A notícia em primeira mão: Jovem posta foto de arma em grupo e ameaça atentado à escola, em Rio Verde

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Jovem posta foto de arma em grupo e ameaça atentado à escola, em Rio Verde

 

Na manhã desta quinta-feira (17/2) um garoto de 15 anos e os pais foram encaminhados para a delegacia de Rio Verde, localizado na região sudoeste de Goiás, após o adolescente publicar a foto de uma arma de fogo no grupo de WhatsApp da escola em que estuda e ameaçar realizar um atentado na data de hoje (17).

A mãe de um dos colegas entrou em contato com a Polícia Militar de Goiás (PMGO) informando sobre o caso e uma viatura foi encaminhada para realizar a segurança do colégio estadual, mas ao chegarem ao local o garoto ainda não havia chegado. Como medida de segurança, os alunos que estavam presentes foram liberados.

Apurações apontaram que posteriormente uma equipe da PMGO se encaminhou até a casa do estudante e ele disse a corporação que a arma que usou para fazer a ameaça era de brinquedo e que a situação toda foi uma “brincadeira”, desta forma ele não pretendia causar pânico. Mesmo com as declarações, o menino e os pais foram levados até a delegacia par prestar os devidos esclarecimentos sobre o caso.

Secretaria de Estado da Educação de Goiás se manifesta sobre o caso

Sobre a ameaça feita pelo aluno à uma escola da rede pública estadual de ensino, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) se manifestou através de nota informando que a Superintendência de Segurança Escolar e Colégio Militar e a Coordenação Regional de Educação (CRE) de Rio Verde estão cientes e acompanhando o caso, além de contribuir com os órgãos responsáveis pela investigação.

Ainda de acordo com a Seduc, os funcionários do colégio estão passando por orientação dentro do Protocolo de Segurança Escolar. Este documento é usado para nortear as instituições de ensino em relação as questões que envolvem a segurança no ambiente escolar.

Leia na íntegra a nota divulgada pela Seduc:

A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), por meio da Superintendência de Segurança Escolar e Colégio Militar e da Coordenação Regional de Educação (CRE) de Rio Verde, acompanha a ocorrência envolvendo estudante do Colégio Estadual Martins Borges e contribui com as autoridades, a cargo de quem está a situação.

Para além de aguardar que as circunstâncias sejam resolvidas da melhor forma possível pelas autoridades civis e militares, a Secretaria Estadual da Educação informa que, sob a orientação da Superintendência de Segurança Escolar e Colégio Militar, o colégio está sendo orientado dentro do Protocolo de Segurança Escolar, documento que norteia as escolas nas questões envolvendo a segurança no ambiente escolar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também