A notícia em primeira mão: Irmãos que mataram o pai, em Caldas Novas, são indiciados pelo crime

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Irmãos que mataram o pai, em Caldas Novas, são indiciados pelo crime

 Apesar das constatações apontadas pela conclusão do inquérito, o Ministério Público de Goiás ainda não recebeu, oficialmente, a denuncia em desfavor dos irmãos.

Os irmãos que mataram o próprio pai em Caldas Novas, no sul de Goiás, foram indiciados por tortura e homicídio. De acordo com a Polícia Civil de Goiás (PCGO) a motivação do crime seria porque os filhos acreditavam que o sumiço da mãe foi culpa do pai, desta forma torturaram o senhor de 54 anos para que ele contasse onde estava a esposa.

PCGO informou que os indiciados ficaram em silêncio durante todo período de interrogatório. A finalização do inquérito aconteceu no último dia 2 de fevereiro e apontaram que a morte do pai foi causada pelos filhos.  Conforme apontaram os laudos da investigação, a morte aconteceu de forma lenta, sendo causada por uma pequena hemorragia no rim, causada por longas agressões.

“Havia diversas lesões no corpo feitas por pedaços de pau, instrumentos perfurantes, simularam que o queimariam – chegaram a jogar diesel, mas não atearam fogo. Foi um contexto trágico, com crueldade”, relatou o delegado responsável pela investigação do caso.

Apesar das constatações apontadas pela conclusão do inquérito, o Ministério Público de Goiás ainda não recebeu, oficialmente, a denuncia em desfavor dos irmãos, pois ainda há uma decisão pendente a ser tomada pela Justiça, com relação a qual vara o caso pertence. Segundo o órgão, desde o último dia 11 de fevereiro, o processo está aguardando vista para análise.

Tortura e morte

Apurações apontaram que os familiares dos envolvidos presenciaram o momento em que os irmãos encontram o pai e questionam sobre o paradeiro da mãe. Em depoimento à PCGO, testemunhas disseram que a vítima respondeu dizendo que havia “dado um sumiço” na mulher. Mediante à resposta, os filhos iniciaram as agressões contra o pai, com a intenção de que ele contasse onde a mãe estava.

As investigações apontaram que o casal estava separado e discutindo sobre como seria feita a divisão de bens. “As testemunhas disseram que, após o pai mencionar que teria matado a mulher, os irmãos o amarraram e começaram as agressões. Um deles tentou impedir, mas foi repelido pelos irmãos. Outro foi à cidade e chamou a Polícia Militar”, esclareceu o delegado.

Os irmãos continuam detidos preventivamente após serem presos em flagrante no município de Caldas Novas, em Goiás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também