A notícia em primeira mão: Bolsonaro recorre da decisão de Fachin sobre investigações do STF

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Bolsonaro recorre da decisão de Fachin sobre investigações do STF

 

Edson Fachin
Edson FachinCarlos Moura/SCO/STF

Gabriela Coelhoda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  recorreu, nesta quarta-feira (1º), da decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), de arquivar a ação que questionava a possibilidade de o tribunal abrir investigações por iniciativa própria – sem pedido do Ministério Público Federal.

Fachin decidiu na última quarta (25) que a ação protocolada pela Advocacia-Geral da União (AGU) e assinada pelo presidente Jair Bolsonaro contra o regimento interno do STF era improcedente.

O Planalto pede que o artigo 43 do regimento seja suspenso liminarmente enquanto o Supremo julga o tema. Ele determina que o STF pode abrir inquérito sem manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR), se a infração acontecer nas dependências do tribunal.

Pelo menos duas ações abertas pelo STF usando tal regimento incomodam o governo. Foi usando o artigo 43 que o ministro Alexandre de Moraes abriu o inquérito das “Fake News” usado na prisão de aliados do governo, como o presidente do PTB, Roberto Jefferson. Bolsonaro também é alvo de uma ação semelhante no TSE por ataques feitos ao sistema eleitoral brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também