A notícia em primeira mão: Acidente de ônibus, em Aparecida, foi causado por falhas estruturais e iluminação, aponta laudo

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

Acidente de ônibus, em Aparecida, foi causado por falhas estruturais e iluminação, aponta laudo

 Ocupação da faixa oposta pelo ônibus e a sinalização inadequada foram os fatores resultantes para que o acidente acontecesse.

Após a finalização da análise realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), sobre o capotamento de um ônibus de turismo na BR-153, em Aparecida de Goiânia, constatou que o acidente foi causado por falhas na sinalização e na iluminação do local. O caso aconteceu na madrugada do último dia 24 de dezembro, quando o veículo interestadual caiu no Córrego Santo Antônio, causando a morte de seis pessoas e deixando outras 45 feridas.

De acordo com a corporação, a ocupação da faixa oposta pelo ônibus e a sinalização inadequada foram os fatores resultantes para que o acidente acontecesse. Outro apontamento feito pela PRF é que, no local onde o acidente aconteceu, não existe iluminação, prejudicando assim a visibilidade do condutor no período noturno.

Responsabilidade quanto à gestão da iluminação pública da Br-153, em Aparecida de Goiânia

Apesar da existência de postes de iluminação no trecho da Br-153, onde o caso aconteceu, basta trafegar pelo local para perceber que a iluminação pública da via está inoperante. O boletim ressalta ainda que o motorista do ônibus não estava sob o efeito de álcool ou entorpecentes, bem como estava conduzindo dentro da velocidade máxima permitida.

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou, no dia 03 de fevereiro, uma ação civil pública cobrando da Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia que assuma a responsabilidade de manutenção da iluminação da via. De acordo com o documento, 11,6 km dos 13,4 da BR-153  estão com iluminação em funcionamento irrisório ou sem funcionar.

Em relação boletim de acidentes de trânsito, a concessionária responsável pelo trecho da via onde o acidente aconteceu, disse que o documento da PRF é sigiloso e que aguarda a finalização as investigações, bem como ressaltou que a responsabilidade quanto à iluminação da rodovia é da Prefeitura de Aparecida.

Já a prefeitura municipal da cidade, alega que vê a ação do Ministério Público Federal com estranheza, tendo em vista que existe uma ação judicial, com decisão formatada pelo mesmo órgão, falando sobre a responsabilidade da iluminação pública da BR-153, no perímetro urbano de Aparecida de Goiânia.

O boletim do acidente é uma espécie de investigação, feita pela PRF, sendo feito em situações onde os ocorrências de trânsito possuem vítimas. Esses dados são anexados ao inquérito da Polícia Civil de Goiás (PCGO) que fazem referência ao caso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também