A notícia em primeira mão: Pela 1ª vez, todas as regiões de Goiás estão em situação de calamidade com avanço da Covid-19

sexta-feira, 2 de abril de 2021

Pela 1ª vez, todas as regiões de Goiás estão em situação de calamidade com avanço da Covid-19

 


Goiás está em situação de calamidade, aponta mapa de risco do governo
--:--/--:--

Goiás está em situação de calamidade, aponta mapa de risco do governo

Todas as 18 regiões de Goiás estão em situação de calamidade por causa do avanço da Covid-19, conforme aponta o mapa do governo nesta quinta-feira (1º). É a primeira vez que todo o estado entrou na cor vermelha, que representa o pior nível da pandemia. Esse monitoramento é feito pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) desde 16 de fevereiro.

O monitoramento leva em consideração seis indicadores. Na cor vermelha, a taxa de contágio está acima de 1, ou seja, 100 infectados transmitem o coronavírus para, pelo menos, 100 pessoas.

O comércio não essencial reabriu na quarta-feira (31) depois de ficar 14 dias fechados, conforme o decreto do governo estadual que faz o revezamento das atividades econômicas.

Indicadores:

  • Velocidade de contágio no tempo (Rt)
  • Incidência de casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave)
  • Variação de mortalidade por Covid-19
  • Taxa de crescimento de solicitações de leitos de UTI ao Complexo Regulador Estadual
  • Taxa de ocupação de leitos de UTI, públicos e privados
  • Taxa de ocupação de leitos de enfermaria, públicos e privados

A taxa de ocupação das UTIs para Covid-19 passou 85% em toda a rede hospitalar do estado. Até o levantamento divulgada na última semana, 17 regiões estavam em vermelho e uma em laranja.

Nesta quinta-feira, o governo goiano contabilizou 126 mortes e 1.671 casos positivos de coronavírus em 24h, segundo o boletim da SES. Os dados revelam que 486.949 moradores se contaminaram e 11.712 morreram desde o início da pandemia.

A rede hospitalar estadual está com 96% dos 525 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados. Já 76% das 701 vagas de enfermaria disponibilizadas para pacientes com Covid-19 estão ocupadas.

Em Goiânia, das 300 vagas de UTI, 95% estão ocupadas. O índice na enfermaria, que tem 218 leitos, é de 97%.

O mês de março deste ano acabou como o pior mês da pandemia: foram 98 mortes e mais de 2,8 mil casos de Covid-19 por dia em Goiás. Ao todo, o mês registrou 88.503 moradores contaminados e 3.401 óbitos.

Um levantamento sobre o andamento da vacinação, realizado pela SES, aponta que foram aplicadas 487.180 doses das vacinas contra a Covid-19 em todo o estado. Em relação à segunda dose, foram vacinadas 127.146 pessoas.

Colapso na rede hospitalar

O governador Ronaldo Caiado (DEM) falou na quarta-feira que existe, neste momento, uma escassez de equipes de saúde para trabalhar em hospitais e, dentro deles, mais da metade dos pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva morrem.

"Essa é uma realidade que as pessoas têm que entender. Não é só a abertura do leito. Nós estamos abrindo leito, mas as equipes especializadas na pandemia estão há um ano enfrentando um ambiente de altíssimo risco. Eles vêem os pacientes internados e intubados, 80% deles evoluindo a óbito. As pessoas têm que ter responsabilidade com a pandemia", ponderou o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também