente foi buscar o ganha-pão na cidade, trabalhando como motorista de ônibus ou no mercado informal. A solução para o problema é a construção de um talude, ou seja, terreno inclinado que garante a estabilidade do aterro, paredões que permitem a concentração de grande volume de água. Com a barragem cheia, uma estrutura de tubulação colocada 500 metros mata adentro, vai levar água para os agricultores. Para tanto, máquinas como pá mecânica, retroescavadeira e caminhões da Novacap trabalham com a assistência de engenheiros da Emater-DF. A previsão é de que tudo fique pronto em duas semanas, com custo mínimo para o GDF. Serão geradas despesas apenas com a manutenção das máquinas, já que os profissionais envolvidos na operação são do governo. Produtor rural e cearense de Uajará, Luís Gonsaga Sousa tem 65 anos e desde 1979 mora na Chácara 90. Ele diz estar radiante com a iniciativa que vai beneficiar mais de 100 trabalhadores agrícolas. Gente como ele, que conhece bem a labuta com a terra, produz alimentos como tomate, pimentão, pepino, pimenta e feijão de corda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também