A notícia em primeira mão: Ações solidárias de empresas e pessoas servem de inspiração para que outros ajudem

domingo, 17 de maio de 2020

Ações solidárias de empresas e pessoas servem de inspiração para que outros ajudem

No próximo dia 18 de maio comemora-se o Dia Mundial da Boa Vontade. Não se sabe a origem da data comemorativa, só que ela é celebrada em alguns países, entre eles o Brasil. Mas, mais importante do que conhecer a origem da celebração, talvez seja se dar conta do real significado da data, especialmente numa época em que uma pandemia transforma drasticamente os hábitos das pessoas que, mais do que nunca, começam a refletir sobre o que realmente importa e como a força de vontade de cada um faz diferença para mudar o mundo a sua volta e, consequentemente, todo ele. Atos de solidariedade, sejam eles feitos por pessoas físicas ou empresas, além de ajudar a quem precisa, servem de inspiração a quem sente vontade de mudar uma realidade difícil ao seu redor, mas se acha incapaz. Nesse sentido, incentivar a mobilização solidária entre as pessoas é um dos objetivos do Grupo Marajoara, que mesmo antes da pandemia da Covid-19 já ajudava regularmente com a doação mensal de 10 mil litros leite a cerca de 30 entidades assistenciais. “Essas entidades que ajudamos são formadas essencialmente por pessoas que têm essa grande vontade de mudar o mundo pra melhor. Nesse sentido, como uma empresa sólida e com forte presença no mercado de laticínios no País, nos sentimos na obrigação de ajudar quem precisa, mas principalmente ajudar quem ajuda a outros”, explica o presidente do grupo, André Luiz Rodrigues Junqueira, ao destacar que algumas instituições sociais contam com a parceria da Marajoara há mais de 20 anos. E para celebrar o Dia Mundial da Boa Vontade e fortalecer ainda mais essa corrente do bem, a Marajoara lança no próximo dia 18, em seu portal e suas redes sociais, a campanha #Postdobem. Para participar é simples, basta postar nos stories do Instagram uma foto com um prato feito pelo autor do perfil, acompanhado do produto Marajoara usado na receita, e marcando o perfil da empresa. Para cada post, a Marajoara irá doar um litro de leite para famílias que estão em dificuldades diante da pandemia do Covid-19. Haverá no portal da empresa uma página para a indicação de instituições que auxiliam famílias carentes. A companhia seguirá com a doação de dez mil litros de leite, que já faz regularmente a mais de 30 entidades assistenciais. A Marajoara já está divulgando, desde a última segunda-feira (11), um vídeo promocional mostrando parte dos trabalhos sociais que ajuda a manter com com suas doações mensais. O vídeo de pouco mais de dois minutos e meio está sendo divulgado no portal da Marajoara e nas redes sociais do grupo. Acesse www.marajoaraalimentos.com.br/ e confira. De acordo com André Luiz, entre as entidades que recebem as doações de leite da Marajoara estão centros esportivos para jovens carentes, abrigos de idosos, o Cevam [Centro de Valorização da Mulher], a Associação de Combate ao Câncer e a própria OVG”, informa o presidente. Com a pandemia do novo coronavírus, o grupo de laticínio intensificou suas ações assistenciais, doando mais de 33 mil litros de leite só no último mês de abril. “Além das doações que fazemos mensalmente, neste período de pandemia, a medida que nos chegam os pedidos buscamos ajudar sempre. Como para OVG [Organização das Voluntárias de Goiás] que receberam do nosso grupo recentemente a doação de 20 mil litros de leite. Também participamos de duas ações bem interessantes. Uma promovida pela Villa Mix, onde doamos 12 mil litros de leite e uma parceria que firmamos com um conhecido portal de notícias em Goiás”, informa André Luiz. *INSPIRAÇÃO* Um dos projetos ajudados pela Marajoara é o comandado pelo aposentado Aylton Viana, coordenador do Centro de Estudos Allan Kardec na Vila Delfiori, em Aparecida de Goiânia. Ele é uma dessas pessoas que mesmo diante das dificuldades que a vida lhe impõe não esmorece sua força de vontade em mudar ou pelo menos melhorar a vida de quem pouco ou quase nada tem, por isso foi um dos convidados a participar do vídeo feito pela equipe de marketing da empresa. Contando com a parceria da Marajoara por 20 anos, o aposentado diz que consegue ajudar regularmente cerca de 60 famílias que vivem em forte situação de vulnerabilidade social. “As pessoas que ajudamos são muito humildes mesmo. É uma gente muito pobre que vive num bairro periférico de Aparecida e em invasões. São pessoas trabalhadoras, mas que devido a essa pandemia, perderam sua renda e não conseguiram pagar a prestação do lote onde moravam ou mesmo o aluguel da casa e se viram obrigados e viver numa invasão”, explica Aylton. Com 64 anos e num momento de sua vida que talvez deveria se preocupar mais com a própria saúde, Aylton diz que não mede esforços para ajudar a quem bate a porta do centro espírita que coordena na Vila Delfiori. “Muitas vezes vem gente pedindo um litro de leite, pais e mães dessas invasões que estão com os filhos passando necessidade, como eu vou negar a ajudar?”, indaga o aposentado que desde 2001 conta com a parceria do Grupo Marajoara. “Já tivemos, em outras épocas, muito mais colaboradores para nossas ações sociais, mas hoje, até por causa dessa crise, são muito poucos os que mantêm alguma ajuda, por isso essas doações de leite que eles [Grupo Marajoara] fazem são primordiais. Inclusive, eles recentemente nos ajudaram com a doação de 15 cestas básicas o que contribui para auxiliarmos 20 famílias que foram fortemente afetadas por essas crise do coronavírus”, relata. Aylton diz ainda que não é e nem nunca foi um homem de posses. “Hoje não tenho muita coisa, só o que consegui com o meu trabalho. Mas o que tenho de sobra é vontade de ajudar a quem precisa. Isso graças a De

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado(a) Visitante

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, publicarei e o responderei.
Volte para saber a resposta.

* Mas qualquer comentário ofensivo e insultuoso será
ignorado e não será respondido.

¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`• Um abraço¸¸.•´¯`•.¸¸•.¸¸.•´¯`•

Leia também