.

.

Hora Certa pra você

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Caixa Econômica dá sinal verde para retomada de obras em Águas Lindas



As obras paralisadas do complexo Santa Lúcia (setor do mesmo nome, Jardim 
Águas Lindas II e Jardim Recanto) e do Complexo da Barragem (J. Barragem 
IV, V, VI, Jardim Recanto e Cidade do Entorno) receberam aprovação na 
reprogramação dos recursos e sinal verde para a sua efetiva retomada. A 
notícia foi dada pelo gerente geral da Agência Águas Lindas, Gilvandro Neiva e 
pelo supervisor de filial Ogair Batista Andrade, ambos integrantes do Grupo de 
Gestão Integrada (GGI).
As obras foram alvo de fiscalização por parte do Controladoria Geral da 
União (CGU) do período 03/01/2011 a 31/12/2011, consequentemente indo 
plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) onde recebeu uma série de 
recomendações descritos no TC 018.355/2013-7. Confira a íntegra do sumário:
“AUDITORIA. MUNICÍPIO DE ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS. CONTRATO 
DE REPASSE. OBRAS DE INFRAESTRUTURA URBANA E HABITAÇÃO. 
FISCALIZAÇÃO DEFICIENTE DO CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE 
LEVANTAMENTO QUE EMBASOU PROJETO BÁSICO. ORÇAMENTO 
CONTENDO PREÇOS E QUANTITATIVOS INADEQUADOS. AUSÊNCIA 
DE FORMALIZAÇÃO DE TERMO ADITIVO. SUPERFATURAMENTO. 
REPROGRAMAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO PELA CAIXA. 
POSSIBILIDADE DE CORREÇÃO DAS FALHAS IDENTIFICADAS. 
AUDIÊNCIA DOS RESPONSÁVEIS. CIÊNCIA. RECOMENDAÇÕES. Havendo 
indícios de irregularidade pendentes de saneamento, determina-se a realização 
de audiência dos responsáveis e dá-se ciência aos órgãos envolvidos com 
vistas à adoção de providências corretivas”. 
O prefeito Hildo do Candango determinou que a sua equipe trabalhasse 
diurtunamente para que essas pendências fossem sanadas. O vice-
prefeito Luiz Alberto Jiribita foi incumbido de acompanhar todo o processo. 
Técnicos da Diretoria de Projetos, engenheiros das empresas que realizam 
obras com recursos federais no município e técnicos da Caixa Econômica 
Federal trabalharam para acabar com todas as pendências promovendo a 
reprogramação dos recursos. Finalmente o processo foi aprovado e recebeu 
sinal verde para a retomada das obras.
Os recursos para a construção das 117 unidades habitacionais no Jardim 
Santa Lúcia estão garantidos, os recursos são provenientes do FAR, 
condicionado a construção da Estação de Tratamento de Esgoto. A região 
já conta com a rede de esgoto instalada, mas sem a estação não tem uma 
destinação final adequada.
Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também