A notícia em primeira mão: SAMU implanta novo módulo para regulação com maior transparência e agilidade de atendimentos

sábado, 5 de setembro de 2020

SAMU implanta novo módulo para regulação com maior transparência e agilidade de atendimentos

 A Secretaria de Saúde (SMS) implantou na última segunda-feira (31/08) um novo módulo para a regulação do SAMU, do sistema Celk que substitui o e-SUS SAMU. O sistema Celk de gerenciamento de gestão em saúde, já vem sendo utilizado em outras áreas da saúde, como atenção primária, farmácia, agendamento de exames e vigilância sanitária. A migração para esse novo módulo irá agilizar a regulação melhorando ainda mais os atendimentos. Funcionando como um raio-x do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), o módulo Celk, possui maior abrangência fornecendo uma maior base de dados, que permite que o SAMU produza indicadores de capacidade de qualidade de atendimento, de forma mais confiável e totalmente online. Esta nova dinâmica do sistema alimenta de forma contínua o banco de dados do principal indicador de qualidade do SAMU, o tempo resposta de atendimento e monitora em tempo real as atividades dos seus colaboradores. Visando assim a rapidez e melhora no atendimento. A implementação do módulo Celk irá trazer diversos benefícios para o usuário do SAMU, com atendimentos com maior eficácia e eficiência. As chamadas serão em tempo real, e haverá a emissão de uma maior quantidade de relatórios de atendimentos. O usuário também terá mais transparência do serviço, como explica coordenador do SAMU, André Luiz Braga. “O cidadão também poderá monitorar o serviço oferecido através do Portal da Transparência da SMS, onde será possível acompanhar em tempo real os indicadores de produção e como a administração está tratando da manutenção desse serviço federal que é tão essencial para nós.” O sistema e-SUS será utilizado até que todas as ocorrências desta segunda-feira (31/08) tenham sido encerradas, após isto o sistema será descontinuado da utilização cotidiana na Central de Regulação do SAMU. É importante ressaltar que a alimentação do banco de dados do Ministério da Saúde, será continuado com portabilidade de dados sem prejuízo algum. A Central de regulação contará com técnicos operacionais que auxiliarão na utilização do sistema durante toda semana, além de call center 24 horas por dia na primeira semana de implementação do novo sistema

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também